CONSERVAÇÃO DA ENERGIA COMO CENTRO DA PROPOSTA EDUCACIONAL DA UNIVERSIDADE: AVALIAÇÃO POR TRIANGULAÇÃO METODOLÓGICA TEÓRICA

Liliana del Valle Ortigoza, Juan José Llovera-González, Héctor Santiago Odetti

Resumo


Na universidade de hoje, o trabalho independente, interativo e autônomo é essencial.  Por essa razão, propôs-se ressignificar o ensino da física nos cursos de ciências da saúde, tendo como eixo de ensino e de aprendizagem a conservação da energia. Utilizou-se o modelo de reconstrução educativa, assumindo como referências teóricas: Conhecimento Pedagógico do Conteúdo (Schulman), Aprendizagem Significativa (Ausubel) e Teoria da Atividade (Engeström). A partir de um diagnóstico sobre conhecimentos de conceitos físicos e competências do aluno ingressante na carreira universitária, da análise do desenho curricular, de conteúdos recuperados de física e sua importância, uma proposta educacional foi desenhada e implementada - por três anos consecutivos - com eixo em conservação de energia. O ambiente de ensino foi concebido com estratégias educativas presenciais e virtuais, adaptadas ao comportamento do estudante, possibilitando diferentes formas de aprendizagem. Após seis meses de estudo em uma disciplina de física, foram realizados testes de solidez, buscando interpretar o grau de competências e conhecimentos alcançados, bem como sua relação com os resultados das avaliações diagnósticas. Nesse contexto, o objetivo deste artigo foi avaliar indicadores de relevância do modelo educativo adotado, por meio de triangulação teórico-metodológica. Foram utilizados métodos qualitativos e quantitativos, avaliando momentos antes, durante e após a implementação da proposta, desde diversos atores e instrumentos. Os principais resultados mostraram relevância educativa e aprendizagem significativa, com melhorias no desempenho acadêmico. Foram propostas modificações curriculares, considerando as vozes dos atores e possíveis vínculos com outras disciplinas.


Palavras-chave


Ensino Superior; Física; Conservação de Energia; Triangulação Teórica-Metodológica.

Texto completo:

PDF (Español (España))

Referências


AUSUBEL, D. Adquisición y retención del conocimiento. Una perspectiva cognitiva. Barcelona: Paidos, 2002.

CAMILLONI, A. Tendencias y formatos en el currículo universitario. Itinerarios educativos, v.9, p.11-26, 2016. ISSN 1850-3853.

DIAZ BARRIGA, A. Competencias en educación. Corrientes de pensamiento e implicaciones para el currículo y el trabajo en el aula. Revista Iberoamericana de Educación Superior (RIES), México, UNAM-IISUE/ Universia, v. II, n.5, p. 3-24, 2011.

DONOLO, D. S. Triangulación: Procedimiento incorporado a nuevas metodologías de investigación. Revista Digital Universitaria, v.10, n.9, art. 53, 2009. ISSN: 1067-6079.

DUIT, R. La investigación sobre enseñanza de las ciencias: un requisito imprescindible para mejorar la práctica educativa. Revista Mexicana de Investigación Educativa, v.11, n.30, p.741-770, 2006.

DUIT, R.; TREAGUST, D. F. Conceptual change: a powerful framework for improving science teaching and learning, International Journal of Science Education, v.25, n.6, p.671-688, 2003.

DUIT, R.; GROPENGIEßER, H.; KATTMANN, U. Towards science education research that is relevant for improving practice: The model of educational reconstruction. In: FISCHER, H.E. (Ed.). Developing standards in research on science education. Londres: Taylor & Francis, 2005, p.1-9.

ENGESTRÖM, Y. Activity theory and individual and social transformation. in: ENGESTRÖM, Y.; MIETTINEN, R.; PUNAMÄKI, R.L. (Eds.). Perspectives on activity theory. Cambridge: Cambridge University Press, 1999, p.19-38.

GUTIERREZ-BERRAONDO, J. et al. Ideas de los estudiantes universitarios sobre las relaciones trabajo y energía en Mecánica en cursos introductorios de Física. Rev. Bras. Ensino Fís., São Paulo, v. 40, n. 1, e1403, 2018. https://doi.org/10.1590/1806-9126-rbef-2017-0131.

ORTIGOZA, L.; ODETTI, H. S.; LLOVERA-GONZÁLEZ, J. J. Resignificación de la enseñanza de física en carreras de ciencias de la salud: una propuesta de reestructuración educativa. En: MARTÍNEZ LOSADA, C. y GARCÍA BARROS, S. (coord.) 28 Encuentros de Didáctica de las Ciencias Experimentales. Iluminando el cambio educativo. Universidade da Coruña, 2018, p. 619-624. DOI: https://doi.org/spudc.9788497496896.

PAULINI, R.; DEZAR, G. V. Licenciatura en Nutrición de la Universidad Nacional del Litoral: la mirada de sus graduados recientes. Revista Aula Universitaria, v.18, p. 114-126, 2016.

POZO, J. I.; GOMEZ CRESPO, M. Aprender y Enseñar Ciencia. Del Conocimiento Cotidiano al Conocimiento Científico. (5ta. Ed.). Madrid: Editorial Morata, 2006.

SOLBES, J.; TORRES, N. Análisis de las competencias de pensamiento crítico desde el abordaje de las cuestiones socio científicas: un estudio en el ámbito universitario. Didáctica de las Ciencias Experimentales y Sociales, v.26, p. 247-269, 2012. ISSN 0214-4379.

TASHAKKORI, A.; TEDDLIE, C. (Eds.). The handbook of Mixed Methods in social and behavioral research (1ra. Ed.). California: Sage publication, Inc., 2003.

TREAGUST, D. et al. How well do first year university students learn to use multiple representations of physics concepts for understanding and problem solving? In: TASAR, M. FATIH (Ed.). The Role of Context, Culture, and Representations in Physics Teaching and Learning. World Conference on Physics Education, (WCPE). Estambul, Turquía, 2012.

WIDODO, A. Constructivist oriented lessons: The learning environment and the teaching sequences. Frankfurt: Peter Lang, 2004.

ZALUSKI, F. P., OLIVEIRA, T. D. Metodologias ativas: uma reflexão teórica sobre o processo de ensino e aprendizagem. In: Congresso Internacional de Tecnologias e Educação e Encontro Nacional de Pesquisadores em Educação a Distância, 2018, São Carlos, São Paulo. Anais... CIET. En PED: 2018 – Educação e Tecnologias: Aprendizagem e construção do conhecimento, 2018.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Liliana del Valle Ortigoza, Juan José Llovera-González, Héctor Santiago Odetti

CONTATO

 Programa de Pós-graduação em Ensino, Linguagem e Sociedade, Departamento de Ciências Humanas, Campus VI da Universidade do Estado da Bahia

Endereço: Avenida Contorno, S/N, Bairro São José, Caetité, Bahia, Brasil

CEP: 46.400-000

Telefones: (77) 3454-2021 ou (77) 9 9134-3435

e-mail: ceduuneb@gmail.com

ISSN: 2595-4881

REDES SOCIAIS:

INDEXAÇÕES INTERNACIONAIS:

             

           

INDEXAÇÕES NACIONAIS:

    

REVISTA INTEGRANTE:

    

LINKS DE INTERESSE:

                     

Licença:

 Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Free counters!