PESQUISA QUALITATIVA: CONSIDERAÇÕES SOBRE AS BASES FILOSÓFICAS E OS PRINCÍPIOS NORTEADORES

  • Lucila Pesce Universidade Federal de São Paulo
  • Claudia Barcelos de Moura Abreu Universidade Federal de São Paulo
Palavras-chave: Bases filosóficas da pesquisa qualitativa, Princípios da pesquisa qualitativa, Fenomenologia e Dialética

Resumo

O presente estudo bibliográfico busca dar sua parcela de contribuição para a discussão dos princípios norteadores da pesquisa qualitativa. Nesse movimento, tece considerações acerca do conhecimento científico, percebido como construção histórica, e enfatiza as bases filosóficas da pesquisa qualitativa e os princípios que integram os estudos e pesquisas classificados nessa abordagem metodológica. A discussão dos resultados deste estudo bibliográfico aponta a Fenomenologia e a Dialética como as grandes bases filosóficas da pesquisa qualitativa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lucila Pesce, Universidade Federal de São Paulo
Doutora em Educação pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC/SP). Pós-doutora em Filosofia e História da Educação pela Universidade de Campinas (Unicamp). Professora do Departamento de Educação da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Professora do Programa de Pós-Graduação em Educação da Unifesp
Claudia Barcelos de Moura Abreu, Universidade Federal de São Paulo
Doutora em Educação pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC/SP). Professora do Departamento de Educação da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Professora do Programa de Pós-Graduação em Educação da UNIFESP

Referências

ANDERY, Maria Amália. et al. Para compreender a ciência: uma perspectiva histórica. Rio de Janeiro: Garamond; São Paulo: EDUC, 2007.

BOGDAN, Robert; BIKLEN, Sari. Investigação qualitativa em educação: uma introdução à teoria e aos métodos. Porto: Porto Ed., 1994.

CANDAU, Vera. Reformas educacionais na América Latina. In: MOREIRA, Antonio Flávio. (Org.). Currículo: políticas e práticas. 4. ed. Campinas: Papirus, 1999. p. 29-42.

CHIZZOTTI, Antonio. Pesquisa em Ciências Humanas e Sociais. 3. ed. São Paulo: Cortez, 1998.

______. Pesquisa qualitativa em ciências humanas e sociais. Petrópolis, RJ: Vozes, 2006.

COMTE, Auguste. Curso de filosofia positiva. In: ______. Os Pensadores. São Paulo: Abril Cultural, 1978.

DOBBERT, Marion Lundy. Etnographic research: theory and application for modern schools and societies. New York: Praeger, 1982.

ENGELS, Friedrich. Introdução à dialética da natureza. In: MARX, Karl; ENGELS, Friedrich. Obras escolhidas. Lisboa: Edições Avante, 1985. Tomo III.

ERIKSON, Frederick. Qualitative methods in research on teaching. In: WITTROCK, Merlin (Ed.). Handbook of research on teaching. 3. ed. New York: Macmillan, 1986.

FONTANELLA, Bruno. et al. Amostragem por saturação em pesquisas qualitativas em saúde: contribuições teóricas. Cadernos de Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 24, n. 1, p. 17-27, jan. 2008. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/csp/v24n1/02.pdf >. Acesso em: 21 maio 2013.

GLASER, Barney; STRAUSS, Anselm. The discovery of grounded theory: strategies for qualitative research. Chicago: Aldine, 1967.

GUBA, Egon; LINCOLN, Yvonna. Competing paradigms in qualitative research. In: DENZIN, Norman; Lincoln, Yvonna. (Ed). Handbook of qualitative research. Thousand Oaks, CA: Sage Publications, 1994. p. 105-117.

HUSSERL, Edmund. A ideia da Fenomenologia. Trad. A. Mourão. Lisboa: Edições 70, 1982.

LAVILLE, Christian; DIONNE, Jean. A construção do saber: manual de metodologia de pesquisa em ciências humanas. Porto Alegre: Artmed, 1999.

MASINI, Elcie. Enfoque fenomenológico de pesquisa em educação. In: FAZENDA, Ivani (Org.). Metodologia da pesquisa educacional. 3. ed. São Paulo: Cortez, 1994. p. 59-67.

MERLEAU-PONTY, Maurice. Fenomenologia da percepção. Trad. C. A. R. de Moura. 2. ed. São Paulo: Martins Fontes, 1999.

MOREIRA, Daniel Augusto. Transporte da Fenomenologia para o domínio da pesquisa. In______. O método fenomenológico na pesquisa. São Paulo: Pioneira Thomson, 2002. p. 103-115.

SANFELICE, José Luís. Dialética e pesquisa em educação. In: LOMBARDI, José Claudinei; SAVIANI, Dermeval. (Org.). Marxismo e educação: debates contemporâneos. Campinas, SP: Autores Associados, 2005. p. 69-94.

SANTOS, Boaventura de Sousa. Um discurso sobre as ciências na transição para uma ciência pós-moderna. Estudos avançados, São Paulo, v. 2, n. 2, p. 46-71, maio/ago. 1988. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/ea/v2n2/v2n2a07.pdf>. Acesso em: 21 maio 2013.

SEVERINO, Antonio Joaquim. Metodologia do trabalho científico. 20. ed. São Paulo: Cortez, 1996.

SOUZA, Sonia. Um outro olhar: Filosofia. São Paulo: FTD, 1995.

TRIVIÑOS, Augusto. Introdução à pesquisa em ciências sociais: a pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: Atlas, 1987.

Publicado
2019-10-16
Métricas
  • Visualizações do Artigo 2043
  • PDF downloads: 1082
Como Citar
PESCE, L.; ABREU, C. B. DE M. PESQUISA QUALITATIVA: CONSIDERAÇÕES SOBRE AS BASES FILOSÓFICAS E OS PRINCÍPIOS NORTEADORES. Revista da FAEEBA - Educação e Contemporaneidade, v. 22, n. 40, p. 19-29, 16 out. 2019.