GESTÃO ESCOLAR E PROCESSO DE ESCOLARIZAÇÃO DA EJA: IMPASSE E PERSPECTIVA

Robson de Cássio Santos Dourado, Romênia Carvalho Barbosa, Antônio Amorim

Resumo


Este artigo resulta do estudo sobre a oferta de escolarização para as pessoas jovens e adultas. Tem como foco o desempenho da gestão escolar neste processo. A investigação teve como objetivo central verificar o processo de gestão educacional da Educação de Jovens e Adultos, identificando os possíveis avanços e retrocessos desta modalidade de ensino, no Centro Educacional de Tanhaçu, Bahia. É uma pesquisa de abordagem qualitativa, que teve como procedimento técnico utilizado a pesquisa de campo, sendo complementado pela entrevista semiestrutura para a coleta de dados e informações. Os resultados destacam que a gestão da Educação de Jovens e Adultos necessita de maior atenção no que tange as questões básicas da educação, exige a efetivação da gestão democrática e participativa, para garantir a melhoria da qualidade do ensino da Educação de Jovens e Adultos.


Palavras-chave


Gestão escolar. Educação de Jovens e Adultos. Escolarização.

Texto completo:

PDF ♪Áudio♪

Referências


AMORIM, A. Políticas públicas em educação, tecnologia e gestão do trabalho docente. Salvador: EDUNEB, 2012.

AMORIM, A; MUTIM, A. L. B. Democratização, gestão escolar e trabalho docente na educação básica. Salvador: EDUNEB, 2012.

AMORIM, A. et al (Orgs). Educação e contemporaneidade: processos e metamorfoses. Rio de Janeiro: Editora Quartet, 2009.

AMORIM, A. Gestão escolar e educacional em educação de jovens e adultos: a inovação e a qualidade dos processos gestores, dentro das instituições de ensino. Disponível em: https://alfaeejablog.files.wordpress.com/2016/03/gestao-escolar-e-educacional-emeducacao-de-jovens-e-adultos.pdf. Acesso em: 01 jun 2017.

ARROYO, M. Outros sujeitos, outras pedagogias. Petrópolis, RJ: Vozes, 2012.

BEGOT, M. G. S; MARLENE, M. J. C. Gestão Escolar: numa perspectiva democrática. Monografia de Conclusão de Graduação. Centro de Ciências Humanas – Universidade da Amazônia. Belém, 2002.

BITTAR, M; OLIVEIRA, J. Gestão e Políticas da Educação. 1. ed. Rio de Janeiro: DP&A, 2004.

BORDIGNON, G.; GRANCINDO, R. V. Gestão da educação: impasses, perspectiva e compromissos. São Paulo: Cortez, 2001, p. 147.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado Federal, 1988. Disponível: https://www.senado.gov.br/atividade/const/con1988/CON1988_05.10.1988/ind.asp. Acesso em: 03 jul 2017.

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, Lei 9394/96. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9394.htm. Acesso em:03 jul 2017.

DENZIN, N.K.; LINCOLN, Y.S. O planejamento da pesquisa qualitativa. Porto Alegre: Penso, 432 p. 2006.

FERNANDES, M. E. Memória Camponesa. Anais da 21ª Reunião Anual de Psicologia, SPRP, Ribeirão Preto, 1991.

FERREIRA, N. S. C. Gestão Democrática da Educação: atuais tendências, novos desafios. 5. ed. São Paulo: Cortez, 2006.

FLICK, U. Introdução à pesquisa qualitativa. 3. ed. Porto Alegre: Artmed, 2009.

FREIRE, P. Cartas a Cristina. Editora Unesp 2ª edição revista, 2002.

FREIRE, P. Educação como prática da liberdade. 16. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2007.

FREITAS, Kátia Siqueira de. Gestão da Educação: a formação em serviço como estratégia de melhoria da qualidade do desempenho escolar. In: CUNHA, Maria Couto (Org.). Gestão Educacional nos Municípios. Salvador: EDUFBA, 2009.

