MANCALA: o uso do jogo como recurso educacional

Palavras-chave: Jogo. Mancala. Recurso didático.

Resumo

O objetivo deste trabalho é apresentar as potencialidades didáticas do jogo africano Mancala no ensino de Matemática ao nível do Ensino Fundamental. Será análisado como o uso de jogos é abordado nos Parâmetros Curriculares Nacionais, na Base Nacional Comum Curricular e por pesquisadores que escreveram sobre este assunto. Também serão discutidos alguns tópicos matemáticos que foram explorados em uma atividade aplicada em duas turmas do 7° ano do Ensino Fundamental de uma escola da rede privada, onde os alunos responderam um questionário no decorrer do jogo. Através das respostas dadas pelos alunos, será discutido o potencial didático-pedagógico do Mancala, chegando à conclusão da existência de diversas potencialidades do mesmo. O presente trabalho é uma pequisa qualitativa de caráter exploratório, que foi antecedida por uma pesquisa bibliográfica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Claudio Henrique Sales de Souza, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RIO)

Possui graduação pela Universidade Federal do Rio de Janeiro(2018) e especialização em Especialização em Educação Matemática pelo Colégio Pedro II(2019).

Liliana Manuela Gaspar Cerveira da Costa, Colégio Pedro II/NEPEM (CPII)

Possui graduação em Matemática com Ciências da Educação (Bacharelado) pela Universidade de Aveiro-Portugal (1981) e em Ensino da Matemática (Licenciatura) pela Universidade de Aveiro-Portugal (1995), mestrado em Matemática/Ensino pela Universidade de Aveiro-Portugal (2000), doutorado em Matemática pela Universidade de Aveiro-Portugal (2012). Tem experiência na área de Matemática e de Ensino de Matemática. Trabalha na área de Teoria Algébrica dos Grafos e de Estruturas Combinatórias com ênfase no estudo de politopos. Atualmente atua na educação básica e na formação de Professores, no mestrado profissional em rede nacional de Matemática- Profmat- e no Curso de Especialização em Educação Matemática do CP2.

Referências

BARRETO, G. B. B; FREITAS, A. M. T. Jogos educativos africanos da família mancala: um caminho para ensinar e aprender matemática. Laplage em Revista, Sorocaba, v. 2, n. 1, p. 146-153, 2016.

BOALER, J. Mente sem barreiras: as chaves para destravar seu potencial ilimitado de aprendizagem. Porto Alegre: Penso, 2020.

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular – BNCC. Brasília: MEC. 2018.

BRASIL, Lei nº10639 de 9 de janeiro de 2003. Ministério da Educação. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação das Relações Étnicos Raciais e para o Ensino de História e Cultura Afro-Brasileira e Africana. MEC/SECAD. 2005.

BRASIL. Parâmetros Curriculares Nacionais, Terceiro e Quarto Ciclos do Ensino Fundamental, Matemática. Brasília: MEC/SEF, 1998

MALFATO, I. C. Jogos Africanos: alternativa metodológica para o desenvolvimento do raciocínio lógico e propagação desta cultura. O professor PDE e os desafios da escola pública paranaense, Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Toledo, 2012.

MOURA, M. O. O Jogo e a Construção do Conhecimento Matemático. Série Idéias, São Paulo, n. 10, p. 45-52, 1992. Disponível em: < http://www.crmariocovas.sp.gov.br/pdf/ideias_10_p045-053_c.pdf >. Acesso em: 10 de dezembro de 2020

SANTOS, C. J. Jogos africanos e a educação matemática: semeando com a família mancala. Universidade Estadual do Paraná, Maringá, 2008.

SANTOS, E. C.; FRANÇA, M. C. S. Simbiose entre Etnomatemática e a cultura Africana-Jogo Mancala Awelé em sala de aula. Com a Palavra o Professor, Vitória da Conquista, v. 1, n. 1, p. 89-100, 2017.

SOUZA, C. H. S. Potencialidades didáticas do uso do mancala no 7° ano do ensino fundamental. 2019. 50f. Monografia (Especialização em Educação Matemática) - Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa, Extensão e Cultura, Colégio Pedro II, Rio de Janeiro, 2019.
Publicado
2020-12-17
Métricas
  • Visualizações do Artigo 98
  • PDF (PORTUGUÊS) downloads: 324
Como Citar
Souza, C. H. S. de, & Costa, L. M. G. C. da. (2020). MANCALA: o uso do jogo como recurso educacional. Revista Baiana De Educação Matemática, 1, e202016. https://doi.org/10.47207/rbem.v1i.10296