APRESENTAÇÃO

  • Jane Adriana Vasconcelos Pacheco Rios Universidade do Estado da Bahia
  • Carmen Sanches Sampaio Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro
Palavras-chave: Educação básica, Redes de formação

Resumo

O Dossiê Educação Básica e Universidade: redes de formação docente na América Latina compartilha pesquisas e práticas de formaçãode professores(as) vivenciadas em redes. O conjunto de artigos aqui apresentados discute experiências pautadas em uma perspectiva epistemopolítico decolonial, a qual busca legitimar movimentos vividos na docência da Educação Básica que fogem à lógica hegemônica da racionalidade técnica e instrumental. Em diferentes países da América Latina, as políticas oficiais de formação docente implementadas investem em ações onde “o que fazer” e o “como fazer” estão definidos a priori pelos(as) formadores(as). Esse modelo de racionalidade técnica e instrumental criticado, com veemência, há quase quatro décadas, mas ainda hegemônico, invisibiliza saberes, fazeres e experiências docentes vividas nos cotidianos das escolas; limita e reduz a participação dos(as) docentes nos processos vivenciados; investe na repetição e despotencializa a criação e a invenção. Assim, o processo de formação de professores(as) é atravessado, na maioria das vezes, pela razão indolente em que se hierarquizam e selecionam conhecimentos que compõem ações, propostas e políticas de formação. Santos (2000) situa a razão metonímica como uma das formas da razão indolente, a qual reivindica uma única racionalidade, inscrita de forma monocultural, homogênea, monológica e dicotômica. Há uma subalternização das epistemes que se distinguem neste modelo, gerando a colonialidade do saber e, ressaltamos, do poder!

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Rios,Jane Adriana Vasconcelos Pacheco; Sampaio, Carmen Sanches . Apresentação. Salvador, 28.05.2022.,p.18
Publicado
2022-05-28
Métricas
  • Visualizações do Artigo 97
  • PDF downloads: 0
Como Citar
RIOS, J. A. V. P.; SAMPAIO, C. S. APRESENTAÇÃO. Revista da FAEEBA - Educação e Contemporaneidade, v. 31, n. 66, p. 13-18, 28 maio 2022.