Aprendizagem da Docência e o Desenvolvimento Profissional do Professor da Educação Infantil

o ensinar e aprender em foco

Autores

  • Tiago Pereira Gomes Universidade Federal do Piauí/UFPI https://orcid.org/0000-0002-8324-3723
  • Neide Cavalcante Guedes Universidade Federal do Piauí/Programa de Pós-Graduação em Educação

DOI:

https://doi.org/10.21879/faeeba2358-0194.2023.v32.n71.p146-163

Palavras-chave:

Aprendizagem da Docência; Educação Infantil; Desenvolvimento profissional; Ensinar e Aprender.

Resumo

O artigo objetiva caracterizar como as aprendizagens da docência vão se construindo no movimento da prática de professores da Educação Infantil, que é operacionalizada em sala de aula considerando os diferentes modos de atuação desse professor, o trabalho pedagógico mobilizado pela prática docente e por ações que favorecem os direitos de aprendizagens das crianças, bem como a rotina escolar fundamental para o desenvolvimento de habilidades e competências no ensinar e aprender. Os pressupostos teóricos estão embasados em Pereira (2007), Tardif (2002, 2014), Zabalza (1998, 2000), dentre outros autores. Optamos pela pesquisa narrativa, usando o memorial da prática e a observação sistemática de professoras da Educação Infantil de José de Freitas - PI. Os dados evidenciam que o desenvolvimento profissional docente é ancorado nas aprendizagens da docência desde a trajetória pessoal e percursos formativos da profissão expressados pela rotina das professoras que é orientada pelo sistema municipal de ensino com base no Pacto Nacional de Alfabetização na Idade Certa -PNAIC no sentido de atender aos objetivos, funções e finalidades do nível de ensino em foco.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Tiago Pereira Gomes, Universidade Federal do Piauí/UFPI

Doutorando e Mestre em Educação pela Universidade Federal do Piauí (2018). Especialista em Língua Brasileira de Sinais com Habilitação em Docência e Interpretação pela UNIFSA (2012). Especialista em Gestão e Supervisão Escolar com Docência do Ensino Superior-IESM (2013). Graduado em Pedagogia pela UNIFSA (2010). Pesquisador do Núcleo de Estudos sobre Formação, Avaliação, Gestão e Currículo- NUFAGEC/UFPI e do Grupo de Pesquisa em Educação, Formação e Ensino para a diversidade- GPEFED/ICET/UFAM. Foi professor da Educação Básica da Rede Municipal de Ensino de Teresina-PI (2011-2019). Coordenador Local do PARFOR/UESPI- núcleo de José de Freitas-PI (2017-2019). Tem experiências como técnico em Educação na Rede Municipal e Privada de Ensino de José de Freitas-PI. Trabalhou como consultor e assessor pedagógico na Educação Básica. Atualmente é Professor Assistente do Instituto de Ciências e Tecnologias -ICET da Universidade Federal do Amazonas-UFAM. Tem experiência na área de Educação, atuando principalmente nos seguintes temas: Educação Básica e Superior. Formação de professores. Práticas: educativa, pedagógica e docente. Saberes e fazeres docentes. Avaliação, Gestão e Currículo. Orcid: https://orcid.org/0000-0002-8324-3723

Referências

ANGOTTI, M. (Org.). Educação Infantil: Para quê, Para quem e Por quê? Campinas: Alínea, 2003.

ANGROSINO, M.; FLICK, U. (Coord.). Etnografia e observação participante. Porto
Alegre: Artmed, 2009.

BARBOSA, M. C. S. Por Amor e Por Força: Rotinas na Educação Infantil. Porto Alegre: Artmed, 2006.

BRASIL. Ministério da Educação e Cultura. Referencial Curricular Nacional para a educação Infantil: introdução. Brasília: Secretaria de Educação Fundamental, 1998a. v. 1.

______. Referencial curricular nacional para a educação infantil: formação pessoal e social. Brasília: Secretaria de Educação Fundamental, 1998b. v.2.

_____. Ministério da Educação. Parecer Nº: CEB 02/2003. Brasília: MEC, 2003. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/observatorio-da-educacao/323-secretarias-112877938/orgaos-vinculados-82187207/13249-parecer-ceb-2003. Acesso em: 29 abr. 2018.

CONNELLY, F. M.; CLANDININ, D. J. Relatos de experiência e investigação narrativa. In:
LARROSA, J. (Org.). Déjame que te cuento. Barcelona, ES: Laertes, 2015.

