Submissões

O cadastro no sistema e posterior acesso, por meio de login e senha, são obrigatórios para a submissão de trabalhos, bem como para acompanhar o processo editorial em curso. Acesso em uma conta existente ou Registrar uma nova conta.

Condições para submissão

Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.
  • Autoria: Os textos não devem exceder a três autores, a não ser em caso de estudos multicêntricos conforme avaliação de pertinência por parte dos editores.

    A titulação mínima para os autores é o mestrado. Mestrandos podem enviar artigos em coautoria com seus orientadores.

    As contribuições individuais de cada autor devem ser listadas em um documento separado, enviado como arquivo suplementar.

     

  • Metadados obrigatórios: No formulário de submissão, devem ser incluídos, obrigatoriamente em português, inglês e espanhol, e opcionalmente em francês, os dados a seguir:

    a) título do artigo; opção pela seção temática, estudos ou documentos;

    b) nomes de todos os autores conforme disponível na Plataforma Lattes;

    c) minibiografia;

    d)endereço institucional do autor de correspondência;

    e) telefones dos autores;

    f) email de todos os autores;

    g) titulação principal;

    h)instituição a que pertence(m)

    i) cargo que ocupa(m);

    j) grupo de pesquisa.

  • Título, resumo e palavras-chave devem ser cadastrados no sistemas e enviados no manuscrito, em português, inglês e espanhol obrigatoriamente. As palavras-chave devem ser retiradas do Thesaurus do INEP.

    Cada versão do resumo deve conter no máximo 1000 caracteres, incluindo objetivo, método, resultados e conclusão.

    Após cada versão do resumo, devem ser incluídas as palavras-chave no respectivo idioma do resumo, cujo número desejado é de, no mínimo três e, no máximo, cinco.

    Atenção: cabe aos autores entregar traduções de boa qualidade. Traduções ruins resultarão em devolução ou rejeição sumária do artigo.

  • As figuras, gráficos, tabelas ou fotografias (em formato TIFF ou JPG, em alta resolução - 300 dpi), devem ser incluídas no corpo do manuscrito e podem ser submetidas também como arquivo suplementar.

    Quando apresentadas em separado, devem ter indicação dos locais onde devem ser incluídas, ser tituladas e apresentar referências de sua autoria/fontes.

    Devem seguir a Norma de apresentação tabular, estabelecida pelo Conselho Nacional de Estatística e publicada pelo IBGE em 1979.

  • As Referências devem constar no manuscrito conforme as normas da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas). O sistema de citação adotado por este periódico é de autor-data de acordo com a NBR 10520 de 2003.

    URLs e DOIs para as referências, quando disponíveis, devem ser informados.

    Observe as recomendações de normalização da revista.

  • As notas numeradas devem vir no rodapé da mesma página em que aparecem, assim como os agradecimentos, apêndices e informes complementares.
  • O arquivo da submissão deve estar em formato Microsoft Word ou OpenOffice (.doc ou .odf).

  • Encaminhamento e Apresentação dos Textos

    Os artigos devem ter, no máximo, 70 mil caracteres com espaços e, no mínimo, 45 mil caracteres com espaço; as resenhas podem ter até 30 mil caracteres com espaço.

    Os títulos devem ter no máximo 90 caracteres com espaços.

    • letra: Times New Roman 12
    • tamanho da folha A4
    • margens 2,5
    • espaçamento 1,5
    • paragráfo justificado
  • Procedimentos éticos

    O artigo encaminhado deve conter em rodapé na primeira página informações sobre a observação de procedimentos éticos durante a realização da pesquisa que deu origem ao texto apresentado


  • Originalidade e caráter inédito dos artigos

    O artigo a ser  publicado na Revista da FAEEBA-Educação e Contemporaneidade deve ser  inédito, não tendo sido publicado parcial ou integralmente em nenhum outro meio de divulgação científica.

  • Os autores devem colocar seu ORCID (Open Researcher and Contributor ID) no momento em que submeterem seu artigo a Revista da FAEEBA.

    Registre-se através do link https://orcid.org/ 

     ORCID  código alfanumérico que identifica exclusivamente cientistas e outros autores académicos e contribuidores e os diferencia de quaisquer outros pesquisadores.

     O link(URL) do Lattes deve ser informado.
  • Ao iniciar a submissão,no Passo 1 em: " Comentários para o editor", os autores devem informar para qual Dossiê Temático o artigo está sendo direcionado.
  • A Revista recebe e publica apenas um texto por autor em cada volume, seja na condição de autor principal, seja na condição de coautor

    É necessário o espaço de um ano, ou, seja quatro números para que o autor volte a submeter e publicar na Revista da FAEEBA.

  • Revisão do idioma. É de responsabilidade dos autores a submissão de artigos com revisão de língua portuguesa e conforme as normas técnicas da Revista. A publicação final do artigo está condicionada à revisões de língua portuguesa feitas por profissionais certificados.

