FORMAÇÃO DE PROFESSORES EM EJA:UMA EXPERIÊNCIA PIONEIRA NA BAHIA

  • Tânia Regina Dantas Universidade do Estado da Bahia-UNEB

Resumo

Trata-se de um trabalho de pesquisa em que se destaca a especificidade da educação de jovens e adultos, se analisa a formação docente com base em diversos autores, apoiada em uma literatura atual e pertinente acerca da temática estudada, se justifica a criação de um curso de especiali-zação em EJA no âmbito de uma Universidade  Estadual. Objetivando discutir a formação docente, o papel do profes-sor e a especificidade da EJA, apresentam-se algumas reflexões sobre o percurso formativo, críticas e sugestões para a melhoria da qualidade do ensino e da formação dos educadores. Utiliza-se de uma metodologia que privilegia a indução, em uma abordagem qualitativa, realizando uma análise retrospectiva sobre os avanços e os recuos da pro-posta educacional. Como ponto culminante, à guisa de conclusão, reforça a importância da qualificação do educador propondo cursos em nível de pós-graduação, ações afirma-tivas e a revisão das políticas públicas no campo da EJA.

Biografia do Autor

Tânia Regina Dantas, Universidade do Estado da Bahia-UNEB

Doutora em Educação pela Universidad Autónoma de Barcelona. Mestre em Ciências da Educação pela Université de Paris VIII. Especialista em Educação de Jovens e Adultos pela Universidade Federal da Paraíba. Professora Adjunta da UNEB.

Referências

ANGELIM, Maria. Extensão como espaço de formação de educadores de jovens e adultos. In: SOARES, Leôncio

(Org.). Formação de educadores de jovens e adultos. Belo Horizonte: Autêntica/SECAD-MEC/UNESCO, 2006.p. 259-279.

ARROYO, Miguel. Ofício de Mestre: imagens e auto-imagens. Petrópolis: Vozes, 2002.

BAHIA. Plano Estadual de Educação da Bahia. Salvador: Secretaria de Educação/SEC, 2006.

BOURDIEU, Pierre. Os usos sociais da ciência: por uma sociologia crítica do campo científico. São Paulo: Editora

UNESP, 2004.

______. A produção da crença: contribuição para uma economia dos bens simbólicos. São Paulo: Zouk, 2003.

BRASIL. Mapa do analfabetismo no Brasil. Brasília: INEP, 2001.

DANTAS, Tânia. Proposta do Curso de Especialização em Educação Básica de Jovens e Adultos. Salvador: UNEB/

Departamento de Educação-Campus I, 1998.

DELORS, Jacques. et al. Educação: um tesouro a descobrir. Relatório para a UNESCO sobre Educação para o século XXI. Porto Alegre: Artmed, 2001.

DEMO, Pedro. A nova LDB: ranços e avanços. Campinas, SP: Papirus, 1997.

DI PIERRO, Maria Clara. A educação de jovens e adultos na nova LDB. São Paulo: CEDI (paper). Apresentado no

Simpósio Nacional sobre a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Rio de Janeiro, 1991.

ESTEVE, José Manuel. El malestar docente. Barcelona: Paidós, 2000.

FLECHA, Ramón. Educación de personas adultas: propuesta para los años noventa. Madrid: Roure Editorial, 1990.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1999.

______. Pedagogia da Esperança: um reencontro com a pedagogia do oprimido. São Paulo: Paz e Terra, 2001.

GARCÍA CARRASCO, Joaquín (Coord.). Educación de adultos. Madrid: Editorial Ariel Educación, 1997.

HADDAD. Sérgio; DI PIERRO, Maria Clara. Satisfação das necessidades básicas de aprendizagem de jovens e

adultos no Brasil: contribuições para uma avaliação da década da Educação para Todos. Texto subsidiário à exposição realizada no I Seminário Nacional sobre Educação para Todos: implementação de compromissos de Jontiem

no Brasil. Brasília, DF: MEC, 1999.

JOSSO, Marie-Christine. Experiências de vida e formação. São Paulo, Cortez, 2004.

MORIN, Edgar. Meus demônios. Tradução de Leoneide Duarte e Clarisse Meireles. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil,1997.

NÓVOA, António. Os professores e a sua formação. Instituto de Inovação Educacional. Lisboa: Publicações Dom Quixote, 1995.

PAIVA, Jane. Educação de jovens e adultos: questões atuais em cenário de mudanças. In: BARBOSA, I.; PAIVA J (Org.). Educação de jovens e adultos. Rio de Janeiro: DP&A, 2004.

______. Concepções e movimentos pela formação de pedagogos para a Educação de Jovens e Adultos na Faculdade

de Educação da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. In: SOARES, Leôncio. Formação de educadores de jovens e adultos. Belo Horizonte: Autêntica, 2006. p. 45-66.

POPKEWITZ, Thomas. Elementos para el estudio de la reforma educativa y la formación del profesorado. Barcelona:

Universitat de Barcelona, 1995.

SCHÖN, Donald. Formar professores como profissionais reflexivos. In: NÓVOA, António (Coord.). Os professores

e sua formação. Lisboa: Publicações Dom Quixote, 1995. p. 77-91.

SOARES, Leôncio. Diretrizes Curriculares Nacionais: Educação de jovens e adultos. Rio de Janeiro: DP&A,2002. p.45-71.

______. Formação de educadores de jovens e adultos. Belo Horizonte: Autêntica/SECAD-MEC/UNESCO, 2006.

______; GIOVANETTI, Maria; GOMES, Nilma (Org.). Diálogos na educação de jovens e adultos. Belo Horizonte: Autêntica, 2005.

TARDIF, Maurice; LESSARD, Claude. O trabalho docente: elementos para uma teoria da docência como profissão

de interações humanas. Petrópolis: Vozes, 2005.

TELLERI, Fausto (Org.). Il metodo Paulo Freire. Nuove tecnologie e sviluppo sostenible. Bolonha: CLUEB,2002.