Pesquisa narrativa, outros movimentos: uma percepção sobre formação docente baseado nas narrativas de três professores

Palavras-chave: Pesquisa narrativa. Escola. Formação de professores.

Resumo

O objetivo deste texto é refletir sobre a formação docente por meio de narrativas de professores que atuam na educação, a fim de contribuir para o debate acadêmico a respeito do papel da história de vida na ação pedagógica. As narrativas de professores são consideradas, aqui, como práticas formativas e método de pesquisa, centrando-se nas experiências narradas pelos sujeitos, nas histórias de suas vidas como fenômeno do processo formativo. Apresenta-se, inicialmente, um panorama da investigação pela abordagem biográfica, destacando a formação do sujeito como um ser histórico que produz conhecimento sobre si, sobre a sua formação e sobre o mundo, especificando, ainda, a metodologia utilizada para o trabalho, que se baseia no uso de cartas. Em seguida, procura-se contextualizar a escola como espaço de cruzamentos de culturas e de reconhecimento das diferenças culturais existentes em seu interior, para analisar as narrativas dos professores/autores. Conclui-se, com este trabalho, que a formação e a prática dos professores são resultados das relações intra e interpessoais que eles desenvolvem ao longo de suas vidas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Nilton Paulo Ponciano, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas

Profissional expertise na área da docência, com uma experiência de 25 anos. Possui graduação de Licenciatura em História pela Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (1990), mestrado em História, Linha de Concentração Movimentos Sociais, pela Universidade Estadual do Centro Oeste- UNICENTRO (2000), e doutorado em História, Linha Religiões e Visões de Mundo, pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho- UNESP/Assis (2006). Atualmente é Professor do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas, nos cursos de Licenciatura em Química, Ciências Biológicas, Física e Matemática, Professor do Mestrado Profissional em Ensino Tecnológico (MPET) - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas/Campus Manaus Centro Desenvolve pesquisas na área de formação de professores pelo viés da história de vida. Atua, também, com orientação em TCC, Monografias, Dissertações. Autor dos Livros: Partilhar o saber: formar o leitor: conversas entre a escrita, a história, narrativas e leituras, na perspectiva da cultura; e Entre-lugares, diálogos pertinentes: sociedades amazônicas e outras realidades contemporâneas.

Tereza de Jesus dos Santos, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas

Professora mestranda em Ensino Tecnológico, pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas (IFAM), vinculada ao Grupo de Estudo e Pesquisa sobre Processos Formativos de Professores no Ensino Tecnológico (Geprofet).

Referências

BARBIER, R. A pesquisa-ação na instituição educativa. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1985.

BARTLETT, L.; TRIANA, C. Antropologia da educação: introdução. Revista Educação & Realidade, Porto Alegre, v. 45, n. 2, 2020. Disponível em: https://www.scielo.br/j/edreal/a/TxzWNjThJVcrDnkxPTFymCD/?format=pdf Acesso em: 03/02/2022.

BOLIVAR, A. A expressividade epistêmico-metodológica da pesquisa (Auto)Biográfica. In: ABRAHÃO, M. H. M. B.; BRAGANÇA, I. F. de S.; ARAÚJO, M. da S. (Org.). Pesquisa (auto)biográfica, fontes e questões. Curitiba: CRV, 2014.

BRAGANÇA, I. F. de S. Pesquisa-Formação (Auto)biográfica: reflexões sobre a narrativa oral como fonte e a compreensão cênica como caminho de análise. In: ABRAHÃO, M. H. M. B.; BRAGANÇA, I. F. de S.; ARAÚJO, M. da S. (Org.) Pesquisa (auto)biográfica, fontes e questões. Curitiba: CRV, 2014.

BRASIL. Parâmetros Curriculares Nacionais (PCN). Introdução. Ensino Fundamental. Brasília: MEC/SEF, 1997.

BRASIL. Lei n. 10.639/03, de 9 de janeiro de 2003. Altera a Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, para incluir no currículo oficial da Rede de Ensino a obrigatoriedade da temática “História e Cultura Afro-Brasileira”, e dá outras providências. Disponível em: . Acesso em: 07 nov. 2020.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Brasília, 2017.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Brasília, 2018.

BRASIL. Temas Contemporâneos Transversais na Base Nacional Comum Curricular: contexto histórico e pressupostos pedagógicos. Brasília: MEC/SEF, 2019. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/implementacao/contextualizacao_temas_contemporaneos.pdf Acesso em 27/01/2022.

CAPELO, M.R.C. Diversidade sociocultural na escola e a dialética da exclusão/inclusão. In: GUSMÃO, N. M. M de. (Org.). Diversidade, cultura e educação: outros olhares. São Paulo: Biruta, 2003.

CHARTIER, A. M. Escola, culturas e saberes. In: XAVIER, L. N. (Org.). Escola, culturas e saberes. Rio de Janeiro: FGV, 2005.

CLANDININ, D. J.; CONNELLY, F. M. Pesquisa narrativa: experiência e história em pesquisa qualitativa. Uberlândia: EDUFU, 2011.

GUSMÃO, N. M. M. de. Antropologia e educação: um campo e muitos caminhos. Revista Linhas críticas. Brasília. v. 1, n. 44, 2015. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/linhascriticas/article/view/4463/4074 Acesso em: 15/08/2021.

NÓVOA, A. Professores: imagem do futuro presente. Lisboa: EDUCA, 2009.

RICOEUR, P. Tempo e narrativa. Campinas: Papirus, 1994. Tomo 1.

SOUZA, E. C. de. A arte de contar e trocar experiências: reflexões teórico-metodológicas sobre história de vida em formação. Revista Educação Em Questão, 25(11), 22-39. 2006. Disponível em: de https://periodicos.ufrn.br/educacaoemquestao/article/view/8285 Acesso em: 21/02/2022.

SOUZA, E. C. de; MEIRELES, M. M. de. Viver, narrar e formar: diálogos sobre pesquisa narrativa. In: NAKAYAMA, B. C. M. S.; PASSOS, L. F. (Org.). Narrativas, Pesquisa e Formação de professores: dimensões epistemológicas, metodológicas e práticas. Curitiba, CRV, 2018.
Publicado
2022-11-05
Métricas
  • Visualizações do Artigo 117
  • pdf downloads: 533
Como Citar
PONCIANO, N. P.; SANTOS, T. DE J. DOS. Pesquisa narrativa, outros movimentos: uma percepção sobre formação docente baseado nas narrativas de três professores. Revista Brasileira de Pesquisa (Auto)biográfica, v. 7, n. 21, p. 526-541, 5 nov. 2022.