Professores que nos atravessam trajetória de vida-formação de uma professora de História

Autores

DOI:

https://doi.org/10.31892/rbpab2525-426X.2023.v8.n23.e1120

Palavras-chave:

Professores marcantes, Pesquisa (auto)biográfica, Formação docente

Resumo

Os professores que passam pela nossa trajetória de vida-formação, ao deixarem suas marcas, vão constituindo o professor-pessoa que somos. Influenciam a nossa maneira de ser e estar na profissão, uma vez que vida e profissão estão necessariamente imbricadas, sendo impossível a separação das dimensões pessoais e profissionais do professor. Sendo assim, o objetivo da pesquisa consiste em verificar as experiências significativas vivenciadas com professores que passam pela nossa trajetória de vida-formação e como elas constituem o professor-pessoa que somos. Quais as marcas deixadas pelos professores que nos atravessam e como contribuem para o ser e estar na profissão docente? A partir dessa problemática fomos buscar na trajetória de vida-formação de uma professora que atua na rede estadual paulista há mais de dez anos, alguns elementos reveladores do complexo emaranhado que envolve o ser, o formar-se e o tornar-se professor. Ancorado na abordagem da pesquisa (auto)biográfica, este estudo utilizou como dispositivo de pesquisa, a Entrevista Narrativa. As experiências vivenciadas pela professora participante da pesquisa nos mostram como as professoras e professores que nos atravessam, marcam, de diferentes formas, a nossa trajetória de vida-formação contribuindo para o fazer-se docente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Tamara de Lima, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo

Doutoranda em Educação na Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (Unesp), campus Presidente Prudente. Professora no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP), campus Presidente Epitácio. Membro do Grupo de Pesquisa de Formação de Professores, Políticas Públicas e Espaço Escolar (GPFOPE), vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE) da Unesp, campus Presidente Prudente.

Amarílis da Costa Silva, niversidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (Unesp

Mestre em Educação pela Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (Unesp), campus Presidente Prudente. Professora na Secretaria da Educação do Estado de São Paulo (Seduc-SP). Membro do Grupo de Pesquisa de Formação de Professores, Políticas Públicas e Espaço Escolar (GPFOPE), vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE) da Unesp, campus Presidente Prudente

Yoshie Ussami Ferrari Leite, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho

Livre-docente pela Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (Unesp) e doutora em Educação pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Professora aposentada vinculada ao Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE) da Unesp, onde lidera o Grupo de Pesquisa de Formação de Professores, Políticas Públicas e Espaço Escolar (GPFOPE).

Referências

ALMEIDA, Patrícia Cristina Albieri de; TARTUCE, Gisela Lobo; NUNES, Marina Muniz Rossa. Quais as razões para a baixa atratividade da docência por alunos do ensino médio? Psicologia: Ensino & Formação, v. 5, n. 2, p. 103-121, 2014. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S2177-20612014000200007. Acesso em: 8 fev. 2023.

ARROYO, Miguel Gonzalez. Ofício de mestre: imagens e autoimagens. Petrópolis: Vozes, 2000.

DI GIORGI, Cristiano Amaral Garboggini; LEITE, Yoshie Ussami Ferrari. A qualidade da escola pública na perspectiva democrática e popular. Série Estudos (UCDB), s/v., n. 30, p. 305-323, jul./dez., 2010. Disponível em: https://serieucdb.emnuvens.com.br/serie-estudos/article/view/173. Acesso em: 12 fev. 2023

DINIZ-PEREIRA, Júlio Emílio. A construção do campo da pesquisa sobre formação de professores. Revista da FAEEBA – Educação e Contemporaneidade, Salvador, v. 22, n. 40, p. 145-154, jul./dez., 2013. Disponível em: https://www.revistas.uneb.br/index.php/faeeba/article/view/7445/4808. Acesso em: 15 fev. 2023.

DUBAR, Claude. A socialização. Construção das identidades sociais e profissionais. São Paulo: Martins Fontes: 2005.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 2011.

FUNDAÇÃO CARLOS CHAGAS (FCC). A atratividade da carreira docente no Brasil. Relatório Final. Estudos e Pesquisas Educacionais, 2009. Disponível em: http://www.zerohora.com.br/pdf/15141177.pdf. Acesso em: 5 fev. 2023.

