EDUCAÇÃO INTERPROFISSIONAL EM SAÚDE E SEU IMPACTO NA ATENÇÃO INTEGRAL

Luísa Caroline Costa Abreu, Cauê Sousa Cruz e Silva, Karlos Henrique Messias Ribeiro dos Santos, Sarah dos Santos Conceição

Resumo


A interprofissionalidade é uma ferramenta de otimização dos recursos humanos disponíveis para a consolidação da assistência à saúde integral e resolutiva. Porém, aplicá-la é um desafio, devido a formação fragmentada dos profissionais de saúde. O presente artigo visa descrever a experiência do planejamento e execução de uma atividade de educação interprofissional em saúde. Para tanto, desenvolveu-se uma oficina educativa, direcionada para prática interprofissional em saúde. Foi apresentado um caso clínico, que abordava a história de uma pessoa idosa que sofreu acidente vascular encefálico e convivia com as sequelas desse episódio, além de traumas emocionais de sua vivência. Solicitou-se que cada profissional definisse uma proposta terapêutica para o caso. Um dos participantes era convidado a apresentar sua proposta, sendo oportunizada complementação pelos demais integrantes da equipe. A oficina possibilitou a percepção de que, isoladamente, nenhuma profissão conseguiria contemplar totalmente as necessidades do usuário. Assim, fomentou o uso da ação integrada entre diferentes profissionais, ao demonstrar que ações pontuais e desarticuladas não seriam suficientes para atuar de forma efetiva nos cuidados e necessidades relacionados com a saúde do indivíduo. Portanto, o produto desta oficina resultou em uma atividade consistente, contemplada por múltiplos olhares, experiências, conhecimentos e perspectivas, que não obteria tamanho êxito se planejada isoladamente, por um único grupo profissional. Pretende-se, com este relato, propagar as potencialidades da construção coletiva e o olhar interprofissional sobre temas transversais às profissões da área da saúde.


Palavras-chave


Relações interprofissionais; Integralidade em saúde; Educação em saúde.

Texto completo:

PDF PDF (English) ♪Áudio♪

Referências


AGRELI, H. F.; PEDUZZI, M.; SILVA, M. C. Atenção centrada no paciente na prática interprofissional colaborativa. Interface (Botucatu), v. 20, n. 59, p. 905-916, 2016.

ALMEIDA, R. G. S.; TESTON, E. F.; MEDEIROS, A. A. A interface entre o PET-Saúde/Interprofissionalidade e a Política Nacional de Educação Permanente em Saúde. Saúde em Debate, v. 43, n. spe1, p. 97-105, 2019.

BERTOLLI FILHO, C. História da saúde pública no Brasil. São Paulo: Ática, 1996.

BORGES, M. C. et al. Aprendizado baseado em problemas. Medicina (Ribeirão Preto. Online), v. 47, n. 3, p. 301-307, 2014.

BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria nº 2.488, de 21 de outubro de 2011. Política Nacional de Atenção Básica. Diário Oficial da República Federativa do Brasil: Brasília, 2011.

BRASIL. Lei nº 8.080, de 19 de setembro de 1990. Dispõe sobre as condições para a promoção, proteção e recuperação da saúde, a organização e o funcionamento dos serviços correspondentes e dá outras providências. Diário Oficial da União: Brasília, 1990.

BRASIL. Ministério da Saúde. Humaniza SUS. Política Nacional de Humanização. Brasília: Ministério da Saúde, 2004.

BRASIL. Ministério da Saúde. Política Nacional de Educação Permanente em Saúde: o que se tem produzido para o seu fortalecimento. Brasília: Ministério da Saúde, 2018.

BRASIL. Ministério de Saúde. Diretrizes para o cuidado das pessoas com doenças crônicas nas redes de atenção à saúde e nas linhas de cuidado prioritárias. Brasília: Ministério da Saúde, 2013.

CAMARA, A. M. C. S. Oficina de Educação Interprofissional para a residência multiprofissional. CADERNOS DE EDUCAÇÃO, SAÚDE E FISIOTERAPIA, v. 1, n. 1, p. 27-34, 2014.

CANADIAN INTERPROFESSIONAL HEALTH COLLABORATIVE. A national interprofessional competency framework. The Collaborative, 2010.

CECCIM, R. B. Educação permanente em saúde: desafio ambicioso e necessário. Interface - Comunic, Saúde, Educ, v.9, n.16, p.161-77, 2005.

COSTA, M. J. Trabalho em pequenos grupos: dos mitos à realidade. Medicina (Ribeirão Preto. Online), v. 47, n. 3, p. 308-313, 2014.

DA FONSÊCA, R. M. Educação interprofissional em saúde e o desenvolvimento de competências colaborativas na formação em enfermagem e medicina. 2018. 69f. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino na Saúde) - Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2018.

DE MORAES, A. A.; DE MORAES, A. A. Aprendizagem Interprofissional em Saúde na graduação em Universidade da República da Irlanda: Relato de experiência. Disponível em: https://www.editorarealize.com.br/revistas/coprecis/trabalhos/TRABALHO_EV077_MD1_SA18_ID108_07082017214837.pdf e Acesso em: 8 de abril de 2020.

DE SOUSA GUIMARÃES, D. M. Q.; ARAÚJO, C. A. V. Aprendendo a ensinar com metodologias inovadoras de ensino: um relato de experiência em trabalho interprofissional com docentes de um curso de medicina na Amazônia ocidental. JMPHC| Journal of Management & Primary Health Care| ISSN 2179-6750, v. 8, n. 3, p. 5-5, 2017.

