Ação de ensinar: atividades impressas, narrativas e saberes

Palavras-chave: Atividades impressas. Saberes docentes. Pesquisa (auto)biográfica. Didática.

Resumo

Este artigo apresenta reflexões acerca do processo de elaboração de atividades impressas comumente utilizadas na ação de ensinar e dos saberes que fundamentam escolhas tecidas nesse processo. O estudo é amparado por pressupostos teórico-metodológicos da pesquisa (auto)biográfica, objetiva visibilizar e problematizar experiências docentes na elaboração de atividades impressas e refletir sobre as fontes de seus saberes. É fruto de uma pesquisa com professoras dos 4º e 5º anos do Ensino Fundamental – Anos Iniciais de uma escola pública municipal. As fontes de informações foram narrativas orais e escritas mobilizadas pelas atividades impressas elaboradas pelas participantes. A análise interpretativa foi realizada considerando os sentidos que permeiam a história singular de cada professora e os elementos comuns partilhados por elas, os quais são potentes para a discussão educativa. Identificamos que a intencionalidade das atividades elaboradas; os aspectos referentes à tipologia e forma de utilização relacionam-se aos saberes que são construídos e reconstruídos ao longo da trajetória, por meio de experiências advindas de diversas fontes e da autorreflexão da ação. Ressaltamos a importância de visibilizar as experiências na ação de ensinar estimulando a circulação e reflexão dessas experiências em propostas voltadas para a ação coletiva, de forma a propiciar ressignificações na ação de ensinar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Tania Silva, Rede Municipal de Educação de Belo Horizonte, Universidade Federal de Minas Gerais

Mestre em Educação e Docência pelo Programa de Mestrado Profissional em Educação e Docência (Promestre) da Faculdade de Educação (FaE) da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Professora da Rede Municipal de Educação de Belo Horizonte – Ensino Fundamental Anos Iniciais. Membro do Grupo de Pesquisa LapenSi e Didaktikè da UFMG.

Cláudia Starling, Universidade Federal de Minas Gerais

Doutora em Educação pelo Programa de Pós-graduação Conhecimento e Inclusão Social em Educação da Faculdade de Educação (FaE) da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Professora do Programa de Mestrado Profissional em Educação e Docência (Promestre) da UFMG. Membro do Grupo de Pesquisa LapenSi e Didaktikè  da UFMG.

Referências

BOLÍVAR, Antonio. Dimensiones epistemológicas y metodológicas de la investigación (auto)biográfica. In: ABRAHÃO, Maria Helena Menna Barreto; PASSEGGI, Maria da Conceição. Dimensões epistemológicas e metodológicas da pesquisa (auto)biográfica. Natal: EDUFRN; Salvador: EDUNEB; Porto Alegre: EdiPUCRS, 2012. p. 27-69. (Tomo I).

BOLÍVAR, Antonio. ¿De nobis ipsis silemus?: Epistemología de la investigación biográfico-narrativa en educación. Revista Electrónica de Investigación Educativa, v.4, p. 01-26, 2002. Disponível em: http://www.scielo.org.mx/scielo.php?pid=S1607-40412002000100003&script=sci_arttext. Acesso em: 4 mar. 2019

CONTRERAS, José Domingo. Relatos de Experiência: em busca de um saber pedagógico. Revista Brasileira de Pesquisa (Auto)Biográfica, Salvador, v. 01, n. 01, p. 14-30, jan./abr. 2016. Disponível em: https://www.revistas.uneb.br/index.php/rbpab/article/view/2518/1703. Acesso em: 3 fev. 2020

DELORY-MOMBERGER, Christine. A pesquisa biográfica ou a construção compartilhada de um saber do singular. Revista Brasileira de Pesquisa (Auto) Biográfica, v. 1, n. 1, p. 133-147, 2016. Disponível em: http://www.revistas.uneb.br/index.php/rbpab/article/view/2526/1711. Acesso em: 9 jun. 2018.

DELORY-MOMBERGER, Christine. Abordagens metodológicas na pesquisa biográfica. Revista Brasileira de Educação. Rio de Janeiro, vol. 17, n. 51, set./dez. 2012. p. 523-536. Disponível em: http://www.redalyc.org/pdf/275/27524689002.pdf. Acesso em: 31 maio 2018.

DELORY-MOMBERGER, Christine. Fundamentos epistemológicos da pesquisa biográfica em educação. Educação em Revista, Belo Horizonte, vol. 27, n. 1, abril, p. 333-346, 2011. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/edur/v27n1/v27n1a15.pdf . Acesso em: 31 maio 2018.

FARIA, Juliana Batista. O naufrágio, o baile e a narrativa de uma pesquisa: Experiências de formação de sujeitos em imersão docente. 2018. 385f.Tese (Doutorado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação: Conhecimento e Inclusão Social da Faculdade de Educação, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2018.

