EDITORIAL

Autores

  • Lívia Fialho Costa Universidade do Estado da Bahia. Departamento de Educação

Palavras-chave:

Editorial

Resumo

A doença, o mal-estar, a aflição constituem experiências pessoais consideradas desagradáveis. A busca de tratamentos específicos está associada a várias condições dentro  de uma mesma cultura. Seu impacto no indivíduo, na família e no contexto social mais amplo tem merecido a atenção de muitos estudos nas mais diversas áreas. Aprender  a lidar com as situações indesejáveis – mediante exposição narrativa (autobiográfica) ou a partir de estratégias tecnológicas que viabilizam mudanças nos modos de estar doente – motivou a organização deste dossiê, dedicado à temática Educação e Saúde. Embora este dossiê não destaque apenas a discussão sobre a educação emsaúde, os textos, aqui reunidos, tomam como referência pesquisas que falam sobre fatores de risco e de proteção à saúde, sobre condições de trabalho, sobre a doença como produtora de exclusão e de desvalorização de si. O campo da educação vem sendo olhado como lugar da construção social da saúde, vez que cuidado, afetividade, proteção e atenção são constructos apreendidos pelos sujeitos em situações educativas. A escola é, desta forma, o espaço coletivo onde são privilegiadas ações em saúde, prevenção, estímulos a hábitos saudáveis dos alunos, não esquecendo que o debate se estende para a qualidade de vida do professor, dando atenção aos cuidados que devem ser observados (tempo de trabalho, cuidados com a voz), considerados elementos que fazem parte dos contextos de vulnerabilidade docente. Ao mesmo tempo, a escola é o lugar da emergência de patologias e/ou da medicalização e patologi-zação dos comportamentos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lívia Fialho Costa, Universidade do Estado da Bahia. Departamento de Educação

Possui graduação em Ciências Sociais pela Universidade Federal da Bahia (1993), mestrado em Sociologia pela Universidade Federal da Bahia (1996), mestrado em Antropologia Social e Etnologia - École des Hautes Études en Sciences Sociales (1997) e doutorado em Antropologia Social e Etnologia - École des Hautes Études en Sciences Sociales (2002). Pós-doutorado na Université Paris 13 (2013/CNPq). Atualmente é professora adjunto do Departamento de Educação e do Programa de Pós-graduação em Educação e Contemporaneidade da Universidade do Estado da Bahia (UNEB). É docente e pesquisadora no Programa de Pós-graduação em Família na Sociedade Contemporânea, da Universidade Católica do Salvador

Publicado

2016-08-30

Como Citar

COSTA, L. F. EDITORIAL. Revista da FAEEBA - Educação e Contemporaneidade, [S. l.], v. 25, n. 46, p. 11, 2016. Disponível em: https://revistas.uneb.br/index.php/faeeba/article/view/2697. Acesso em: 26 set. 2023.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>