MEMÓRIA DO 11 DE SETEMBRO DE 2001: OS DISCURSOS DE BUSH E O PRENÚNCIO DA INVASÃO AO AFEGANISTÃO

Palavras-chave: Gestão de memória, 11 de setembro, Relações internacionais

Resumo

O recorte histórico do artigo corresponde as primeiras semanas após os ataques em 11 de setembro de 2001 nos Estados Unidos da América. Antes, porém, fez-se um breve histórico anterior ao fato, localizando-o em seu devido tempo e espaço. Posteriormente, captou-se como a política externa norte-americana, por meio das versões oficiais, geriu a memória dos fatos moldando os suspeitos dos atentados ao grupo islâmo-fundamentalista, denominado Al Qaeda, impactando diretamente às relações internacionais. Dessa perspectiva, percebe-se que a Guerra ao Terror teve como um dos objetivos imediatos polarizar o mundo. Crê-se que isto só foi possível mediante difusão da ideia do “bem” (EUA e seus aliados) contra o “mal” (terroristas e seus aliados), que serviu, por exemplo, para justificar invasões posteriores ao Afeganistão. Tenta-se comprovar esta hipótese valendo-se da investigação aos pronunciamentos do então presidente George W. Bush, fontes disponibilizadas virtualmente pela Casa Branca. Destaca-se ainda as informações recolhidas em mídias impressas à época, maiormente, o Jornal do Brasil. Enfim, o presente artigo trata em investigar e analisar este período singular na história do tempo presente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ramon Trindade Pellegrini, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia

Licenciado em História e Mestre em Memória.

Felipe Eduardo Ferreira Marta, Professor no Programa de Pós-graduação em Memória, Línguagem e Sociedade da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia

Doutor em História Social pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Pós-doutorado pela Virginia Polytechnic Institute and State University - Virginia Tech - USA. Líder do grupo de pesquisa "CORPORHIS: Corpo, história e cultura".

Referências

ANSARA, Soraia & DANTAS, Bruna. Aspectos ideológicos presentes na construção da memória coletiva. Athenea Digital, Vol. 15, Março de 2015. Disponível em: https://www.raco.cat/index.php/Athenea/article/viewFile/292080/380584. Acessado em: 07 de Abril de 2018.

BERGSON, Henri. Matéria e memória. Trad. Paulo Neves. 2 a ed. São Paulo: Martins Fontes, 1999.

BUSH, George Walker. Selected Speeches of President George W. Bush (2001 – 2008). Disponível em: https://georgewbush-whitehouse.archives.gov/infocus/bushrecord/documents/Selected_Speeches_George_W_Bush.pdf. Acessado em: 06 de maio de 2018.

CHOSSUDOVSKY, Michel. Guerra e Globalização. Trad. Ana Corbisier. São Paulo: Expressão Popular, 2004.

HALBWACHS, Maurice. A memória coletiva. Tradução de Laurent Léon Schaffter. 2ª ed.. São Paulo: Editora Revista dos Tribunais, 1990.

IANNI, Octavio. Capitalismo, violência e terrorismo. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2004.

JELIN, Elizabeth. Los trabajos de la memoria. 2ª ed.. Lima: IEP, 2012.

GRAY, John. Missa Negra: religião apocalíptica e o fim das utopias. Trad.: Clóvis Marques. Rio de Janeiro: Editora Record, 2008.

NORA, Pierre. Entre memória e história: a problemática dos lugares. Projeto História. Revista do Programa de Estudos Pós-Graduados em História e do Departamento de História da PUC-SP, n. 10. São Paulo, dez.-1993.

OCHOA, Mauricio Menjívar. Los estúdios sobre la memoria y lós usos del pasado: perspectivas teóricas e metodológicas. In: História e Memoria: perspectivas teóricas e metodológicas. Orgs. Mauricio Menjívar Ochoa, Ricardo Antonio Argueta, Edgar Solano Muñoz. Cuaderno de Ciencias Sociales, nº 135, 1º ed.. San José: FLACSO, Fevereiro de 2005.

POLLACK, Michael. Memória, Esquecimento, Silêncio. Estudos Históricos. Rio de Janeiro, vol. 2, 1989. Disponível em: http://www.uel.br/cch/cdph/arqtxt/Memoria_esquecimento_silencio.pdf. Acessado em: 03 de abril de 2018.

SAID, Edward. Orientalismo: o Oriente como invenção do Ocidente. Trad: Rosaura Eichenberg. São Paulo: Companhia das Letras, 2007.

SANTOS, A. DE J. A. DOS. Memória discursiva e sentidos de intervenção militar no Brasil no Século XXI. Cenas Educacionais, v. 3, e8469, 2020. Disponível em: https://revistas.uneb.br/index.php/cenaseducacionais/article/view/8469/5427

Publicado
2020-11-23
Métricas
  • Visualizações do Artigo 106
  • ♪Áudio♪ downloads: 0
Como Citar
Pellegrini, R. T., & Ferreira Marta, F. E. (2020). MEMÓRIA DO 11 DE SETEMBRO DE 2001: OS DISCURSOS DE BUSH E O PRENÚNCIO DA INVASÃO AO AFEGANISTÃO. Cenas Educacionais, 3, e8246. Recuperado de https://revistas.uneb.br/index.php/cenaseducacionais/article/view/8246
Seção
Artigos (Fluxo Contínuo)