HUBERMAN, Michael. O ciclo de vida profissional dos professores. In: NÓVOA, António. (Org.). Vidas de professores. 2. ed. Porto: Porto Editora, 2007. p. 31-61.

GADOTTI, Moacir. Educação e poder: introdução à Pedagogia do Conflito. São Paulo: Cortez, 2003.

GATTI, Bernardete Angelina; BARRETTO, Elba Siqueira de Sá; ANDRÉ, Marli Eliza Dalmazo Afonso; ALMEIDA, Patrícia Cristina Albieri de. Professores do Brasil: novos cenários de formação. Brasília: Unesco, 2019.

GINZBURG, Carlo. Sinais: raízes de um paradigma indiciário. In: GINZBURG, Carlo. Mitos, emblemas, sinais: morfologia e história. São Paulo: Companhia das Letras, 1989. p. 143-275.

JOVCHELOVITCH, Sandra; BAUER, Martin. Entrevista Narrativa. In: BAUER, Martin; GASKELL, George. Pesquisa qualitativa com texto, imagem e som. Petrópolis: Vozes, 2008. p. 90-113.

LARROSA BONDÍA, Jorge. Notas sobre a experiência e o saber de experiência. Revista Brasileira de Educação, s/v., n. 19, p. 20-29, jan/fev/mar/abr., 2002. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbedu/a/Ycc5QDzZKcYVspCNspZVDxC. Acesso em: 2 fev. 2023.

MARCELO GARCÍA, Carlos. La identidad docente: constantes y desafíos. Revista Interamericana de Investigación, Educación y Pedagogía, v. 3, n. 1, p. 15-42, 2010. Disponível em: https://revistas.usantotomas.edu.co/index.php/riiep/article/view/1301. Acesso em: 3 fev. 2023.

NÓVOA, António. Os professores e as histórias da sua vida. In: NÓVOA, António. (Org.). Vidas de professores. Porto: Porto Editora, 2007. p. 11-25.

OLIVEIRA, Dalila Andrade. Trabalho docente. In: OLIVEIRA, Dalila Andrade; DUARTE, Adriana Maria Cancella; VIEIRA, Lívia Maria Fraga. Dicionário: trabalho, profissão e condição docente. Belo Horizonte: UFMG/Faculdade de Educação. Disponível em: https://gestrado.net.br/verbetes/trabalho-docente/. Acesso em: 5 fev. 2023.

OCDE. Professores são importantes: atraindo, desenvolvendo e retendo professores eficazes. São Paulo: Moderna, 2006.

ROLDÃO, Maria do Céu. Função docente: natureza e construção do conhecimento profissional. Revista Brasileira de Educação, v. 12, n. 34, p. 94-103, jan/abr., 2007. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbedu/a/XPqzwvYZ7YxTjLVPJD5NWgp/?lang=pt. Acesso em: 2 de fev. 2023.

TARDIF, Maurice; LESSARD, Claude. O trabalho docente: elementos para uma teoria da docência como profissão de interações humanas. Petrópolis: Vozes, 2008.

TARDIF, Maurice. Saberes docentes e formação profissional. Petrópolis: Vozes, 2013.

TARTUCE, Gisela Lobo; NUNES, Marina Muniz Rossa; ALMEIDA, Patrícia Cristina Albieri de. Alunos do ensino médio e atratividade da carreira docente no Brasil. Cadernos de Pesquisa, v. 40, n. 140, p. 445-447, maio/ago., 2010. Disponível em: https://www.scielo.br/j/cp/a/hBtRyWXHrYrGPzR7RsV6LCh/abstract/?lang=pt. Acesso em: 2 fev. 2023.

Downloads

Publicado

2023-06-04

Como Citar

LIMA, T. de; SILVA, A. da C.; LEITE, Y. U. F. . Professores que nos atravessam trajetória de vida-formação de uma professora de História. Revista Brasileira de Pesquisa (Auto)biográfica, [S. l.], v. 8, n. 23, p. e1120, 2023. DOI: 10.31892/rbpab2525-426X.2023.v8.n23.e1120. Disponível em: https://revistas.uneb.br/index.php/rbpab/article/view/16820. Acesso em: 19 maio. 2024.