CURSO DE FORMAÇÃO EM PRÁTICAS INTERDISCIPLINARES E INVESTIGATIVAS E AS PERCEPÇÕES INICIAIS DE RESIDENTES PEDAGÓGICOS EM FORMAÇÃO SOBRE INTERDISCIPLINARIDADE E PESQUISA NO ENSINO

Resumo

Apesar da necessidade de investimento em formação interdisciplinar e investigativa de estudantes de licenciatura há carência dessas discussões. Assim, propôs-se um curso de formação em práticas interdisciplinares e investigativas para 25 licenciandos em ciências da natureza que participam do Programa de Residência Pedagógica da Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF). A proposta do curso e as percepções iniciais de dez desses participantes sobre interdisciplinaridade e da pesquisa no ensino são apresentadas. Os dados foram coletados por questionários e analisados por análise de conteúdo. Apesar de a maioria dos participantes entenderem a interdisciplinaridade como processo de junção de disciplinas e confundirem a pesquisa no ensino como práticas investigativas realizadas pelos alunos em sala de aula, eles afirmaram terem visto sobre interdisciplinaridade em seu curso de licenciatura.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gisele Soares Lemos Shaw, Professora na Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF).
Doutora em Educação em Ciências pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Líder do Núcleo de Pesquisa Educação em Ciências (NPEC). 

Referências

ARAÚJO, R. R. de; ALVES, C. da C. Na busca da Interdisciplinaridade: Percepções sobre a formação inicial de professores de Ciências da Natureza. Ciência e Natura, vol. 36, núm. 3, septiembre-diciembre, 2014.

AZEVEDO, R. O. M. Formação inicial de professores de ciências: contribuições do estágio com pesquisa para a educação científica. 385f. Tese (Doutorado Educação em Ciências) - Universidade do Estado do Amazonas, Manaus, 2014.

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 1977.

BRASIL. Diretrizes Curriculares Nacionais do Ensino Médio (DCNEM). Resolução nº 2, de 30 de janeiro. Brasília: MEC, SEB, DICEI, 2012.

BRASIL. Diretrizes Curriculares Nacionais Gerais da Educação Básica. Brasília: MEC, SEB, DICEI, 2013.

CARVALHO, A. M. P. de. A pesquisa no ensino, sobre o ensino e sobre a reflexão dos professores sobre seus ensinos. São Paulo: Revista Educação e Pesquisa: v. 28, n. 2, p. 57-67, jul/dez. 2002.

CARVALHO, A. M. P. de. Critérios estruturantes para o ensino de ciências. In: _______ (org). Currículo de ciências: Unindo a pesquisa e a prática. São Paulo: Pioneira Thomson Learning, 2004.

CERQUEIRA, P. L.; CARNEIRO, R.F. Uma proposta de formação em ciências e matemática na perspectiva interdisciplinar: a visão de licenciandos de um curso de pedagogia. Colloquium Humanarum, Presidente Prudente, v. 15, n. 3, p.66-78 jul/set 2018.

DEMO, P. Pesquisa: princípio científico e educativo. São Paulo: Cortez, 2009.

FAZENDA, I. C. A. Interdisciplinaridade: história, teoria e pesquisa. Campinas, SP: Papirus, 1994.

FAZENDA, I. C. A. Interdisciplinaridade-transdisciplinaridade: visões culturais e epistemológicas. In: __________ (org.) O que é interdisciplinaridade? São Paulo: Cortez, 2008.

FAZENDA, I. C. A. Formação de professores: dimensão interdisciplinar. Revista Brasileira de Formação de Professores – RBFP, vol. 1, n. 1, p.103-109, Maio, 2009a.

FAZENDA, I. C. A. Interdisciplinaridade: definição, projeto, pesquisa. In: FAZENDA, Ivani (org). Práticas Interdisciplinares na escola. São Paulo: Cortez, 2009b.

FAZENDA, I. C. A. Desafios e perspectivas do trabalho interdisciplinar no ensino fundamental. In _________ (Org.) Novos enfoques da pesquisa educacional. São Paulo: Cortez, 2010.

FAZENDA, I. C. A. Integração e Interdisciplinaridade no Ensino Brasileiro: Efetividade ou ideologia. São Paulo, SP: Edições Loyola, 2011.

FAZENDA, I. C. A. A aquisição de uma formação interdisciplinar de professores. In: __________. (org.). Didática e interdisciplinaridade. Campinas, SP: Papirus, 2013.

GALIAZZI, M. do C.; MORAES, R. Educação pela pesquisa como modo, tempo e espaço de qualificação da formação de professores de ciências. Ciência & educação (Bauru), v. 8, n. 2, p.237-252, 2002.

GARCIA, I. T. S.; KRUGER, V. Implantação das diretrizes curriculares nacionais para formação de professores de química em uma instituição federal de ensino superior: desafios e perspectivas. Química Nova [online]. v. 32, n. 8, p. 2218-2224, 2009.

GUIMARÃES, M.; FONSECA, L. C.; OLIVEIRA, L. M. T. de; SOARES, A. M. D. A pesquisa na formação do educador ambiental. REMPEC-Ensino, Saúde e Ambiente, v.3, n 3, p.15-26, 2010.

JAPIASSU, H. Interdisciplinaridade e Patologia do Saber. Rio de Janeiro: Imago Editora LTDA., 1976.

JORDÃO. R. dos S. Tutoria e Pesquisa-ação no Estágio Supervisionado: Contribuições para a Formação de Professores de Biologia; Tese (Doutorado em Pós-Graduação em Educação) - Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, 2005.