DISTRITO FEDERAL. Secretaria de Saúde. Projeto Pedagógico do curso de graduação em medicina da Escola Superior de Ciências da Saúde (ESCS). 2018. Disponível em: http://www.escs.edu.br/arquivos/PPCMedicina2018.pdf. Acessado em 0 8 de abril de 2020.

FAQUIM, J. P. S. Colaboração interprofissional na Estratégia Saúde da Família e a produção do cuidado em saúde durante o pré-natal. 2016. Tese (Doutorado em Serviços de Saúde Pública) - Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2016.

GRIGGIO, A. P. Análise da construção e implementação de uma atividade de Educação Interprofissional na Saúde do Trabalhador. 2019. 81 p. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2019.

GRIGGIO, A. P. et al. Planejamento de uma atividade de Educação Interprofissional para as profissões da saúde. JMPHC| Journal of Management & Primary Health Care| ISSN 2179-6750, v. 8, n. 3, p. 93-93, 2017.

ILLINGWORTH, P.; CHELVANAYAGAM, S. The benefits of interprofessional education 10 years on. British Journal of Nursing, v. 26, n. 14, p. 813-818, 2017.

KRUG, R. R. et al. O “bê-á-bá” da aprendizagem baseada em equipe. Revista Brasileira de Educação Médica, v. 40, n. 4, p. 602-610, 2016.

LANE, H. A. et al. Ensino em grupos pequenos em grupos padronizados: facilitando os pequenos grupos. Brazilian Journal of Health and Biomedical Sciences, v. 13, n. 88, p. 62-66, 2014.

MITRE, S. M.; ANDRADE, E. L. G.; COTTA, R. M. M. Avanços e desafios do acolhimento na operacionalização e qualificação do Sistema Único de Saúde na Atenção Primária: um resgate da produção bibliográfica do Brasil. Ciência & Saúde Coletiva, v. 17, n. 8, p. 2071-2085, 2012.

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DE SAÚDE (OMS). Marco para ação em educação interprofissional e prática colaborativa. Geneva, 2010.

PAIVA, C. H. A.; TEIXEIRA, L. A. Reforma sanitária e a criação do Sistema Único de Saúde: notas sobre contextos e autores. História, Ciências, Saúde – Manguinhos, v.21, n.1, p.15-35, 2014. 2014.

PEDUZZI, M.; AGRELI, H. F. Trabalho em equipe e prática colaborativa na Atenção Primária à Saúde. Interface-Comunicação, Saúde, Educação, v. 22, p. 1525-1534, 2018.

PRATA, P. R. A transição epidemiológica no Brasil. Cadernos de saúde pública, v. 8, p. 168-175, 1992.

REUTER, C. L. O.; SANTOS, V. C. F.; RAMOS, A. R. The exercise of interprofessionality and intersetoriality as an art of caring: innovations and challenges. Escola Anna Nery, v. 22, n. 4, 2018.

SCHMIDT, H. G.; ROTGANS, J. I.; YEW, E. H. J. The process of problem‐based learning: what works and why. Medical education, v. 45, n. 8, p. 792-806, 2011.

SHACTER, D.; WAGNER, A. Aprendizado e Memória. In:Kandel, E et al. Princípios de neurociências. 5. ed. 65, 1256-1273, 2014.

SILVA, M. A. et al. Competências emocionais como dispositivo para integralização do cuidado em saúde: contribuições para o trabalho interprofissional. Estudos Interdisciplinares em Psicologia, v. 10, n. 2, p. 226-239, 2019.

SORATTO, J. et al. Insatisfação No Trabalho De Profissionais Da Saúde Na Estratégia Saúde Da Família. Texto contexto - enferm., Florianópolis, v. 26, n. 3, e2500016, 2017.

SOUZA, R. M. P.; COSTA, P. P. A educação interprofissional e o processo de formação em saúde no Brasil: pensando possibilidades para o futuro. In: DA COSTA, M. P. Nova Formação em Saúde Pública aprendizado coletivo e lições compartilhadas na RedEscola, 2, 45-61, 2019.

TIBÉRIO, I. F. L. C.; ATTA, J. A.; LICHTENSTEIN, A. O aprendizado baseado em problemas-PBL. Revista de Medicina, v. 82, n. 1-4, p. 78-80, 2003.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Incluir comentário

Direitos autorais 2020 Luísa Caroline Costa Abreu, Cauê Sousa Cruz e Silva, Karlos Henrique Messias Ribeiro dos Santos, Sarah dos Santos Conceição

CONTATO

 Programa de Pós-graduação em Ensino, Linguagem e Sociedade, Departamento de Ciências Humanas, Campus VI da Universidade do Estado da Bahia

Endereço: Avenida Contorno, S/N, Bairro São José, Caetité, Bahia, Brasil

CEP: 46.400-000

Telefones: (77) 3454-2021 ou (77) 9 9134-3435

e-mail: ceduuneb@gmail.com

ISSN: 2595-4881

REDES SOCIAIS:

 

INDEXAÇÕES INTERNACIONAIS:

                            

INDEXAÇÕES NACIONAIS:

     

REVISTA INTEGRANTE:

    

LINKS DE INTERESSE:

                     

Licença:


Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Free counters!