FRANCO, M. A. R. S. Pedagogia e prática docente. 1.ed.-São Paulo: Cortez: 2012.

GARCIA M., C. Desenvolvimento Profissional: passado e futuro. Sísifo - Revista das Ciências da Educação, n. 08, p. 7-22, jan./abr. 2009.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

IMBERNÓN, F. Formação docente e profissional. 3. ed. São Paulo: Cortez, 2000.

ISAIA, S.M.A., BOLZAN, D.P.V.. Trajetórias da docência: articulando estudos sobre os processos formativos a aprendizagem de ser professor. In: ISAIA, S. M. A.; BOLZAN, D. P. V. (Org.). Pedagogia Universitária e desenvolvimento profissional docente. Porto Alegre: EDIPURS, 2009, p.121-143.

LUDKE, M.; ANDRÉ, M. E.D.A. Pesquisa em Educação: abordagem qualitativa. São Paulo: EPU, LTDA, 1986.

MOITA: M. da C. Percurso de formação e de transformação In: NÓVOA, A. (Org.) Vidas de professores. Porto, 1992.

MORENO. G. L. Organização do trabalho pedagógico na Educação Infantil. In: PASCHOL, J. D. (Org.) Trabalho pedagógico na educação infantil. Londrina, 2007.

NÓVOA, A. O regresso dos professores. Livro da conferência Desenvolvimento Profissional de Professores para a Qualidade e para a Equidade da Aprendizagem ao longo da Vida. Lisboa: Ministério de Educação, 2008.

PEREIRA, J. E. D. Formação de professores, trabalho docente e suas repercussões na escola e na sala de aula. Educação & Linguagem, v. 10, nº 15, p. 82-98, 2007.

PIAGET, J. Para onde vai à Educação? Rio de Janeiro: José Olímpio, 2007.

POIRIER, J.; CLAPIER-VALLADON, S.; RAYBAUT, P. Histórias de vida: teoria e prática. 2. ed. São Paulo: Celta, 1999.

REIS, R. P. Relação família e escola: uma parceria que dá certo. Mundo Jovem: um jornal de ideias, v.45, n.373, p.06, Fev. 2007.

SANTOS, S. M. P. dos. O lúdico na formação do educador. 5 ed. Vozes, Petrópolis, 2014.

SOUZA, E. C. O conhecimento de si: estágio e narrativas de formação de professores. Rio
de Janeiro: DP&A; Salvador, BA: EdUNEB, 2006.

SHULMAN, L. S. Conocimiento y enseñanza: fundamentos de la nueva reforma. Profesorado. Revista de curriculum y formación del profesorado, n.9, v.2, 2005. Disponível em: http://www.ugr.es/~recfpro/rev92ART1.pdf. Acesso em: 07 mar. 2023.

SZYMANSKI, H. A relação Família/Escola: Desafios e Perspectivas. Brasília: Plano, 2003.
TARDIF, Maurice. Saberes docentes e formação profissional. 17. Ed. – Petrópolis, RJ: Vozes, 2014.

______. Os professores diante do saber: esboço de uma problemática do saber docente. In:
TARDIF, M. Saberes docentes e formação profissional. Petrópolis: Vozes, 2002. p. 31-55.

VYGOTSKY, L.S. O papel do brinquedo no desenvolvimento. São Paulo: Martins Fontes,
2007.
ZABALZA, M. A. Qualidade em educação infantil. Porto Alegre: Artmed, 1998.

______. Los Nuevos Horizontes de la formación en la sociedad del aprendizaje (una lectura dialéctica de la relación entre formación, trabajo y desarrollo personal a lo largo de la vida). In: A. MONCLÚS ESTELLA (Ed.), Formación y Empleo: Enseñanza y competencias. Granada: Comares, 2000. pp. 165 198.

Arquivos adicionais

Publicado

2023-08-01

Como Citar

GOMES, T. P.; GUEDES, N. C. Aprendizagem da Docência e o Desenvolvimento Profissional do Professor da Educação Infantil: o ensinar e aprender em foco. Revista da FAEEBA - Educação e Contemporaneidade, [S. l.], v. 32, n. 71, p. 146–163, 2023. DOI: 10.21879/faeeba2358-0194.2023.v32.n71.p146-163. Disponível em: https://revistas.uneb.br/index.php/faeeba/article/view/16856. Acesso em: 24 fev. 2024.