Memórias escolares de universitários e interações formativas

Palavras-chave: Escola, Memória, Discente, Narrativas autobiográficas

Resumo

O presente trabalho apresenta reflexões sobre as memórias do período escolar de alunos do Curso de Pedagogia da Universidade Federal do Piauí, considerando as narrativas autobiográficas desses alunos e a influência de suas respectivas vivências na construção de suas identidades. Utilizou-se o método qualitativo de pesquisa por meio das narrativas autobiográficas com análise de conteúdo e uso do software Iramuteq. Foram categorizadas cinco dimensões de memória: futura, física/espacial, social, pedagógica e afetiva. Evidenciou-se que as memórias do período escolar são importantes na construção da identidade desses alunos, pois elas marcaram suas vidas em sociedade, influenciando seu modo de ser e agir em âmbito pessoal e profissional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jaina Davina de Sales Barros, Universidade Federal do Piauí

Graduada em Pedagogia com Licenciatura Plena. Docente da Secretaria de Educação do Estado do Piauí.

Ada Raquel Teixeira Mourão, Universidade Federal do Piauí

Doutorado em Psicologia Ambiental pela Universidade de Barcelona (2014), Mestrado em Psicologia pela Universidade de Fortaleza (2003) e Graduação em Administração pela Universidade Federal do Ceará (1989) . Professora Adjunta III da Universidade Federal do Piauí - UFPI na área de Metodologia Científica e Educação Ambiental. Pesquisadora do Núcleo de Estudos e Pesquisas em Teorias e Práticas Pedagógicas (NUTEPP - UFPI) e do Grupo de estudos e Pesquisas em Pedagogia, Trabalho Educativo e Sociedade (GEPPTES - UFPB).

Luiz Gonzaga Lapa Junior, Universidade de Brasília

Doutor em Educação pela Universidade de Brasília (UnB). Integra o Laboratório de Relações Humano-Ambientais (LERHA) do Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade de Fortaleza e pós-doutor pela Universidade Estadual Paulista (Unesp).

Maria da Conceição Rodrigues Martins, Universidade Federal do Piauí

Pedagoga pela Universidade Estadual do Ceará (2000), com formação em História, pela Universidade Estadual Vale do Acaraú (2003), Mestre em Educação pela Universidade Estadual do Ceará (2010). Especialista em Formação de Formadores -UECE (2005); Doutora em Educação, vinculada à Linha de Pesquisa Saberes e Práticas Educativas do Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGED) da Universidade Federal de Uberlândia - UFU- Atualmente, é Professora Adjunta em regime de dedicação exclusiva, da Universidade Federal do Piauí, no Campus Senador Helvídio Nunes de Barros. Integra o Grupo de Pesquisa em Ensino de História e Geografia (GEPEGH-UFU) e o Núcleo de Pesquisas em Teorias e Práticas Pedagógicas - NUTEPP - UFPI.

Referências

ALBUQUERQUE JUNIOR, D. M. Pedagogias da saudade: a formação histórica de consciências e sensibilidades saudosistas. A vida e o trabalho do poeta e professor português António Corrêa d’Oliveira. Revista História Hoje, v. 2, n. 4, p. 149-174, 2013.

ANDREWS, M.; SQUIRE, C.; TAMBOUKOU, M. Doing narrative research. Los Angeles: Sage. 2013. Doi: https://dx.doi.org/10.4135/9781526402271


AQUINO, F. S. B.; ALBUQUERQUE, J.A. O que pensam as crianças sobre a escola? Uma análise de relatos e desenhos infantis. In: Guzzo, R.S.L. (Org), Psicologia escolar: Desafios e bastidores na educação pública, pp 55-83. Campinas: Alínea. 2014.

BAEPLER, P.; WALKER, J.; DRIESSEN, M. It’s not About seat time: Blending, Fipping, and Efficiency in Active Learning Classrooms. Computers & Educations, v. 78, p. 227-236, 2014. DOI: https://DOI:10.1016/j.compedu.2014.06.006

BAEPLER, P.; WALKER, J. Active Learning Classrooms and Educational Alliances: Changing Relationships to Improve Learning. New Directions for Teaching and Learning, v. 137, 2014. DOI:10.1002/tl.20083

CAMPBELL, M. Teaching in an Inspiring Learning Space: an investigation of the extent to which one school’s innovative learning environment has impacted on teachers’ pedagogy and practice. Research Papers in Education, v. 35, n. 2, p. 185-204. 2020. https://doi.org/10.1080/02671522.2019.1568526.

CAMPOS-DE-CARVALHO, M. I.;CALVACANTE, S.;NÓBREGA, L. M. A. Ambiente. In:CAVALCANTE, S; ELALI, G. A (orgs). Temas básicos em psicologia ambiental.Petrópolis:vozes, 2017.p. 28- 43.

