HISTÓRIAS INFANTIS E CULTURA CORPORAL: POETAS, EDUCANDOS E EDUCADORES EM AD-MIRAÇÃO

Palavras-chave: Cultura Corporal, Educação Infantil, Histórias infantis

Resumo

O presente trabalho busca socializar a produção de um livro de histórias infantis que se insere no diálogo entre a Educação Infantil e a Cultura Corporal, buscando refletir sobre as potencialidades dialógicas entre poetas, educadores e educandos. A produção se desenvolve em três importantes pontos de partida: os conceitos de Cultura Corporal, as concepções de histórias infantis e os dois conceitos freirianos (diálogo e ad-miração). Emoldurado pelo contexto do Laboratório de Histórias Infantis e Cultura Corporal (LabHIC), o livro conta com três histórias: Marcelinho do Passinho; O diário da avó de Analu: Jongo, Batuque e Caxambu; A Escola de Samba de Analiz. O livro “Os Fusquinhas em ritmos diversos”, atentando-se para o diálogo e a ad-miração na superação dos imperativos instrumentais, parece posicionar educandos, poetas e educadores em comunhão na reflexão sobre as obras e os temas da Cultura Corporal.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mariana Gatto Lemos de Souza dos Santos, Professora da rede municipal de Barra Mansa - Brasil

Licenciada em Educação Física pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Extensionista do Laboratório de Histórias Infantis e Cultura Corporal.

Renato Sarti, Doutorando em Educação em Ciências e Saúde pela Universidade Federal do Rio de Janeiro - Brasil

Mestre em Educação em Ciências e Saúde pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Professor na Rede Municipal de Educação de Duque de Caxias. Técnico em assuntos educacionais na Universidade Federal do Rio de Janeiro. Coordenador do Laboratório de Histórias Infantis e Cultura Corporal. 

Referências

AMARILHA, M. Infância e literatura: traçando a história. Revista Educação em Questão, v.11, n.2, p.126-137, 15 Jun. 2000. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/educacaoemquestao/article/view/9497. Acesso em: 28 Abr. 2021.

FREIRE, P. Extensão ou comunicação? Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2013.

FREIRE, P. Pedagogia do Oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2016.

GALLARDO, J. S. P. Prática de Ensino em Educação Física: a criança em movimento. São Paulo: FTD, 2009.

JOBIM, J. L. (Org). Introdução aos termos literários. Rio de Janeiro: EdUERJ, 1999.

KUNZ, E. Transformações Didático-Pedagógica do Esporte. Ijuí: Ed. Unijuí, 1994.

LAJOLO, M.; ZILBERMAN, R. Literatura infantil brasileira: história e histórias. São Paulo: Ática, 2007.

QUEIROZ, H. A literatura em jogo: suas faces, máscaras, metáforas. In: CORSINO, Patrícia (Org.). Travessias da literatura na escola. Rio de Janeiro: 7 Letras, 2014.

SANTOS, M. G. L. S. Histórias Infantis, Educação Infantil e a Cultura Corporal em Versos. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Educação Física) – Escola de Educação Física e Desportos, Universidade Federal do Rio de Janeiro, 2021.

SOARES, C. L.; TAFFAREL, C.; VARJAL, E.; CASTELLANI FILHO, L.; ESCOBAR, M. O.; BRACHT, V. Metodologia do Ensino de Educação Física. São Paulo: Cortez, 1992.

Publicado
2022-02-28
Métricas
  • Visualizações do Artigo 94
  • ♪Áudio do resumo♪ downloads: 5
Como Citar
Santos, M. G. L. de S. dos, & Sarti, R. (2022). HISTÓRIAS INFANTIS E CULTURA CORPORAL: POETAS, EDUCANDOS E EDUCADORES EM AD-MIRAÇÃO. Cenas Educacionais, 5, e13136. Recuperado de https://revistas.uneb.br/index.php/cenaseducacionais/article/view/13136
Seção
Dossiê Temático - PRÁTICAS/REFLEXÕES PEDAGÓGICAS FREIREANAS