Diretrizes para Autores

Os autores são convidados a conferir todos os itens das normas para publicação antes de encaminar os textos. 

Qualquer informação que permita aos avaliadores a identificação dos autores deve ser suprimida antes do envio. Acesse este link para aprender a remover dados de identificação ocultos nos arquivos do Microsoft Word.

Atualizado em 06/10/2022

Dossiê Temático 67

O Dossiê Etnogênese Indígena, Interculturalidade e Educação, visa compartilhar estudos, frutos de debates travados entre pesquisadoras/es no sentido de entender e difundir os impactos sociais voltados para o manejo da relação entre diferença e igualdade, com vistas a auxiliar na construção de um projeto intercultural critico-inclusivo que passa pelo reconhecimento e pelo respeito étnico, cognitivo, político e sociocultural de grupos historicamente excluídos dos processos de constituição das Nações Modernas.

A exemplo dos povos do “velho” mundo, o “novo” mundo sempre foi pleno de trocas materiais e imateriais e imposições culturais, de modo que podemos afirmar que o contato com o outro, com o “diferente” sempre foi uma das variáveis da constituição das identidades grupais. Contudo, não menosprezamos o impacto que a chegada de europeus tenha causado nos povos originários, e propomos mostrar desde perspectivas Decoloniais, mas há que se considerar que, embora recentes enquanto conceitos, os processos de Etnogênese e de interculturalidade se fazem presentes desde os primórdios da humanidade. Contatos entre grupos culturais diferentes, com influencias múltiplas impositivas ou reciprocas no seu modo de ser sempre existiram e não podem ser creditados somente ao contato colonial acontecido a partir do século XV.

Portanto, este suplemento propõe apresentar experiências de produção do conhecimento técnico-cientifico no contexto Latino e Ibero-americano por meio de análises de novas metodologias nos processos relacionados à educação intercultural como ferramenta para a reorientação da formação,, ressurgimento de novas culturas indígenas, da participação social, da atenção multicultural na perspectiva da integralidade e da valorização das reais necessidades dos grupos culturais como elemento central para a promoção do respeito, reconhecimento da diferenças, aceitação da diversidade e luta por equidade.

Organizadores:

Daniel Valério Martins- Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD)

Ángel Baldomero Espina Bárrio – Universidad de Salamanca

Cronograma Submissão/Publicação:

Período submissão de artigos: 15/01/2022 a 15/04/2022

Publicação: Maio/2022

Dossiê Temático 71

Dossiê - Educação e Aprendizagem da docência

Organizadoras:

Isabel Maria Sabino de Farias - Universidade Federal do Ceará

Maria da Graça Nicoletti Mizukami - Universidade Federal de São Carlos

Submissão : 

01/11/2022 a 15/03/2023

Publicação: 15/07/2023

Ementa:

A proposta situa-se no campo dos estudos sobre aprendizagem profissional docente, apoiando-se no reconhecimento do professor como adulto, cuja aprendizagem é desenvolvimental. Os contornos epistemológicos da temática manifestam-se em torno de preocupações acerca de como o professor aprende a ensinar; suas necessidades formativas; como se desenvolve profissionalmente; como constrói os conhecimentos da docência, valores e significados orientadores de sua ação pedagógica; situações, vivências e estratégias de formação que oportunizam a construção do seu repertório de conhecimentos sobre a docência, bem como as teorizações constituídas e em construção acerca da aprendizagem profissional do professor. Analisam-se questões que buscam compreender o desenvolvimento do aprender a ensinar nos diferentes contextos e ciclos da vida profissional do professor. A proposta prioriza, portanto, pesquisas e processos sobre a aprendizagem da docência.

EDITORES RESPONSÁVEIS DESDE A CRIAÇÃO DA REVISTA

EDITORES RESPONSÁVEIS DESDE A CRIAÇÃO DA REVISTA

1992-2010 

Yara Dulce Bandeira de Ataíde

 Jacques Jules Sonneville

2010-2014

Tania Regina Dantas

Liége Maria Queiroz Sitja

2014

Livia  Alexandra Fialho Costa

Eduardo Fgernandes Nunes

2015

 Livia Alexandra Fialho Costa

Cleide Magali Santos

2015 – 2017

Elizeu Clementino de Souza

Livia Alexandra Fialho Costa

2017-2018

Augusto Cesar Rios Leiro

Livia Alexandra Fialho Costa

 

2019-2020

Elizeu Clementino de Souza

Livia Alexandra Fialho Costa

2021 -

Emanuel do Rosário Santos Nonato

Jane Adriana Vasconcelos Pacheco Rios

Livia  Alexandra Fialho Costa

 

 

Política de Privacidade

Os nomes e endereços informados nesta revista serão usados exclusivamente para os serviços prestados por esta publicação, não sendo disponibilizados para outras finalidades ou a terceiros.