CANDAU, J. Memória e identidade. São Paulo: Contexto, 2014.

CANTARINO, J. M. F.; PEREIRA, D. A. Memória: da filosofia à neurociência. Universitas. Ciências da Saúde, v. 2, n. 2, pp. 164-199, 2019. DOI: Https://doi.org/10.5102/ucs.v2i2.531

CARVALHO,M.G. A construção das identidades no espaço escolar. Revista Reflexão e Ação, v. 20, n. 1, p. 209-227, 2012. DOI: https://doi.org/10.17058/rea.v20i1.2161

CARNEIRO, N.P. Memória e Patrimônio: Etimologia.Web artigos. [s.l.], 2009. Disponível em: http://www.webartigos.com. br. Acesso em: 15 de out. 2019.

CORRÊA, S. Memória Olfativa: por que os cheiros nos trazem tantas lembranças? Metrópoles. Comportamento. [s.l.], 2018. Disponível em: https://www.metropoles.com/vida-e-estilo/comportamento/memoria-olfativa-por-que-os-cheiros-nos-trazem-lembrancas. Acesso em: 05.05.2022.

COSTA, A. R.; SILVA, S. M.; FERNANDES, F. B. O envolvimento de jovens no ambiente construído da escola: do espaço físico ao espaço educativo, Educação, Sociedade & Culturas, n. 44, p. 67-85, 2015.

DOMÉNECH, J.; VIÑAS, J. La organización del espacio y del tiempo en el centro educativo. 3. ed. Barcelona: Ed. Graó. 1999.

ELALI, G. A;PINHEIRO, J. Q. (2008). Autobiografia ambiental: Buscando afetos e cognições da experiencia com ambientes. In: PINHEIRO, J. Q.;GÜNTHER, H. (Orgs.), Métodos de pesquisa nos estudos pessoa-ambiente.São Paulo: Casa do Psicólogo, 2008. p. 217- 251.

FONSECA, V. Importância das emoções na aprendizagem: uma abordagem neuropsicopedagógica. Revista Psicopedagogia, v. 33, n. 102, p. 365-384, 2016.

FRAGO, V.; ESCOLANO, A.Currículo, espaço e subjetividade:a arquitetura como programa. Rio de janeiro: DPeA, 1998.

FREIRE, P.Pedagogia da autonomia: Saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

FREITAS, D.; GALVÃO, C. O uso de narrativas autobiográficas no desenvolvimento profissional de professores. Ciências & Cognição, v.12, p. 219-233, 2007.

HUSMAN, J.; LENS, W. The Role of the future in student motivation. Educational Psychologist, v. 34, p. 113-125, 1999. Doi: Http://dx.doi.org/10.1207/s15326985ep3402_4

HUSMAN, J.; SHELL, D. F. Beliefs and perceptions about the future: A measurement of future time perspective. Learning and Individual Differences, v. 18, p. 166–175, 2006. Doi: Http://dx.doi.org/10.1016/j.lindif.2007.08.001

KLAMT, L. M.; SANTOS, V. S. O uso do software IRAMUTEQ na análise de conteúdo - estudo comparativo entre os trabalhos de conclusão de curso do ProfEPT e os referenciais do programa. Research, Society and Development, v. 10, n. 4, e8210413786, 2021. DOI: http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v10i4.13786.

KUCIRKOVA, N.; LITTLETON, K. Developing personalised education for personal mobile technologies with the pluralisation agenda. Oxford Review of Education, p. 1-13, 2017. DOI: 10.1080/03054985.2017.1305046

LEE, J. Q. et al. The relationship between future goals and achievement goal orientations:An intrinsic–extrinsic motivation perspective. Contemporary Educational Psychology, v. 35, p. 264–279, 2010. Doi: Http://dx.doi.org/10.1590/1678-6971/eRAMG190087

LISTER, R. Why citizenship: Where, when and how children? Theoretical Inquiries in Law, v. 8, n. 2, p. 693-718, 2007. Disponível em: http://portal.mahkamahkonstitusi.go.id/eLaw/mg58ufsc89hrsg/why_citizenship.pdf

MACHADO, L. M.Paisagem valorizada: A serra do mar como espaço e lugar. In: RIO, V& OLIVEIRA, L. Percepção ambiental: A experiência brasileira. 2.ed. São Paulo: Studio Nobel, 1999. p. 97-119.

MERRIËNBOER, J. J. G. V. et al. Aligning Pedagogy with Physical Learning Spaces. European Journal of Education, v. 52, n. 3, p. 1-42, 2017.

