Editorial

Autores

DOI:

https://doi.org/10.31892/rbpab2525-426X.2020.v5.n14.p481-484

Palavras-chave:

Memória, Patrimônio, Museu, Cultura

Resumo

A publicação do número 14 da Revista Brasileira de Pesquisa (Auto)Biográfica (RBPAB) integra o dossiê Memórias, narrativas e patrimônios, voltado para discussões sobre memória, narrativa e patrimônio e também a Seção Artigos, constando com nove textos que ampliam discussões sobre a abordagem (auto)biográfica, estudos de estado da arte, de práticas de formação e narrativas autorreferenciais de professores, pesquisadores e estudantes no contexto da iniciação científica, assim como de intelectuais e suas trajetórias formativas e profissionais. Compõe também o presente número a Seção Entrevista que se articula com a temática do dossiê e dialoga com memórias afrodiaspóricas e suas relações com o museu como lugar de resistência. A entrevista, O museu como lugar de resistência: memória e representação de comunidades africanas e afrodiaspóricas, revela implicações do pesquisador com o campo da Museologia, ao problematizar o museu como território contestado e de resistência, muito em função do alijamento, silenciamento e/ou exclusão de comunidades africanas e afrodiaspóricas, bem como questões de representações expográficas, acervos e táticas de apresentação, que buscam visibilizar o corpo negro, fortemente marcado pela estigmatização e exclusão, inscritos também em discursos museológicos ainda presentificados na contemporaneidade. Memórias, narrativas, biografias, artefatos culturais e corpos negros se imbricam como forma de (re)existir em processos patrimoniais e museológicos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ARFUCH, Leonor. O espaço biográfico: dilemas da subjetividade contemporânea. Rio de Janeiro: EdUERJ, 2010.

DELORY-MOMBERGER, Christine. Abordagens metodológicas na pesquisa biográfica. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, ANPED, v. 17, n. 51, p. 523-536, dez. 2012 teoriza sobre tais conceitos e, também, são discutidos por Arfuch (2010).

PASSEGGI¸ Maria da Conceição. “Narrar é humano! Autobiografar é um processo civilizatório”. In PASSEGGI¸ Maria da Conceição e SILVA, Vivian Batista da. Invenções de vidas, compreensão de itinerários e alternativas de formação. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2010, p. 103-130.

DOSSE, François. O desafio biográfico: escrever a vida. São Paulo: EdUSP, 2009.

Downloads

Publicado

2020-06-29

Como Citar

SOUZA, E. C. de. Editorial. Revista Brasileira de Pesquisa (Auto)biográfica, [S. l.], v. 5, n. 14, p. 481–484, 2020. DOI: 10.31892/rbpab2525-426X.2020.v5.n14.p481-484. Disponível em: https://revistas.uneb.br/index.php/rbpab/article/view/8908. Acesso em: 27 maio. 2024.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>