Conhecimento matemático para o ensino através do Estado da Arte envolvendo Números Racionais em pesquisas brasileiras

Palavras-chave: Conhecimento do professor. Números fracionários e decimais. Formação de professores. Professores que ensinam Matemática.

Resumo

Este trabalho teve por objetivo apresentar, a partir de um levantamento envolvendo teses e dissertações, como o referencial do Conhecimento Matemático para o Ensino (BALL, THAMES; PHELPS, 2008) foi mobilizado em investigações sobre números racionais. Trata-se de uma pesquisa qualitativa na modalidade Estado da Arte desenvolvida a partir de quatro trabalhos encontrados no mapeamento de Patrono e Ferreira (2021) e mais uma investigação localizada posteriormente, totalizando cinco estudos. A busca foi efetivada em dois bancos de dados (A Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações e o Catálogo de Teses e Dissertações da CAPES), desconsiderando-se o fator tempo em tal procura. Mediante a leitura na íntegra das cinco pesquisas que compuseram nosso repertório, foi possível destacar a importância de investimentos em propostas formativas para e com os professores que ensinam Matemática, sejam eles licenciandos, licenciados e/ou formadores visando o aprofundamento de conteúdos (como os números racionais) e suas formas de ensinar, pois além de dados encontrados em avaliações externas que indicam a dificuldade de muitos estudantes da Educação Básica na compreensão desse conjunto numérico, há docentes que também podem melhorar suas práticas por meio da imersão em tópicos matemáticos específicos. Outro ponto que também se destaca é a baixa quantidade de pesquisas encontradas sobre o assunto (Números Racionais) com base nos referenciais de conhecimentos docentes como o MKT, o que infere a potencialidade destas propostas teóricas (PCK, MKT ou MTSK) para a produção de novos trabalhos nas diversas especificidades de tal conjunto numérico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Paulo César Oliveira, Universidade Federal de São Carlos, UFSCar, São Carlos/SP

Professor associado da Universidade Federal de São Carlos (campus Sorocaba) Possuo mestrado e doutorado em Educação Matemática. Atuo no curso de Licenciatura em Matemática e em dois programas de Pós-Graduação (PPGECE e PROFMAT). Desde 2012 sou líder do grupo de pesquisa GEPLAM (www.geplam.ufscar.br). Desenvolvo pesquisas na área de semiótica, avaliação, letramento (estatístico ou probabilístico) e Estado da Arte.

Beatriz Zero, Universidade Estadual Paulista (UNESP)

Mestre em Educação em Ciências e Matemática pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) campus Araras/SP (PPGEdCM). Possui graduação em Pedagogia pela FHOUniararas e especialização em Educação Infantil pela mesma instituição. Cursa licenciatura em Matemática pela Universidade Virtual do Estado de São Paulo (UNIVESP) e Doutorado em Educação Matemática pela Universidade Estadual Paulista (UNESP) no Instituto de Geociências e Ciências Exatas - campus de Rio Claro. Docente na Fundação Hermínio Ometto nos cursos de Pedagogia e Psicologia em disciplinas relacionadas ao ensino de Matemática para a Educação Infantil/anos iniciais do Ensino Fundamental e Bioestatística.

Reynaldo D'Alessandro Neto, Colégio O Farol

Possuo Graduação em Matemática pela Universidade de Sorocaba, Mestrado Profissional em Matemática em Rede Nacional (PROFMAT/SBM) pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar- Sorocaba) e Doutorado em Educação Matemática pela Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" (UNESP - Rio Claro). Atualmente sou professor de Matemática e Física no Colégio O Farol.

Referências

BALL, D. L.; THAMES, M. H.; PHELPS, G. Content knowledge for teaching: What makes it special? Journal of Teacher Education, New York, v. 59, n. 5, p. 389 - 407, Nov./Dez. 2008.

BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Parecer CNE/CES 1.302/2001. Diretrizes curriculares nacionais para os cursos de matemática, bacharelado e licenciatura. Diário Oficial da União, Brasília, 05 mar. 2002, Seção 1, p. 15. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/CES13022.pdf. Acesso em: 04 Ago. 2021.