NETO, I. L.; SANTOS, H. B. Investigação das memórias escolares de estudantes universitários. Psicologia Escolar e Educacional, SP, v. 21, n. 3, Set./Dez., p. 561-571, 2017. Doi: Https://doi.org/10.1590/2175-353920170213111110

POLLAK, M. Memória e identidade social. Estudos Históricos, Rio de Janeiro, vol. 5, n.10, p. 200-212, 1992. Disponível em: http://www.pgedf.ufpr.br. > Acesso em: 20 de out. 2019.

REGO, T. C. Trajetória intelectual de pesquisadores da educação: a fecundidade do estudo dos memoriais acadêmicos. Revista Brasileira de Educação, v. 19, n. 58, jul.-set. 2014. Doi: Https://doi.org/10.1590/S1413-24782014000800013

REIS, A. L. M. C. Educação afetiva: a escola que aproxima, inclui e mantém. Revista Científica FESA, [s.l.], v.1, n.11, p. 15-33, 2022. DOI: 10.29327/232022.1.11-2.

SÁ, C. P.Sobre o Campo de Estudo da Memória Social: Uma Perspectiva Psicossocial. Psicologia: Reflexão e Crítica. Rio de Janeiro, v.20, n. 2, p.290-295, 2007.Doi: Https://doi.org/10.1590/S0102-79722007000200015

SANTANA, D. A. A escola como lugar de memórias e de identidades: Um estudo a partir de escritos de alunos do ensino médio do colégio E. N. S. de Lourdes - Londrina/PR. 2013-2014. Dissertação (Mestrado em História Social). Universidade Estadual de Londrina, Londrina. 2016.

SILVA, F. C. R.; MAIA, S. F. Narrativas autobiográficas: Interfaces com a pesquisa sobre formação de professores. Encontro de Pesquisa em Educação da UFPI. 6. Anais [...]. Teresina: Piauí. 2010. Disponível: Http://leg. ufpi.br/subsiteFiles/ppged/arquivos/files/VI.encontro.2010/GT.1/GT_01_22.pdf.

SILVA, V. M. T. Memórias de escola. Polyphonía, v. 21, N. 2, jul./dez. 2010.

SOUZA, M. C. C. C. A Escola e a Memória. Bragança Paulista: EDUSF. 2000.

SOUZA, B. B.; SOUZA, M. B. A importância do espaço físico escolar no ensino e na aprendizagem. In: SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE DEMANDAS SOCIAIS E POLÍTICAS PÚBLICAS NA SOCIEDADE CONTEMPORÂNEA. 11. Anais [...]. Universidade de Santa Cruz do Sul, Santa Cruz do Sul – RS, 2014.

SUEDFELD, P.; EICH, E. Autobiographical memory and affect under conditions of reduced environmental stimulation. Journal of Environmental Psychology, v. 15, p. 321–326, 1995.

TARDIF, M. Saberes docentes e formação profissional. 9. ed. Petrópolis: RJ: Vozes, 2008.

TAVARES JÚNIOR, F. Pesquisa social em educação e o sucesso educacional no Brasil. Lua Nova, São Paulo, n. 110, p. 133-154, 2020. http://dx.doi.org/10.1590/0102-133154/110.

TEIXEIRA, J. O. Cultura, identidade e memória: considerações teóricas sobre a cultura popular de Telêmaco Borba-PR. SIMPÓSIO NACIONAL DE HISTÓRIA. 28. Florianópolis, SC. Anais [...], julho, 2015.

TEIXEIRA, M. L. A. A escola como lugar de memória. SIMPÓSIO NACIONAL DE HISTÓRIA. 28. Florianópolis, SC. Anais [...], julho, 2015.

UNZUETA, E. R. Psicología ambiental: interfase entre conducta y naturaleza. Revista, Universidad Católica Boliviana, n. 8, diciembre, 2000.

VILELA, R. B.; RIBEIRO, A.; BATISTA, N. A. (2020). Nuvem de palavras como ferramenta de análise de conteúdo: Uma aplicação aos desafios do mestrado profissional em ensino na saúde. Millenium, v. 2, n. 11, p. 29-36, 2020. DOI: https://doi.org/10.29352/mill0211.03.00230

ZIZEMER, J. S. A construção da cidadania na escola pública: avanços e dificuldades. 2006. 166 f. Dissertação (Mestrado em Educação). Universidade de Passo Fundo, Passo Fundo, RS. 2006.
Publicado
2022-11-05
Métricas
  • Visualizações do Artigo 76
  • pdf downloads: 108
Como Citar
BARROS, J. D. DE S.; MOURÃO, A. R. T.; LAPA JUNIOR, L. G.; MARTINS, M. DA C. R. Memórias escolares de universitários e interações formativas. Revista Brasileira de Pesquisa (Auto)biográfica, v. 7, n. 21, p. 542-558, 5 nov. 2022.