Clique para acessar:

Diadorim

Latindex

 

 

Edição Atual

v. 1 n. 4 (2022): EDUCAÇÃO E HUMANIDADES: RECONECTANDO AFETOS- ISSN 26755718- REVISTA ELITE-Ano 4, nº 04, jan./dez-2022
Revista ELITE -ISSN 2675-5718

Editorial

O correr da vida embrulha tudo.
A vida é assim: esquenta e esfria,
aperta e daí afrouxa,
sossega e depois desinquieta.
O que ela quer da gente é coragem ( Guimarães Rosa)

João Guimarães Rosa nos convida, por meio das letras e da literatura, a pensar sobre a movimentação inevitável da vida: ela esquenta e esfria, aperta e solta, sossega e desassossega. A vida quer de todos e todas nós a coragem de viver e aprender, superar dores e construir elos com o ser e o estar no mundo.

Chegamos ao final dos dias de 2022, sendo que o relógio do tempo, nos presenteou com um ano repleto de momentos ímpares, de desafios e reconexões, posto que, saímos do distanciamento, repletos de motivação para voltar a presencialidade!

No entanto, mesmo com o ano ainda no fim, infelizmente, ainda atravessamos a pandemia do Covid 19. Embora a ciência tenha se mantido firme, ainda não derrotamos, por completo, o vírus. Pesquisadoras e pesquisadores enfrentaram com ânimo e reatividade fecunda aos ataques e as sombras das dúvidas que foram lançadas sobre a ciência: o fato é que a vacina foi criada e muitas vidas foram salvas!

Sim, saímos do distanciamento social, cheios de “esperanças” e com o desejo de encerrarmos o ciclo de dores, vividos no biênio 2020 e 2021. Afinal, foram dois longos anos, em que fomos impelidos ao distanciamento, isolamentos e desafios de aprender a conviver e a viver os desafios da vida remota.

Palavras, expressões e novas formas de conviver emergiram, nos ensinaram e, por força do vai e vem da vida, que teimosamente se põe em movimentação, continuam a nos oferecer aprendizagens. Estamos reaprendendo a transitar nos espaços da presencialidade, com tantos desafios, tendo que curar as feridas geradas pelos dois anos de padecimentos, tratando de atenuar as cicatrizes, marcas indeléveis de um tempo de dores-aprendizados.

Voltar ao modelo presencial, se converteu em desafio para todos e todas, posto que, as fragilidades e os processos de adoecimentos psicológicos afloraram, anunciando, que o retorno, também seria emoldurado por tantos outros desafios. E assim, fomos costurando os nossos retalhos, emoções, sentimentos e demos o devido colorido aos espaços das escolas, universidades e sociedade, emprestando nossas cores e nuances ao tecido social.

A pujança das tecnologias digitais e o uso dos vários dispositivos, que emergiram e ganharam força, nos dias de distanciamento, chegaram e jogaram suas âncoras!  Assim, parafraseando uma conhecida canção, refletimos que “nada do que foi será, de novo do jeito que já foi um dia.” Os dias mudaram, as pessoas precisaram transmutar-se em novos, cidadãos de um novo tempo, cuja urgência maior está em reconectarmo-nos com o humano, com as emoções, sentimentos: com os afetos.

Assim, o GETEL, Grupo de Estudos em Tecnologias, Educação, Inclusão e Libras, vem se desafiando a criar, manter viva a dinâmica de produção em fluxo contínuo do seu periódico eletrônico, como canal de difusão do conhecimento construído por pesquisadores e colaboradores que, generosamente dedicam tempo das vidas para escrever e partilhar as aventuras vividas no processo de edificação do conhecimento.

Apresentamos, pois, o novo número da REVISTA ELITE em que, os colaboradores, deixaram registros, mensagens, reflexões, estudos científicos sobre esses dias de travessias, desafiadores e que nos convidam a reflexão coletiva de todas as experivivências encarnadas, sentidas e escritas, e de modo generoso, compartilhadas conosco pelo exercício fecundo de tecer os fios dos textos

Ademais, o ano de 2023 já se avizinha, convidando-nos a ensaiar novos olhares e novas formas de continuarmos a escrever as nossas próprias narrativas, e assim, da história de uma ‘nova’ educação.

A partir disso, convidamos todos e todas à aventura da navegação nas linhas e entrelinhas dos textos deste volume 4 da Revista Elite, cuja temática se embasa no ‘reatar dos nós dos afetos humanos’.

                                                   Serrinha, 10 de dezembro de 2022

                                                         Equipe da Revista Elite

                                                   Comitê Científico da Revista Elite

 

Publicado: 2022-12-15

OUTRAS LINGUAGENS

Ver Todas as Edições