Revista ComSertões


EDITORIAL

A motriz que nos garante a ComSertões de encerramento do ano repousa na esperança de cultivar formas cada vez mais plurais de resistência e emancipação. Pluralidade, aliás, é a marca desta nova edição, com a qual fechamos o ano de 2018, ou reabrimos as chances para “novas harmonias, bonitas, possíveis, mas sem juízo final”, como canta Caetano Veloso em sua música “Fora da Ordem”, de 1991, e tão atual, e tão necessária para os ouvidos dos habitantes desses tempos nossos.

Em tempos de “reexistência”, de reinventar a resistência, é que nos voltamos para o nosso lugar, e podemos apontar para formas renovadas de emancipação. Seja através das experiências com agroecologia, como um dos artigos deste número nos aponta. Seja também através de uma tática de recriação da linguagem e do letramento através dos memes como gêneros discursivos na esfera pública. Ou através da representação dos vaqueiros nas imagens produzidas pelo grupo de jornadas fotográficas do Vale do São Francisco, de autoria de Carla Paiva e Priscilla Silva.

Mas essa edição também nos brinda com cenários de uma educação emancipatória menos óbvia e menos evidente, como nos propõem os textos “Palavra úmida, uma abordagem fenomenológica do espetáculo Rio de Contas” e o “Pedagogia da Vida: uma educação em saúde desde si mesmo”. Aqui estamos a tratar de um lugar primevo, o próprio corpo, sujeito esquecido pelas ciências que têm, no Sujeito, seu principal horizonte de preocupação.

A ComSertões permanece pois, em estado taciturno de resistência, reexistência e emancipação. Palavras caras que povoam as mentes dos que, atentos e vigilantes, observam o cenário que se descortina para o ano vindouro. Que possamos resistir, reinventar, re-significar lugares e tempos que nos atravessam a experiência de mundo.

 

João José de Santana Borges

Editor-gerente da ComSertões

Notícias

 

Inscrições abertas para o concurso de capa da ComSertões

 

A ComSertões - Revista de Comunicação e Cultura no Semiárido - está com inscrições abertas para o concurso de capa desta nova edição, que busca problematizar a representação do Nordeste no cinema, na educação e na cultura. As propostas devem ser enviadas para o e-mail revistacomsertoes@gmail.com, com cópia para ccspaiva@gmail.com , até o dia 23 de maio de 2017

 
Publicado: 2017-04-23 Mais...
 

CHAMADA PARA EDIÇÃO ESPECIAL 2017.1

 
A ComSertões – Revista de Comunicação e Cultura no Semiárido  – convida estudantes e pesquisadores a enviarem trabalhos para uma edição especial sobre representação do Nordeste no cinema, na educação e na cultura. Serão aceitos trabalhos multidisciplinares que reflitam sobre essa temática ou promovam o debate comunicacional contextualizado.  
Publicado: 2017-04-23 Mais...
 

CHAMADA PÚBLICA DE TRABALHOS 2016.1

 

A ComSertões – Revista de Comunicação e Cultura do Semiárido  – convida estudantes e pesquisadores a enviarem trabalhos para a edição 2016.1 da quarta publicação. Os interessados e interessadas devem enviar trabalhos para seleção editorial até o próximo dia 22 de Agosto, seguindo as normas editoriais da publicação disponíveis no site.

 
Publicado: 2016-05-31 Mais...
 

Revista ComSertões abre inscrições para segundo concurso de fotografia

 
A Revista ComSertões está com inscrições abertas até o dia 10 de junho para o concurso de fotografia que irá compor a capa de sua terceira edição.  
Publicado: 2015-05-29 Mais...
 
Outras notícias...

v. 6, n. 1 (2018): Revista ComSertões


Capa da revista