Noção intuitiva no ato de ensinar e aprender matemática por meio de uma atividade de ensino de sistemas lineares com coeficientes positivos

Palavras-chave: Paradigma matemático, Ensino e aprendizagem de matemática, Sistemas lineares

Resumo

As dificuldades na compreensão de conceitos matemáticos na educação básica são evidentes no desempenho escolar dos educandos, especialmente pelas propostas educacionais suplantadas e que não conseguem aproximar nenhum interesse do aprendiz pelos conteúdos recomendados. Este trabalho tem como objetivo afrontar essas indagações e inquietudes de pesquisadores da Educação Matemática, estabelecendo três pressupostos indispensáveis para minimizar questionamentos sobre o ensino e aprendizagem de matemática: Problema, Causa e Paradigma. Metodologicamente, a proposta fundamenta-se em oferecer uma ferramenta intuitiva para resolução de sistemas lineares do 1º grau com duas equações e duas incógnitas e coeficiente positivos, por intermédio de problemas matemáticos, utilizando uma tabela de dados. Quatro problemas matemáticos serão investigados. Não basta exclusivamente resolver o problema matemático indicado, no entanto descobrir um caminho para desvendar padrões e estabelecer relações. Espera-se que este trabalho possa auxiliar professores e alunos no processo de ensino e aprendizagem de matemática, utilizando uma estratégia de observar um problema matemático por meio de uma resolução não tradicional com ínfimas abstrações, provocando chances de perceber um evento por outro referencial.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Edel Alexandre Silva Pontes, Instituto Federal de Alagoas - IFAL

Professor Titular do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Alagoas. Doutor em Ciências da Educação com ênfase no Ensino de Matemática pela Universidad Tecnológica Intercontinental (UTIC) revalidação MEC/UFAL; Mestre em Estatística pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ); Graduado em Matemática pela Universidade Federal de Alagoas (UFAL). Atualmente é Diretor-Geral do Instituto Federal de Alagoas - IFAL Campus Rio Largo e membro titular do Conselho Superior do Instituto Federal de Alagoas (CONSUP). Professor e pesquisador permanente do Mestrado Profissional em Educação Profissional e Tecnológica (ProfEPT/IFAL) . É professor (visitante) do programa de Mestrado em Matemática da Universidad Tecnológica Intercontinental (UTIC) e dos programas de Mestrado e Doutorado em Educação Matemática da Universidad San Carlos (USC). Editor-Chefe da Revista Científica Psicologia & Saberes (ISSN 2316-1124) e da RACE - Revista de Administração (ISSN 1806-0714). Membro do Conselho Editorial da Entre Aberta Revista de Extensão (ISSN 2446-9769). Membro do Conselho Científico da revista eletrônica Diversitas Journal (ISSN 2525-5215) e da revista Ciência, Consciência e Humanismo da Fundação Jayme de Altavilla (FEJAL). Membro da Sociedade Brasileira de Educação Matemática (SBEM) e da Sociedade Brasileira de Matemática (SBM). Secretário da SBEM, Regional Alagoas, triênio 2020-2023, . É consultor ad hoc de diversas revistas cientificas nacionais e internacionais. Líder do grupo de pesquisa do CNPQ denominado GALC na educação: ensino e aprendizagem de matemática e áreas afins e do grupo de pesquisa Núcleo de Extensão e Pesquisa Estatística. Tem experiência nas áreas de Educação Matemática e Estatística, com ênfase no Ensino e Aprendizagem.

Referências

BERNARD, J.; COHEN, M. Uma integração dos métodos de resolução de equações numa sequência evolutiva de aprendizado. In: COXFORD, A.; SHULTE, A. (Org). As ideias da álgebra. Tradução de Hygino Domingues. São Paulo: Atual, 1995. cap. 10, p. 111-126.

BUENO, Simone; ALENCAR, Edvonete; MILLONES, Teresa. Reflexões e desafios da resolução de problemas nas aulas de Matemática: um ensaio teórico. Educação Matemática Debate, v. 1, n. 1, p. 9-27, 2017.

CAI, Jinfa; LESTER, Frank. Por que o ensino com resolução de problemas é importante para a aprendizagem do aluno. Boletim Gepem, v. 60, p. 147-162, 2012.

DA COSTA, Renato Pinheiro; SOUSA, Camila; CORDEIRO, Leonardo Zenha. O ensino de Matemática na Base Nacional Comum Curricular nos anos finais do Ensino Fundamental. Ensino em Re-Vista, p. 572-594, 2020.

DA SILVA, Robespierre Cocker Gomes et al. O Ato de Ensinar e o Ato de Aprender Matemática na Ótica do Professor Edel Alexandre Silva Pontes. Revista Psicologia & Saberes, v. 9, n. 16, p. 151-162, 2020.

