EDITORIAL

Autores

  • Elizeu Clementino Souza Universidade do Estado da Bahia -UNEB
  • Lívia Fialho Costa Universidade do Estado da Bahia - UNEB

DOI:

https://doi.org/10.21879/faeeba2358-0194.2016.v25.n47.p11-12

Resumo

O crescimento e as especificidades dos Mestrados Profissionais (MP) configuram-se como temas atuais, em razão da produção acadêmica em várias áreas do conhecimento e por causa da importância dessa modalidade de formação. Desde a sua aprovação, passando por seu processo de consolidação e expansão no Brasil, os profissionais ligados aos Mestrados Profissionais fomentam discussões sobre o lugar da teoria e a aplicação prática do conhecimento voltado para o mercado de trabalho e, no campo educacional, suas interfaces e contribuições para transformações na Educação Básica. Outra questão relevante – e que encontra lugar nos Fóruns de Coordenadores – é a forma de avaliar os MPs, ou seja, a maneira de medir o produto e os indicadores de impacto dos MPs, que devem estar consoantes à sua realidade, vez que entre os mestrados e doutorados acadêmicos e os profissionais há diferenças fundamentais. Embora a Capes tenha incorporado no quadriênio 2010-2014 de avaliação dos cursos uma ficha atenta às especificidades desta modalidade de formação, as discussões seguem em busca da incorporação de outros critérios que assegurem  especificidades,singularidade do processo de avaliação e medição dos impactos e produtos do MPs.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2018-04-02

Como Citar

SOUZA, E. C.; COSTA, L. F. EDITORIAL. Revista da FAEEBA - Educação e Contemporaneidade, [S. l.], v. 25, n. 47, p. 11–12, 2018. DOI: 10.21879/faeeba2358-0194.2016.v25.n47.p11-12. Disponível em: https://revistas.uneb.br/index.php/faeeba/article/view/4564. Acesso em: 2 dez. 2023.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>