ENSINO E APRENDIZAGEM NAS PERSPECTIVAS DE VYGOTSKY E BAKHTIN

Palavras-chave: Linguagem, sujeito, alteridade, interação, aprendizagem

Resumo

No contexto de Estudos de Linguagens, este artigo busca compreender alguns conceitos básicos das teorias de Bakhtin e Vygotsky, no eixo que eles têm em comum e nos princípios aplicáveis ao contexto de ensino e aprendizagem. O texto tem o desafio de tentar extrair de algumas de suas obras e de seus seguidores aspectos fundamentais, levando-se em conta a constatação de que o binômio ensino-aprendizagem é um processo dialético que começa antes da vida escolar e continua depois na vida profissional de qualquer indivíduo. Devido à extensão e complexidade de suas teorias, escolhemos quatro conceitos que, ao nosso ver, têm forte relação com educação: linguagem, sujeito, alteridade e interação. A partir de uma abordagem do pensamento e da linguagem, esses dois autores mostram novas dimensões e perspectivas ao processo de aprendizado e de desenvolvimento. Esses conceitos são ainda muito atuais, dando sustentação teórica às principais práticas escolares e às atividades propostas nos livros didáticos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cinara Guimarães Vieira, Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais - CEFETMG.

Graduada em Psicologia. Integrante 

José Teófilo de Carvalho, Doutorando em Estudos de Linguagens pelo Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais

Mestre em Educação Tecnológica. Integrante do grupo de pesquisa Materiais e Recursos Didáticos.

Referências

BAKHTIN, Mikhail M. (V.N. Volochinov) Marxismo e Filosofia da Linguagem - Problemas fundamentais do Método Sociológico na Ciência da Linguagem. Tradução de Michel Lahud e Yara Frateschi Vieira. 6ª ed. São Paulo: Hucitec, 1992.

__________. Estética da Criação Verbal .2a ed. São Paulo: Martins Fontes, 1997.

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: terceiro e quarto ciclos do ensino fundamental: língua portuguesa/Secretaria de Educação Fundamental. Brasília :MEC/SEF, 1998.

___________. Base Nacional Comum Curricular (BNCC) – Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=79601-anexo-texto-bncc-reexportado-pdf-2&category_slug=dezembro-2017-pdf&Itemid=30192, 2018. Acesso em 11/06/2019.

FREITAS, M. T. de A. Bakhtin e a psicologia. In: FARACO, C. A., TEZZA, Cristóvão, CASTRO, Gilberto de (orgs.). Diálogos com Bakhtin. Curitiba: Ed. UFPR, 1996, p.165-187.

__________. Linguagem, consciência e vida humana no pensamento de Bakhtin e Vygotsky. In: FREITAS, M. T. A. e SILVA RAMOS, B. S. (orgs). Bakhtin Partilhado. Curitiba: CRV, 2017, p. 13-28.

GUY, G. R. e ZILLES, A. M. S. O ensino da língua materna: uma perspectiva sociolinguística. In: Caleidoscópio, v. 4, n. 1, p. 39-50, jan/abr, 2006.

HALLIDAY, M. A. K. and MATTTHIESSEN, M. I. M. Introduction to Functional Grammar. 3th edition. London: Arnold, 2004.

KRESS, Gunther. A social-semiotic theory of multimodality. In.: KRESS, G. Multimodality: a social semiotic approach to contemporary communication. New York, London: Routledge, 2010, pp. 54-78.

MORTIMER, E. Fleury. Linguagem e formação de conceitos no ensino de ciências. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2000.

PARREIRAS, V. e OLIVEIRA, M. E. Formação ao longo da vida (FLV) na docência: perspectivas e interesses do professor rumo à consolidação de competências profissionais. In: REVES - Revista Relações Sociais, vol. 01 n.02, 2018, p. 284 a 296.

PIMENTA, Sônia M. O. A Semiótica Social e a Semiótica do Discurso de Kress. In.: MAGALHÂES, C. Reflexões sobre a Análise Crítica do Discurso. Belo Horizonte: FALE / POSLIN / UFMG, 2001, pp. 185-206.

ROJO, R. Letramentos múltiplos, escola e inclusão social. São Paulo: Parábola Editorial, 2009.

ROJO, R. e BARBOSA, J. P. Hipermodernidade, multiletramentos e gêneros discursivos. SP: Parábola Editorial, 2015.

VAN LEEUWEN, T. Discourse In.: VAN LEEUWEN, Theo. Introducing Social Semiotics. London / New York: Routledge, 2005, p. 93-116.

VIGOTSKI, L. S. A formação social da mente: o desenvolvimento dos processos psicológicos superiores / L. S. Vigotski. COLE, Michel et al. (Org.). Tradução José Cipolla Neto, Luiz Silveira Menna Barreto, Solange Castro Afeche. 6ª ed., São Paulo: Martins Fontes, 1998a.

_________. Pensamento e Linguagem; tradução: Jefferson Luiz Camargo; revisão técnica: José Cipolla Neto, - 2ª ed. – São Paulo: Martins Fontes, 1998b.

VIGOSKI, L. S., LURIA, A. R. e LEONTIEV, A. N. Linguagem, desenvolvimento e aprendizagem. Trad. Maria da Pena Villalobos. 16ª ed., São Paulo: Ícone, 2018.

Publicado
2020-11-11
Métricas
  • Visualizações do Artigo 312
  • ♪Áudio♪ downloads: 3
Como Citar
Vieira, C. G., & Carvalho, J. T. de. (2020). ENSINO E APRENDIZAGEM NAS PERSPECTIVAS DE VYGOTSKY E BAKHTIN. Cenas Educacionais, 3, e7398. Recuperado de https://revistas.uneb.br/index.php/cenaseducacionais/article/view/7398
Seção
Dossiê Temático - Ensino e Discurso