JUNIOR, J. D. P.; PUNTEL, R. L.; FOLMER, V. A percepção dos professores do Ensino Médio de uma escola da rede pública do município de Santa Maria/RS sobre ações interdisciplinares. Revista Ciências e Ideias, v. 06, p. 13-28, 2015.

LAURINDO, A. P.; SILVA, J. A. P. A visão dos acadêmicos do curso de licenciatura interdisciplinar em ciências naturais da UTFPR Ponta Grossa sobre a interdisciplinaridade. Revista Valore, Volta Redonda, 3 (Edição Especial), p. 364-375, 2018.

LOPES, D. S.; ALMEIDA, R. O. de. Percepções sobre limites e possibilidades para adoção da interdisciplinaridade na formação de professores de ciências. Investigações em Ensino de Ciências, v. 24, n. 2, pp. 137-162, 2019.

LÜDKE, M. A complexa relação entre o professor e a pesquisa. In: ANDRÉ, Marli (org). O papel da pesquisa na formação e na prática dos professores. Campinas, SP: Papiros, 2012.

MEDEIROS, A. L. S.; GALIAZZI, M. C. A Formação do Professor Pesquisador de Educação em Ciências no PIBID à distância. In: Encontro e Debates no Ensino de Química, 34 (XXXIV EDEQ), 2014, Santa Cruz do Sul. ATAS DO XXXIV EDEQ, Rio Grande do Sul, 2014.

MORIN, E. Ciência com consciência. Tradução de Maria de Alexandre e Maria Alice Sampaio Dória – Ed. Revista e modificada pelo autor 4ª ed. – Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2000.

NEWELL, W. H.; GREEN, W. J. Defining and Teaching Interdisciplinary Studies. Improving College and University Teaching , v.30, n.1, winter, 23-30, 1982.

PIATTI, T. M.; MERCADO, L. P. L.; SANTOS, A. A.; MURTA, E. G.; MONTE, G. M.; CAVALCANTE, M. C. M.; ABREU, N. G. A formação do professor pesquisador do ensino médio: uma pesquisa ação em educação e saúde. Experiências em Ensino de Ciências (UFRGS), v. 3, p. 23-41, 2008.

PRESTES, R. F.; SILVA, A. M. M. da. As contribuições do Educar pela Pesquisa no Estudo das Questões Energéticas. Experiências em Ensino de Ciências (UFRGS), v. 4, p. 7-20, 2009.

RAYNAUT, C. Interdisciplinaridade: mundo contemporâneo, complexidade e desafios à produção e à aplicação de conhecimentos. In: PHILIPPI JR, A.; SILVA NETO, A. J. (ed.). Interdisciplinaridade em ciência, tecnologia & inovação. Baruaeri, SP: Manole, 2011.

ROSA, M. I. F. P.; SENE I. P.; PARMA, M.; QUINTINO, T. C. de A. Formação de professores da área de ciências sob a perspectiva da investigação-ação. Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências, v. 3, n. 1, p. 5-14, 2003.

SANTOS, J. M.; COELHO, S. M.; TIMM, R. M. B. Iniciação à Pesquisa no Ensino de Biologia e o Papel da Didática das Ciências na Formação do Professor-pesquisador. Ciência em Tela, 2012.

SHAW, G. L.; ROCHA, J. B. T. Tentativa de construção de uma prática docente interdisciplinar em ciências. Experiências em ensino de ciências (UFRGS), v. 12, p. 95-126, 2017.

SHAW, G. S. L. A pesquisa no ensino e suas contribuições para a formação interdisciplinar de licenciandos em ciências da natureza. Tese (Doutorado em Pós-Graduação em Educação e Ensino de Ciências) –Programa de Pós Graduação em Educação em Ciências: química da vida e saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Porto Alegre, 2018.

SHAW, G. S. L.; FOLMER, V.; ROCHA, J. B. T. Uma revisão sobre a interdisciplinaridade no ensino e a formação de professores. Revista Ciências & Ideias, v. 8, n. 1, jan./abr., 2017.

SILVA, J.R.S.; NUNES, F. P. B.; SPELTA, L. M. P. B.; PRESTES, M. E. B.; URSI, S. Ensino por pesquisa: análise de uma proposta para estudantes do Curso de Ciências Biológicas. Revista Electrónica de Enseñanza de las Ciencias - REEC, v. 11, n. 2, p. 253-272, 2012.

SPELT, E. J. H. BIEMANS, H. J. A. TOBI, H. LUNING, P. A. MULDER, M. Teaching and Learning in Interdisciplinary Higher Education: A Systematic Review. Educ. Psychol. Rev., 21, nov., 2009.

THIESEN, J. da S. A interdisciplinaridade como um movimento articulador no processo ensino-aprendizagem. Revista Brasileira de Educação, v.13, n.39, p.545-554, dez, 2008. Acesso em 17, mai, 2016, http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413- 24782008000300010.

Publicado
2019-12-30
Métricas
  • Visualizações do Artigo 478
  • ♪Áudio♪ downloads: 5
Como Citar
Shaw, G. S. L. (2019). CURSO DE FORMAÇÃO EM PRÁTICAS INTERDISCIPLINARES E INVESTIGATIVAS E AS PERCEPÇÕES INICIAIS DE RESIDENTES PEDAGÓGICOS EM FORMAÇÃO SOBRE INTERDISCIPLINARIDADE E PESQUISA NO ENSINO. Cenas Educacionais, 2(2), 186-213. Recuperado de https://revistas.uneb.br/index.php/cenaseducacionais/article/view/8028
Seção
Artigos (Fluxo Contínuo)