EDUCAÇÃO FÍSICA E DEFICIÊNCIA VISUAL: DESAFIOS E ALTERNATIVAS

Palavras-chave: Educação Física Escolar, Deficiência Visual, Inclusão

Resumo

Tendo em vista o significativo aumento da quantidade de alunos com deficiência, em especial aqueles com deficiência visual, faz-se necessário discutir os desafios enfrentados por professores de educação física que trabalham em turmas inclusivas atendendo alunos cegos ou com baixa visão. Este trabalho tem como objetivo analisar os desafios enfrentados pelos professores de educação física para ministrar suas aulas, desafios enfrentados pelos alunos, problemas pedagógicos, infraestrutura e também encontrar as alternativas que os professores utilizam durante suas aulas, adaptando-as para uma turma do ensino regular com alunos deficientes visuais. O trabalho desenvolvido consiste numa uma revisão bibliográfica e teve como fontes de pesquisas artigos científicos, sites e livros publicados entre 1999 e 2017, disponibilizados nas bases de dados do Google, Google Acadêmico e Sciello. A coleta de dados seguiu a seguinte ordem: Análise de todo material escolhido; Análise mais aprofundada das partes referentes ao tema abordado; Registros das informações extraídas das fontes por meio de fichamentos. A pesquisa mostrou que a falta de formação acadêmica adequada nos cursos de licenciatura, o medo dos professores, a falta de acessibilidade nas escolas e a escassez de materiais adaptados dificultam a participação de alunos cegos ou com baixa visão nas aulas de educação física. A mudança desse cenário passa pela implementação, nos cursos de formação de professores de educação física, de disciplinas voltadas à atuação em turmas inclusivas e pelo aumento dos investimentos na educação de alunos com deficiência, melhorando a condição das escolas e a oferta de materiais. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Tiago Valério de Miranda, Centro Universitário do Distrito Federal - Brasil

Graduado em Educação Física.

Referências

ABREU, Silvia Adriana Lima et al. EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR E INCLUSÃO DE DEFICIENTES VISUAIS: IMPORTÂNCIA E DIFICULDADES. Revista do Plano Nacional de Formação de Professores da Educação Básica/Universidade Federal do Piauí, v. 4, n. 1, 2016.

AGUIAR, João Serapião; DUARTE, Édison. Educação inclusiva: um estudo na área da educação física. Rev. Bras. Ed. Esp, v. 11, n. 2, p. 223-240, 2005.

BARBOSA, Juliana Silveira Branco. A importância da participação familiar para a inclusão escolar. UNB, Ipatinga, p.38, 2011.

COSTA, Vanderlei Balbino da. Inclusão escolar na educação física: reflexões acerca da formação docente. Motriz rev. educ. fís.(Impr.), p. 889-899, 2010.

DA SILVA, Luciene M. O estranhamento causado pela deficiência: preconceito e experiência. Revista Brasileira de Educação, v. 11, n. 33, p. 425, 2006.

DOS SANTOS MENDONÇA, Ana Abadia. ESCOLA INCLUSIVA: BARREIRAS E DESAFIOS. In: Anais do Encontro de Pesquisa em Educação e Congresso Internacional de Trabalho Docente e Processos Educativos. 2013. p. 4-16.

FALKENBACH, Atos Prinz; LOPES, Elaine Regina. Professores de educação física diante da inclusão de alunos com deficiência visual. Pensar a prática, v. 13, n. 3, 2010.

FIORINI, Maria Luiza Salzani. Concepção do professor de Educação Física sobre a inclusão do aluno com deficiência. 2011.

FIORINI, Maria Luiza Salzani; MANZINI, Eduardo José. Dificuldades e Sucessos de Professores de Educação Física em Relação à Inclusão Escolar. Rev. bras. educ. espec, v. 22, n. 1, p. 49-64, 2016.

FIORINI, Maria Luiza Salzani; MANZINI, Eduardo José. Inclusão de alunos com deficiência na aula de educação física: identificando dificuldades, ações e conteúdos para prover a formação do professor. Revista Brasileira de Educação Especial, p. 387-404, 2014.

GIOVANELLA, Maria Cecília M. N. A DIVERSIDADE EM SALA DE AULA. PUCPR, p. 2537-2548, 2006.

INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA. Sinopse Estatística da Educação Básica 2014. Brasília: inep, 2016. Disponível em: <http://portal.inep.gov.br/web/guest/sinopses-estatisticas-da-educacao-basica>. Acesso em: 03.11.2017

LEONARDO, Nilza Sanches Tessaro. Inclusão escolar: um estudo acerca da implantação da proposta em escolas públicas. Psicologia Escolar e Educacional, v. 12, n. 2, p. 431-440, 2008.

MARTINS, Lúcia de Araújo Ramos. Reflexões sobre a formação de professores com vistas a educação inclusiva. O professor e a educação inclusiva: formação, práticas e lugares. Salvador: EDUFBA, p. 25-38, 2012.

MAZZARINO, Jane Márcia; FALKENBACH, Atos Prinz; RISSI, Simone. Acessibilidade e inclusão de uma aluna com deficiência visual na escola e na Educação Física. Revista Brasileira de ciências do esporte, v. 33, n. 1, 2011.

PORTAL BRASIL, Dados do Censo Escolar indicam aumento de matrícula de alunos com deficiência, disponível em: <http://www.brasil.gov.br/educacao/2015/03/dados-do-censo-escolar-indicam-aumento-de-matriculas-de-alunos-com-deficiencia>. Acesso em: 12.03.2017.

REID, G. Preparação profissional em atividade física adaptada: perspectivas norte-americanas. Revista da Sobama, v. 5, n. 1, p. 1-4, 2000.

SILVA, Afonsa Janaína; DUARTE, Edison; ALMEIDA, Jose Julio Gavião. Campeonato escolar e deficiência visual: o discurso dos professores de educação física. Movimento, v. 17, n. 2, p. 37, 2011.

SOUSA, Ana Cleia da Luz Lacerda; SOUSA, Ivaldo Silva. A inclusão de alunos com deficiência visual no âmbito escolar. Estação Científica (UNIFAP), v. 6, n. 3, 2017.

STAINBACK, Susan; STAINBACK, William; LOPES, Magda França. Inclusão: um guia para educadores. 1999.

TANURE ALVES, Maria Luíza; DUARTE, Edison. A inclusão do deficiente visual nas aulas de educação física escolar: impedimentos e oportunidades. Acta Scientiarum. Human and Social Sciences, v. 27, n. 2, 2005.

Publicado
2021-05-29
Métricas
  • Visualizações do Artigo 417
  • ♪Áudio♪ downloads: 7
Como Citar
Miranda, T. V. de. (2021). EDUCAÇÃO FÍSICA E DEFICIÊNCIA VISUAL: DESAFIOS E ALTERNATIVAS. Cenas Educacionais, 4, e11152. Recuperado de https://revistas.uneb.br/index.php/cenaseducacionais/article/view/11152
Seção
Dossiê Temático PRODUÇÃO ACADÊMICA SOBRE DEFICIÊNCIA E NECESSIDADES ESPECIAIS