AÇÕES AFIRMATIVAS NA UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE: ACOMPANHAMENTO PÓS LEI DE COTAS

Andrio Alves Gatinho, Delcele Mascarenhas Queiroz

Resumo


O artigo reflete sobre a política de cotas nos cursos de graduação da Universidade Federal do Acre (UFAC), a partir do exame do desempenho dos estudantes negros, oriundos de escola pública, que ingressaram na Instituição. A pesquisa analisa dados do ingresso de estudantes cotistas negros nos anos de 2013 e 2014, através da reserva de vagas definida pela Lei nº 12.711/2012. Traçamos o perfil desses estudantes e examinamos o desempenho dos que ingressaram por duas modalidades de concorrência: uma formada por PPI com renda de até 1,5 SM (PPI até 1,5 SM) e outra formada por PPI independente de renda (PPI Indep.), em 10 (dez) cursos da Universidade. Parte das informações analisadas foi disponibilizada pela Pró-Reitoria de Graduação da Universidade; trabalhamos ainda com dados coletados via Lei de Acesso à Informação, além de dados do Censo do IBGE de 2010 e do Censo do Ensino Superior do INEP de 2013. O trabalho está dividido em três partes. Na primeira fazemos uma breve apresentação da Universidade, no segundo momento fazemos uma discussão sobre o balanço da política de cotas e por último analisamos os dados disponíveis.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21879/faeeba2358-0194.2019.v28.n56.p193-213

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


e-ISSN: 2358-0194

 Classificação Qualis CAPES:

 Educação - A2

  Indexadores:

       

      

   

      

 

  Localização dos Acessos:


 

  Licença Creative Commons

Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0