Tecnologias e educação

contribuições para o debate na obra de Paulo Freire

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21879/faeeba2358-0194.2022.v31.n65.p226-242

Palavras-chave:

Tecnologia, Paulo Freire, Educação

Resumo

Este artigo apresenta um estudo a partir da obra de Paulo Freire com o objetivo de identificar e analisar seu aporte para embasar a reflexão crítica sobre as tecnologias. No atual contexto, entende-se que um dos grandes desafios do campo educacional está na compreensão crítica da relação entre tecnologias e educação. Entre as contribuições teóricas do autor estão: a denúncia do falso dilema entre humanismo-tecnologia; a crítica ao tecnicismo, à ideologização, ao pragmatismo neoliberal; e a necessária vigilância ética frente ao utilitarismo consumista que domina a ciência e a tecnologia na lógica do mercado capitalista. Conclui-se que as contribuições de Paulo Freire continuam extremamente atuais para a compreensão dessa temática, contribuindo com referências éticas para avalizar os sentidos da tecnologia no campo educativo; e, ao mesmo tempo, indica critérios para evitar o tecnocentrismo que dicotomiza humanismo e tecnologia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Telmo Adams, Universidade de Caxias do Sul / Universidade de Santa Cruz do Sul

Graduado em Filosofia pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (1982), Mestrado em Serviço Social pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (1999), Doutorado em Educação (2007) e Pós-doutorado com pesquisa sobre Educação Popular na América Latina e Caribe (2010) pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos. Pós-doutorado no Programa Alternativas Pedagógicas e Prospectiva Educativa en América Latina (APPEAL) na Universidade Nacional Autônoma do México - UNAM (2018). Professor Pesquisador do Programa de Pós Graduação em Educação - Grupo de Pesquisa Mediações Pedagógicas e Cidadania. Integrante do Centro Latino-americano em Pesquisa e Educação. Pesquisador dos Grupos de Pesquisa Educacional e Pesquisa na America-Latina, Convergências Teoricas e Metodologicas (PPGEduc-UCS) Rio Grande do Sul e Educação Popular Metodologias Participativas e Estudos Decoloniais (PPGEduc-UNISC) Rio Grande do Sul

Referências

ADAMS, T.; SCHUTZ, V. A.; STAUB, G.; MENEZES, J. Tecnologias digitais e educação: para qual desenvolvimento? Educação Unisinos [Online], v. 17, p. 57-65, 2013. Disponível em:<http://revistas.unisinos.br/index.php/educacao/article/view/edu.2013.171.07> Acesso em: 7 set. 2107.

BAUMGARTEN, M. Ciência, tecnologia e desenvolvimento: redes e inovação social. Parcerias Estratégicas, Brasília, n. 26, p. 101-123, jun. 2008. Disponível em: <http://seer.cgee.org.br/index.php/parcerias_estrategicas/article/view/321>. Acesso em: 30 mar. 2018.

COSTA E SILVA, G. Tecnologia, educação e tecnocentrismo: as contribuições de Álvaro Vieira Pinto. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos (RBEP), Brasília, v. 94, n. 238, p. 839-857, 2013. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S2176-66812013000300010&script=sci_abstract&tlng=pt>. Acesso em: 30 mar. 2018.

DAGNINO, R. Neutralidade da ciência e determinismo tecnológico: um debate sobre a tecnociência. Campinas, SP: Unicamp, 2008.

DINIZ, A. J. A. Humanismo e Tecnologia. Revista da Faculdade de Direito da UFMG, Belo Horizonte, v. 31, n. 30/31, p. 121-136, 1988. Disponível em: <https://www.direito.ufmg.br/revista/index.php/revista/article/view/1037>. Acesso em: 7set. 2017.

ENGELS, F. Sobre o papel do trabalho na transformação do macaco em homem. In: ANTUNES, R. (Org.). A dialética do trabalho: escritos de Marx e Engels. São Paulo, SP: Expressão Popular, 2004. p. 13-34.

FÁVERO, M. de L. de A. A Universidade no Brasil: das origens à Reforma Universitária de 1968. Educ. ver. [online], Curitiba, n. 28, p. 17-36, 2006. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0104-40602006000200003&script=sci_abstract&tlng=pt>. Acesso em: 30 mar. 2018.

FREIRE, P. Ação cultural para a liberdade. 12. ed. São Paulo: Paz e Terra, 2007. (O Mundo, hoje, v. 10).

FREIRE, P. Cartas à Guiné-Bissau: registros de uma experiência em processo. 4. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1978a.

FREIRE, P. Conscientização: teoria e prática da libertação: uma introdução ao pensamento de Paulo Freire. 3. ed. São Paulo: Centauro, 2001.

FREIRE, P. Educação como prática da liberdade. 6. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1976.

FREIRE, P. Educação e mudança. Tradução de Moacir Gadotti e Lillian Lopes Martin. 21. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1979. (Coleção Educação e Comunicação, v. 1).

FREIRE, P. Extensão ou comunicação?. Tradução de Rosisca Darcy de Oliveira. Prefácio de Jacques Chonchol. 3. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1977. (O Mundo, hoje, v. 24).

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 29. ed. São Paulo: Paz e Terra, 1996. (Coleção Leitura).

FREIRE, P. Pedagogia da esperança: um reencontro com a pedagogia do oprimido. Notas de Ana Maria Araújo Freire. 3. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1992.

FREIRE, P. Pedagogia da indignação: cartas pedagógicas e outros escritos. 8. ed. São Paulo: UNESP, 2000.

FREIRE, P. Pedagogia do oprimido. 5. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1978b.

FREIRE, P. Política e educação: ensaios. São Paulo: Cortez, 1993. (Coleção questões da nossa época, v. 23).

FREIRE, P. Por uma pedagogia da pergunta. Tradução e revisão técnica de Antonio Faundez. 2. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1985. (Coleção Educação e comunicação, v. 15).

FREIRE, P. Professora sim, tia não: cartas a quem ousa ensinar. 21. ed. São Paulo: Olho d’Água, 2009.

FREIRE, P. Sobre Educação (Diálogos), vol. 1. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1984.

FREIRE, P; SHOR, I. Medo e ousadia: o cotidiano do professor. Tradução de Adriana Lopez. 5. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1986. (Coleção Educação e comunicação, v. 18).

SCHWARTZ, G. Educar para a emancipação digital. In: Reescrevendo educação: propostas para um Brasil melhor. Rio de Janeiro: Ática & Scipione, 2006. p.125-135.

VIEIRA PINTO, Á. O conceito de tecnologia. Volume I. Rio de Janeiro: Contraponto, 2005. 2 v.

VIEIRA PINTO, Á. Sete lições sobre a Educação de Adultos. 16. ed. São Paulo: Cortez, 2010.

Arquivos adicionais

Publicado

2022-02-15

Como Citar

ADAMS, T. Tecnologias e educação: contribuições para o debate na obra de Paulo Freire. Revista da FAEEBA - Educação e Contemporaneidade, [S. l.], v. 31, n. 65, p. 226–242, 2022. DOI: 10.21879/faeeba2358-0194.2022.v31.n65.p226-242. Disponível em: https://revistas.uneb.br/index.php/faeeba/article/view/5404. Acesso em: 25 jun. 2024.