Jovem, velha Jovita: uma história de vida, uma biografia

  • Maria Elizete Guimarães Carvalho Universidade Federal da Paraíba
  • Bruna Katherine Guimarães Carvalho Universidade Federal do Rio Grande do Norte
  • Grinaura Medeiros de Morais Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Palavras-chave: História de vida, Biografia, Reescrita da história, Memória.

Resumo

Compreender o percurso de uma vida, contribuindo com estudos biográficos, é o objetivo do presente artigo. Resultado de uma pesquisa sobre memória feminina, a investigação apresenta problematizações que orientam para vários recomeços. A princípio, abordou histórias de vida de professoras primárias, no decurso do século XX, e, em um momento posterior, histórias de mulheres especiais, que, em suas particularidades, compuseram/compõem o cenário de uma época, a atualidade. Nesse caso em particular, trata-se da história/biografia de uma prostituta que compôs a moldura de um tempo histórico, de forma singular. Para realizá-la, recorremos a um arcabouço teórico sustentado nas discussões sobre memória, gênero e cultura local. Pesquisamos sobre a vida da personagem até onde as fontes foram confiáveis. Fizemos uma leitura microscópica do seu tempo, do espaço que a abrigava, dos costumes da cidade, dos sujeitos históricos que teciam as redes das tramas cotidianas, de trabalho e diversão, do local. Reconstituímos histórias que estavam soterradas no subsolo do imaginário social. Nesse sentido, compreendemos que histórias de vida como a de Jovita são recriadas constantemente e contribuem para a reescrita da história de um lugar e a moldura de uma época.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Elizete Guimarães Carvalho, Universidade Federal da Paraíba
Doutora em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte/UFRN. Pós-Doutora em Política Educativa pela Universidade do MInho/UMINHO/PT. Professora Associada da Universidade Federal da Paraíba/UFPB. Departamento de Fundamentação da Educação, Centro de Educação. Credenciada aos Programas de Pós-Graduação em Educação/PPGE/UFPB e em Direitos Humanos/PPGDH/UFPB. Pesquisadora do Grupo de Estudos e Pesquisas História da Educação Brasileira, GT – PB.
Bruna Katherine Guimarães Carvalho, Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Doutoranda em Ciências Odontológicas pelo Programa de Pós-Graduação em Odontologia -PPGCO, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte – UFRN. Mestrado em Odontologia pelo Programa de Pós-Graduação em Odontologia – PPGO, da Universidade Federal da Paraíba - UFPB. Pós-graduação em Reabilitação Oral/COESP/João Pessoa/PB. Cirurgiã-dentista/UFRN. 2º TEN. ODT do Exército Brasileiro. 40º Batalhão de Infantaria – Crateús/CE. Voluntária do Projeto “Educação em Direitos Humanos: Construindo Sujeitos de Direito no Curso de Pedagogia/CE/UFPB”, PROLICEN/UFPB. Pesquisadora do Grupo de Estudos e Pesquisas Memória, História e Educação/UFPB.
Grinaura Medeiros de Morais, Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Pós-Doutorado em Educação em Direitos Humanos pelo Programa de Pós-Graduação em Direitos Humanos, Cidadania e Políticas Públicas - PPGDH - da Universidade Federal da Paraíba. Doutorado em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Professora Associada da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Departamento de Educação. Centro de Ensino Superior do Seridó – CERES. Rua Manoel Lopes Filho, 138, Valfredo Galvão, Caicó, RN. CEP: 59.380-000. Pesquisadora do Grupo de Estudos e Pesquisas Memória, História e Educação.

Referências

ALBERTI, Verena. Ouvir contar: textos em história oral. Rio de Janeiro: FGV, 2004.

ALMEIDA, Jane Soares de. Mulher e educação: a paixão pelo possível. São Paulo: Fundação Editora da UNESP, 1998.

CADIOU, François et al. Como se faz a história: historiografia, método e pesquisa. Tradução de Giselle Unti. Petrópolis, RJ: Vozes, 2007.

CERTEAU. Michel de. A escrita da história. Tradução de Maria de Lourdes Menezes. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2002.

DOSSE, François. O desafio biográfico: escrever uma vida. Tradução de Gilson César Cardoso de Souza. São Paulo: Edusp, 2009.

HALBWACHS, Maurice. Memória coletiva. Tradução de Beatriz Sidou. São Paulo: Centauro, 2006.

LE GOFF, Jacques. História e memória. Tradução de Bernardo Leitão et al. 6. ed. Campinas, SP: Editora da UNICAMP, 2012.

______. O imaginário medieval. 3. ed. Lisboa: Editorial Estampa, 1994. (Coleção Nova História, 3).

LORIGA, Sabina. O pequeno x: da biografia à história. Tradução de Fernando Scheibe. Belo Horizonte: Autêntica, 2011.

MEDEIROS FILHO, João Quintino de. CUMPLI-CIDADE: poemas para o meu lugar. Natal: Sebo Vermelho, 2010.

MORIN, E. A suportável realidade. CRONOS, Natal, v. 2, p. 23-30, jul./dez. 2001.

PINTO, Júlio Pimentel. Uma memória do mundo: ficção, memória e história em Jorge Luís Borges. Prefácio de Maria Ângela Lígia Coelho Prado. São Paulo: Estação Liberdade; FAPESP, 1998.

POLLAK, Michel. Memória, esquecimento, silêncio. Estudos Históricos, Rio de Janeiro, v. 2, n. 3, p. 3-15, 1989.

______. Memória e identidade social. Estudos Históricos, Rio de Janeiro, v. 5, n. 10, p. 200-212, 1992.

REIS, José Carlos. Os Annales: a renovação teórico-metodológica e ‘utópica’ da história pela reconstrução do tempo histórico. In: SEMINÁRIO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS “HISTÓRIA, SOCIEDADE E EDUCAÇÃO NO BRASIL”, HISTEDBR, 4., 1997, Campinas, SP. Anais... Campinas: UNICAMP, 1997. p. 54-73.

Publicado
2019-04-19
Métricas
  • Visualizações do Artigo 484
  • PDF downloads: 420
Como Citar
CARVALHO, M. E. G.; CARVALHO, B. K. G.; MORAIS, G. M. DE. Jovem, velha Jovita: uma história de vida, uma biografia. Revista Brasileira de Pesquisa (Auto)biográfica, v. 4, n. 10, p. 312-324, 19 abr. 2019.