FRANCO, Maria Amélia Santoro. Prática pedagógica e docência: um olhar a partir da epistemologia do conceito. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, Brasília, v. 97, n. 247, set./dez. 2016. p. 534-551. Disponível em: http://rbep.inep.gov.br/ojs3/index.php/rbep/article/view/3392/3127. Acesso em: 29 abr. 2018

FRANCO, Maria Amélia Santoro; PIMENTA, Selma Garrido. Didática Multidimensional: por uma sistematização conceitual. Educação & Sociedade, v. 37, n. 135, abr/jun, p. 539-553, 2016. Disponível em: https://www.redalyc.org/pdf/873/87346871013.pdf . Acesso em: 29 de abr. 2018.

JOVCHELOVITCH, Sandra; BAUER, Martin W. Entrevista narrativa. Pesquisa qualitativa com texto, imagem e som: um manual prático. Petrópolis: Vozes, 2002. p. 90-113.

LONGO, Conceição Aparecida Cruz; CONTI, Keli Cristina. Tabuada: na memória sim, decoreba não! In: ALBUQUERQUE, Silvia Regina (org). Convivência de Ideias. Itu: Ottoni Editora, 2014. p. 7-13.

NETO, Viana Patricio Barbosa; COSTA, Maria da Conceição. Saberes Docentes: entre concepções e categorizações. Tópicos Educacionais, Recife, v. 22, n. 2, jul./dez. 2016. p. 76-99. Disponível em: https://periodicos.ufpe.br/revistas/topicoseducacionais/article/view/110269. Acesso em: 7 set. 2019.

PASSEGGI, Maria da Conceição; SOUZA, Elizeu Clementino. O movimento (auto) biográfico no Brasil: esboço de suas configurações no campo educacional. Investigación Cualitativa, v. 2, n. 1, p. 6-26, 2017. Disponível em: https://ojs.revistainvestigacioncualitativa.com/index.php/ric/article/viewFile/56/36. Acesso em: 9 jun. 2018.

RICOUER, Paul. Teoria da interpretação. Rio de Janeiro: Edições 70, 1976.

ROLDÃO, Maria do Céu. Estratégias de ensino: o saber e o agir do professor. Vila Nova de Gaia-PT: Fundação Manuel Leão, 2009.

ROLDÃO, Maria do Céu. Função docente: natureza e construção do conhecimento profissional. Revista Brasileira de Educação, v. 12, n. 34, p. 94-103, jan/abr. 2007. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbedu/a/XPqzwvYZ7YxTjLVPJD5NWgp/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 10 jul. 2018.

ROLDÃO, Maria do Céu. Conhecimento, didáctica e compromisso: o triângulo virtuoso de uma profissionalidade em risco. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v.47, n.166, outubro/dezembro, p. 1134-1149, 2017. Disponível em: https://www.scielo.br/j/cp/a/wVK93BqYkRg5dcjwHrmwt7g/?lang=pt. Acesso em: 25 jul. 2018.

ROSA, Sonia. O Menino Nito: então, homem chora ou não?. Pallas Editora, 2008.

SILVA, Cinara Santana; BRANDÃO, Ana Carolina Perrusi. Reflexões sobre o ensino e a aprendizagem da pontuação. In: MORAIS, Artur Gomes (org.). O aprendizado da ortografia. Belo Horizonte: Autêntica, 2007. p. 121-139.

SILVA, Tânia Maria. Narrativas de professoras e elaboração de atividades impressas: diferentes percursos, saberes diversos. 2020. 210 f. Dissertação (Mestrado em Educação e Docência) Programa de Mestrado Profissional em Educação e Docência da Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2020

SOUZA, Elizeu Clementino. O conhecimento de si: estágio e narrativas de formação de professores. Rio de Janeiro: DP&A, 2006.

SOUZA, Elizeu. Clementino. Diálogos cruzados sobre pesquisa (auto)biográfica: análise compreensiva-interpretativa e política de sentido. Educação, Santa Maria, v. 39, n.1, jan./abr., 2014. p. 39-50. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/reveducacao/article/view/11344. Acesso em: 12 jun. 2018.

SOUZA, Elizeu Clementino; MEIRELES, Mariana Martins. Olhar, escutar e sentir: modos de pesquisar-narrar em educação. Revista Educação e Cultura Contemporânea, v. 15, n. 39, p. 282-303, 2018. Disponível em: http://www.ppgmuseu.ffch.ufba.br/sites/ppgmuseu.ufba.br/files/elizeuclementino.pdf . Acesso em: 8 set. 2019

SCHÜTZE, Fritz. Pesquisa biográfica e entrevista narrativa. In: WELLER, Wivian & PFAFF, Nicole (org.). Metodologias da Pesquisa Qualitativa em Educação: Teoria e Prática. Petrópolis: Vozes, 2010. p. 210-222.

TARDIF, Maurice. Saberes docentes e formação profissional. Petrópolis: Vozes, 2014.

Publicado
2021-12-24
Métricas
  • Visualizações do Artigo 86
  • pdf downloads: 123
Como Citar
SILVA, T.; STARLING, C. Ação de ensinar: atividades impressas, narrativas e saberes . Revista Brasileira de Pesquisa (Auto)biográfica, v. 6, n. 19, p. 875-890, 24 dez. 2021.