GATTI, B. A construção da pesquisa em educação no Brasil. Brasília: Liber Livro Editora, 2012.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 5.ed. São Paulo: Atlas, 1999.

_____. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

GRUN, A. A Sabedoria dos Monges na Arte de Liderar Pessoas. Petrópolis: Vozes 2006.

GOLDENBERG, M. A arte de pesquisar: como fazer pesquisa qualitativa em Ciências Sociais. Rio de Janeiro: Record, 1999.

KUHN, T. A estrutura das revoluções científicas. São Paulo: Perspectiva, 1982.

LIBÂNEO, José Carlos. Organização e gestão da escola: teoria e prática. 5. ed. Revista e ampliada. Goiânia: MF Livros, 2008.

LIMA, J. S.; SILVA, M. S.; SANTOS, C. L. N. dos. Gestão e qualidade na EJA: contribuições para pensar a escola de jovens e adultos. In: AMORIM, A. FERREIRA, M. da C. A.; ALVES, E. V. (Orgs.). Gestão escolar, políticas públicas, projeto pedagógico em Educação de Jovens e adultos: os caminhos transformadores da qualidade da escola pública da EJA. Salvador: EDUNEB, p. 69-81, 2015.

LUCK, H. Gestão educacional: uma questão paradigmática. 11.ed. Petrópolis: Vozes, 2014.

_____. Dimensões da Gestão Escolar e suas Competências. Ed. Positivo. Curitiba, 2008.

LÜCK, Heloisa. Em Aberto. Brasília, v.17, n.72, p.7-10, fev./jun. 2000.

LUDKE, M.; ANDRÉ, M. Pesquisa em Educação: Abordagens Qualitativas. São Paulo: EPU, 1986.

MINAYO, M. C. S. O desafio do conhecimento. Pesquisa qualitativa em saúde. 9 ed. Revista e aprimorada. São Paulo: Hucitec, 2006.

MEYER, C. Educar para a diversidade e cidadania. Construindo a Educação. São Paulo, 2008.

SATYRO, N.; SOARES, S. A infraestrutura das escolas brasileiras de ensino fundamental: um estudo com base nos censos escolares de 1997 a 2005. Brasília: IPEA, 2007.

SCHMITZ, E. Fundamentos da Didática. 7ª ed. São Leopoldo: UNISINOS, 1993.

SOUZA, M. A. Educação de jovens e adultos e a diversidade linguística: as relações entre a fala e a escrita. Guaxupé, 2007.

TEIXEIRA, E.O.L A merenda escolar e seus aspectos políticos, sociais e nutricionais. 2008. 68f. Monografia (Especialização - Centro Federal de Educação Tecnológica de São Paulo. São Paulo. Disponível em: http//www.cefetsp.br/edu/eja/merenda_escolar.pdf. Acesso em 07 jul 2017.

TRIVIÑOS, A. N. S. Introdução à pesquisa em ciências sociais: a pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: Atlas, 1987.

VEIGA, Ilma Passos A. (org.). Projeto político-pedagógico da escola: uma construção possível. Campinas: Papirus, 2004.

VYGOTSKY, Lev S. A formação social da mente: o desenvolvimento dos processos psicológicos superiores. 7. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2008.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Incluir comentário

Direitos autorais 2018 Cenas Educacionais

CONTATO

 Programa de Pós-graduação em Ensino, Linguagem e Sociedade, Departamento de Ciências Humanas, Campus VI da Universidade do Estado da Bahia

Endereço: Avenida Contorno, S/N, Bairro São José, Caetité, Bahia, Brasil

CEP: 46.400-000

Telefones: (77) 3454-2021 ou (77) 9 9134-3435

e-mail: ceduuneb@gmail.com

ISSN: 2595-4881

REDES SOCIAIS:

 

INDEXAÇÕES INTERNACIONAIS:

                            

INDEXAÇÕES NACIONAIS:

     

REVISTA INTEGRANTE:

    

LINKS DE INTERESSE:

                     

Licença:


Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Free counters!