LÍNGUAS CLÁSSICAS: É POSSÍVEL AFIRMAR SUA EXISTÊNCIA NO BRASIL?

  • Ricardo Tupiniquim Ramos

Resumo

Embora usado até na nomenclatura de habilitações de cursos de graduação em Letras e de Departamentos de universidades que os mantêm, “línguas clássicas” é termo não definido mesmo em dicionários técnicos da área, cujos profissionais o utilizam de forma até intuitiva. Com base nisso, inicialmente, propõe-se uma  aproximação desse conceito a partir dos traços geralmente atribuídos a línguas e literaturas assim consideradas pela academia, em seguida identificadas nos sites das universidades acima referidas e caracterizadas a partir de informações disponíveis na literatura especializa sobre elas e seus usos. Por fim, a partir de dois usos específicos dessas línguas, discutiremos a possibilidade da existência de congêneres suas no Brasil, tanto nativas quanto africanas nativizadas, abrindo, assim, novas perspectivas para sua valorização e de suas cultuas e para a pesquisa na área.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Métricas
  • Visualizações do Artigo 24
  • pdf downloads: 40