Professores da cidade, alunos da roça: identidades e discursos na escola.

  • Jane Adriana Vasconcelos Pacheco Rios Universidade do Estado da Bahia-UNEB

Resumo

Este artigo procura analisar o que dizem e o que silenciam os professores e professorasda cidade sobre os alunos e alunas da roça; como representam os alunos e as alunasda roça em suas práticas discursivas/pedagógicas. Por entender que as identidadessão pontos de apego temporário às posições-de-sujeito que as práticas discursivasconstroem para nós, busco analisar as práticas discursivas que se materializam na escolada cidade e que materializam as identidades dos alunos e alunas da roça, por meio dainscrição desses sujeitos nos discursos escolares dos professores e professoras, sendoeste um espaço de ancoração simbólica e cambiante dos sentidos e saberes fundadoresde identidades. Portanto, este texto traz práticas discursivas/pedagógicas desenvolvidasna escola da cidade, desvelando os sentidos produzidos sobre os alunos e alunas da roçapor meio dos relatos dos professores e professoras do Programa Educação de Jovense Adultos (EJA) do município de Serrolândia (BA) e pelas atividades desenvolvidasnas salas de aula, mostrando os fios discursivos tecidos na escola na “legitimação”,desconstrução, contestação e negociação da identidade e dos saberes do aluno e alunada roça que estudam na cidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jane Adriana Vasconcelos Pacheco Rios, Universidade do Estado da Bahia-UNEB
Doutora em Educação pela Universidade Federal da Bahia. Professora Adjunta do Departamento de Ciências Humanas daUniversidade do Estado da Bahia (UNEB) – Campus IV. Professora do Programa de Pós-Graduação em Educação e Contemporaneidadeda Universidade do Estado da Bahia (UNEB).

Referências

BAUMAN, Zygmunt. O mal-estar da pós-modernidade. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1998.

FOUCAULT, Michel. Microfísica do poder. Tradução de Roberto Machado. Rio de Janeiro: Graal, 1979.

______. A ordem do discurso. Tradução de Laura Fraga de Almeida Sampaio. 11. ed. São Paulo: Loyola, 2004.

KNIJNIK, Gelsa. As novas modalidades de exclusão social: trabalho, conhecimento e educação. Revista Brasileira

de Educação, São Paulo, n. 4, p. 35-42, 1997.

LARROSA, Jorge Bondía. Notas sobre a experiência e o saber de experiência. Tradução de João Wanderley Geraldi.

Revista Brasileira de Educação, São Paulo, n. 19, p.20-28, jan./abr. 2002.

SANTOS, Boaventura de Sousa. Um discurso sobre as ciências. 2. ed. São Paulo: Cortez, 2004.

SILVA, Tomaz Tadeu da (Org.). Identidade e diferença: a perspectiva dos estudos culturais. Petrópolis: Vozes,

TODOROV, Tzvetan. A conquista da América: a questão do outro. Tradução de Beatriz Perrone Moisés. São

Paulo: Martins Fontes, 1993.

Publicado
2013-06-22
Métricas
  • Visualizações do Artigo 258
  • PDF downloads: 450
Como Citar
RIOS, J. A. V. P. Professores da cidade, alunos da roça: identidades e discursos na escola. Revista da FAEEBA - Educação e Contemporaneidade, v. 20, n. 36, 22 jun. 2013.