A EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS - EJA NO CONTEXTO DA EDUCAÇÃO BÁSICA: A RELAÇÃO ENTRE PEDAGOGIA E HISTÓRIA

Ruthnelle de Oliveira Chagas, Conceição Cecilia Moreira Soares

Resumo


Este artigo pretende analisar a conexão interdisciplinar da Educação de Jovens e Adultos (EJA) com as disciplinas de História e de Pedagogia, no sentido de possibilitar aos alunos da EJA uma compreensão e interpretação dos acontecimentos históricos e sua relação com os contextos sócio - econômicos, refletindo no cotidiano das realidades sociais em que estão inseridos. O lócus empírico desse estudo é o Colégio Estadual Padre Luiz Soares Palmeira no município de Vitória da Conquista - BA. A metodologia para esta pesquisa se baseará na análise da Proposta do Estado da Bahia para a reestruturação política da EJA realizada no ano de 2009 e referências bibliográficas, possibilitando a reflexão sobre alguns concepções teóricas para a política da EJA,  além de conceitos históricos que contribuem para o entendimento da disciplina e  aspectos da formação do pedagogo que apresentaremos no intuito de contribuir com a prática de ensino dessa modalidade, respeitando as experiências de vida e diferenças culturais.


Palavras-chave


Currículo. Educação de Jovens e Adultos. História. Interdisciplinaridade. Pedagogia.

Texto completo:

PDF ♪Áudio♪

Referências


ALBRING, Loraine. O ensino da geografia na educação de jovens e adultos: por uma prática diferenciada e interdisciplinar. CEREJA – Centro de referências em Educação de Jovens e adultos e. Biblioteca. Disponível em: . Acesso em 26 nov. 2013.

ALMEIDA, Maria Lúcia Silva. Sujeitos não-alfabetizados: sujeitos de direitos, necessidades e desejos. In: SOARES, Leôncio (Org.) Aprendendo com a diferença: estudos e pesquisas em educação de Jovens e Adultos. 2ª edição. Belo Horizonte: Autêntica 2006.

LÜDKE, Menga; ANDRÉ, Marli E. D. A. Pesquisa em educação: Abordagens qualitativas. São Paulo: EPU, 2017.

ARROYO, Miguel. Educação de jovens-adultos: uma campo de direitos e de responsabilidade pública. In: SOARES, Leôncio; GIOVANETTI, Maria Amélia Gomes de Castro; GOMES, Nilma Lino (Org.) Diálogos na Educação de Jovens e Adultos. Belo

Horizonte: Autêntica, 2005.

ARROYO, Miguel. Balanço da EJA: o que mudou nos modos de vida dos jovens adultos populares. Revista de Educação de Jovens e Adultos, V. I; 2007. Disponível em: Acesso em 2 de Novembro de 2017.

ARROYO, M. G. Experiências de inovação educativa: o currículo na

prática da escola. Moreira, Antônio Flavio Barbosa(Org.) Currículo e prática. 13ª ed. Campinas: Papirus, 2013.

ARROYO, M. G. Pedagogias em Movimento: o que temos a aprender dos Movimentos Sociais? Currículo sem Fronteiras, v.3, n.1, p.28-49, Jan/Jun 2003. Disponível em:

Acesso em: 10 jun. 2018.

BAHIA. SECRETARIA DA EDUCAÇÃO. Política de EJA da Rede Estadual. Aprendizagem ao Longo da Vida. Salvador. Coordenação de Educação de Jovens e Adultos. Secretaria da Educação 2009.

BLOCH, Marc Leopold Benjamim. Apologia da História: ou ofício do historiador, Prefácio Jacques Le Goff; apresentação a edição brasileira, Lilia Moritz Schwarcz; tradução André Telles. Rio de Janeiro: Jorge Zahar ed., 2001.

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação. Lei nº 9.394, 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília, 1996.

_____. Parâmetros curriculares nacionais: história / Secretaria de Educação Fundamental. Brasília: MEC / SEF, 1998. 108 p.

CAMBI, Franco. História da Pedagogia. Tradução de Álvaro Lorencine. Fundação editora da UNESP.1999.

FAZENDA, Ivani Catarina Arantes. Integração e interdisciplinaridade no ensino brasileiro: efetividade ou ideologia. 4ª Edições Loyola. Coleção “realidade Educacional”. São Paulo.

FREIRE, Paulo. Cartas a Cristina, p. 193. Editora Unesp 2ª edição revista, 2002.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido.65ª ed. Rio de Janeiro/ São Paulo: Paz e Terra, 2018.

GARCIA, Maria Manuella. Alves. Políticas curriculares e profissionalização: saberes da prática na formação inicial de professores. Educ. rev. [online]. 2016, v.32, n.2, pp.131-158.

GADOTTI, Moaci. A voz do biógrafo brasileiro: a prática a altura do sonho. In: GADOTTI, Moaci (Org.). Paulo Freire uma bibliografia. Editora Cortez, São Paulo,1996.

Le Goff, Jacques, 1924 História e memória; tradução Bernardo Leitão ... [et al.] -- Campinas: Editora da UNICAMP, 1990.

NEVES, Fátima Maria; COSTA, Célio Juvenal. A importância da história da educação para a formação dos profissionais da educação. Revista Teoria e Prática da Educação, v.15, n.1, p.113-121, jan/abr., 2012.

PEREIRA, Talita Vidal. Currículo como teia de significados. Revista Teias, v.3 n.127, p.161-176, jan/abr., 2012.

PIRES, Rosane de Almeida. Educação de Jovens e Adultos. In: BRASIL. Ministério da Educação/ Secretaria de Educação Continuada Alfabetização e Diversidade. Orientações e Ações para Educação das Relações Étnicos-Raciais. Brasília: Secad, 2006.

SACRISTÁN, Jose Gimeno. O currículo uma reflexão sobre a prática. Tradução Ernani F. da Fonseca Roso. 3ª edição. Porto Alegre: Artmed, 1998.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Incluir comentário

Direitos autorais 2018 Cenas Educacionais

CONTATO

 Programa de Pós-graduação em Ensino, Linguagem e Sociedade, Departamento de Ciências Humanas, Campus VI da Universidade do Estado da Bahia

Endereço: Avenida Contorno, S/N, Bairro São José, Caetité, Bahia, Brasil

CEP: 46.400-000

Telefones: (77) 3454-2021 ou (77) 9 9134-3435

e-mail: ceduuneb@gmail.com

ISSN: 2595-4881

REDES SOCIAIS:

 

INDEXAÇÕES INTERNACIONAIS:

                            

INDEXAÇÕES NACIONAIS:

     

REVISTA INTEGRANTE:

    

LINKS DE INTERESSE:

                     

Licença:


Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Free counters!