DA SILVA, Fernando Siqueira; FEIL, Gabriel Sausen. A possibilidade da constituição do ser matemático no agir comunicativo. Revista Eletrônica de Educação Matemática, v. 15, n. 2, p. 1-18, 2020.

D AMBRÓSIO, Ubiratan. Sociedade, cultura, matemática e seu ensino. Educação e pesquisa, v. 31, n. 1, p. 99-120, 2005.

DOS SANTOS, Cleiton Rodrigues; XOTESLEM, Wesley Vieira; GONTIJO, Cleyton Hercules. AS IMPLICAÇÕES DO USO DE RECURSOS TECNOLÓGICOS NO PROCESSO DE APRENDIZAGEM/ENSINO DE GEOMETRIA PLANA.

GIEHL, Leidi Katia. A Aprendizagem Significativa no Ensino da Matemática: Discussões e Experiências. Revista Pleiade, v. 12, n. 26, p. 99-107, 2018.

GIRON, Graziela Rossetto; DO SACRAMENTO SOARES, Eliana Maria. Nicho de Aprendizagem Matemática: uma experiência de ensinar e aprender matemática em convivência. Horizontes, v. 38, n. 1, p. e020053-e020053, 2020.

LUBACHEWSKI, Gesseca Camara; CERUTTI, Elisabete. Metodologias ativas no ensino da matemática no anos iniciais: aprendizagem por meio de jogos. RIDPHE_R Revista Iberoamericana do Patrimônio Histórico-Educativo, v. 6, p. e020018-e020018, 2020.

DE MEDEIROS, Kátia Maria. O contrato didático e a resolução de problemas matemáticos em sala de aula. 2001.

PINHEIRO, N. V. L.; VALENTE, W. R. Chega de decorar a tabuada! As Cartas de Parker e a árvore do cálculo na ruptura de uma tradição. Educação Matemática em Revista. SBEM-RS, ano, v. 16, p. 16-37, 2015.

PINHEIRO, J. M. DE Q.; MEDEIROS, K. M. DE. As perguntas para desenvolver estratégias: Álgebra e Resolução de Problemas no Ensino Médio. Revista Baiana de Educação Matemática, v. 1, p. e202010, 23 out. 2020.

PONTES, Edel Alexandre Silva. Modelo de ensino e aprendizagem de matemática baseado em resolução de problemas através de uma situação-problema. Revista Sítio Novo, v. 2, n. 2, p. 44-56, 2018.

PONTES, Edel Alexandre Silva et al. Abordagens Imprescindíveis no Ensino Contextualizado de Matemática nas Séries Iniciais da Educação Básica. RACE-Revista de Administração do Cesmac, v. 1, p. 3-15, 2018.

PONTES, Edel Alexandre Silva. O professor ensina e o aluno aprende: questões teóricas no processo de ensino e aprendizagem de Matemática. RACE-Revista de Administração do Cesmac, v. 4, p. 111-124, 2019.

PONTES, Edel Alexandre Silva. Os Quatro Pilares Educacionais no Processo de Ensino e Aprendizagem de Matemática. Revista Iberoamericana de Tecnología en Educación y Educación en Tecnología, n. 24, p. e02-e02, 2019.

PONTES, Edel Alexandre Silva. Método de polya para resolução de problemas matemáticos: uma proposta metodológica para o ensino e aprendizagem de matemática na educação básica. HOLOS, v. 3, p. 1-9, 2019.

SILVA, Ana Gisnayane Sousa; DE SOUSA, Francisco Jucivânio Félix; DE MEDEIROS, Jarles Lopes. O ensino da matemática: aspectos históricos. Research, Society and Development, v. 9, n. 8, p. e488985850-e488985850, 2020.

SILVA, G. C.; MUNIZ, C. A. Ressignificação da Matemática por estudantes de Pedagogia: jogar e reaprender para ensinar. Revista Baiana de Educação Matemática, v. 1, p. e202001, 22 jul. 2020.

VALENTE, Wagner Rodrigues. A matemática nos primeiros anos escolares: elementos ou rudimentos? História da Educação, v. 20, n. 49, p. 33-47, 2016.

Publicado
2021-05-26
Métricas
  • Visualizações do Artigo 74
  • PDF (PORTUGUÊS) downloads: 51
Como Citar
Pontes, E. A. S. (2021). Noção intuitiva no ato de ensinar e aprender matemática por meio de uma atividade de ensino de sistemas lineares com coeficientes positivos . Revista Baiana De Educação Matemática, 2(01), e202106. https://doi.org/10.47207/rbem.v2i01.11286