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular. Brasília: MEC, 2017. Disponível em:

http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_20dez_site.pdf.

CARRILLO. J. et al.. Determining specialised knowledge for mathematics teaching. In: B. Ubuz, C. Haser & M.A. Mariotti (eds.). Proceedings.... III Congress of the European Society for Research in Mathematics Education - CERME 8, p. 2985-2994, 2013.

DAMICO, A. Uma investigação sobre a formação inicial de professores de matemática para o ensino de números racionais no Ensino Fundamental. 2007. Tese (Doutorado em Educação Matemática). Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. São Paulo, 2007.

FERREIRA, N. S. A. As pesquisas denominadas “estado da arte”. Educação & Sociedade, v.23, n.79, p. 257-272, 2002.

FIORENTINI, D.; PASSOS, C. L. B.; LIMA, R. C. R. (Org.). Mapeamento da pesquisa acadêmica brasileira sobre o professor que ensina matemática: período 2001 - 2012. Campinas, SP: FE/UNICAMP, 2016. p. 17 - 42. . Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/omp/index.php/ebooks/catalog/book/39. Acesso em: 01Ago. 2021

MARQUES, A. B. A. Um Estudo dos Conhecimentos de Futuros Professores para o ensino de números racionais na Educação Básica. 2018. Tese (Mestrado em Educação Matemática). Universidade Anhanguera de São Paulo, São Paulo, 2018.

PATRONO, R. M.; FERREIRA, A. C. Levantamento de pesquisas brasileiras sobre o Conhecimento Matemático para o Ensino e Formação de Professores. Revemop, v. 3, p. e202102, 13 jan. 2021.

PERNAMBUCO. Secretaria de Educação. Parâmetros para Educação Básica do Estado de Pernambuco / Universidade Federal de Juiz de Fora, Faculdade de Educação, CAEd, Juiz de Fora, 2012.

ROGERI, N. K. O. Conhecimentos de professores dos anos iniciais para o ensino dos números racionais em sua representação decimal. 2015. Tese (Doutorado em Educação Matemática). Universidade Anhanguera de São Paulo, São Paulo, 2015.

SANTOS FILHO, J. F. Investigando como professores dos anos iniciais julgam propostas de ensino para o trabalho com os números racionais. 2015. Dissertação (Mestrado em Educação Matemática e Tecnológica). Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2015.

SHULMAN, L. S. Those who understand: knowledge growth in teaching. Educational Researcher, Washington, v. 15, n. 2, p. 4-14, 1986.

SHULMAN, L. S. Knowledge and teaching: foundations of the new reform. Harvard Educational Review, Cambridge, v. 57, p. 1-22, 1987

SKOVSMOSE, O. Educação Matemática Crítica: a questão da democracia. Campinas: Papirus. Coleção Perspectivas em Educação Matemática, SBEM, 2001.

SOUZA, D. S. A formação do professor de Matemática:um estudo sobre o conhecimento pedagógico dos números racionais. 2015. Dissertação (Mestrado em Ensino e História das Ciências e da Matemática). Universidade Federal do ABC, Santo André, 2015.

TARDIF, M. Saberes profissionais dos professores e conhecimentos universitários: elementos para uma epistemologia da prática profissional dos professores e suas consequências em relação à formação para o Magistério. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, n.13, p.5-23, jan./abr. 2000.

ZERO, B. M. Base de conhecimento para o ensino nas licenciaturas em matemática: uma análise das concepções dos professores formadores sobre suas práticas pedagógicas. 2020. Dissertação (Mestrado em Educação em Ciências e Matemática) - Centro de Ciências Agrárias, Universidade Federal de São Carlos, Araras, 2020.

Publicado
2021-09-28
Métricas
  • Visualizações do Artigo 133
  • PDF (PORTUGUÊS) downloads: 84
Como Citar
Oliveira, P. C., Zero, B., & D’Alessandro Neto, R. (2021). Conhecimento matemático para o ensino através do Estado da Arte envolvendo Números Racionais em pesquisas brasileiras . Revista Baiana De Educação Matemática, 2(01), e202121. https://doi.org/10.47207/rbem.v2i01.12450