Sentidos da inovação em suas relações com a Educação e as tecnologias

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21879/faeeba2358-0194.2021.v30.n64.p19-35

Palavras-chave:

Inovação, Tecnologias, Educação

Resumo

Neste artigo buscamos compreender o sentido do termo inovação e suas relações com Educação e Tecnologias. O estudo foi orientado para o levantamento das opiniões de professores em enquete on-line, baseada na metodologia survey, distribuída via WhatsApp. As respostas válidas de 19 professores do Ensino Superior público foram analisadas e categorizadas. A proposta metodológica foi inspirada nas abordagens qualitativas emergentes, do tipo da grounded theory. A partir da análise das categorias, buscamos o pensamento de teóricos que aprofundassem aspectos apontados pelos professores. Priorizamos publicações atualizadas sobre o sentido da inovação, da inovação na educação, da relação da inovação com as tecnologias e o futuro da inovação na educação. Este processo nos levou a constatar os diversos sentidos que o termo inovação assumiu em distintos períodos até o momento atual, com seus desdobramentos, desigualdades e inconstâncias. Compreendemos, ao final, que inovação é um processo social e humano de mudanças para a criação de novas realidades, orientado pelas necessidades, pela disponibilidade e pelos contextos de cada época. Além disso, compreendemos também que as tecnologias emergentes podem gerar mudanças na educação, sendo tais alterações condicionadas à ação política de inclusão e mudanças em todas as instâncias educativas para a superação de desigualdades no que tange à formação de cidadãos conscientes e integrados aos contextos sociais e econômicos atuais e futuros.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mary Valda Souza Sales, Universidade do Estado da Bahia (UNEB)

Pós-Doutora em Educação e Tecnologia (Universidade de Coimbra/CEIS20), Doutora em Educação (UFBA), Mestre em Educação e Contemporaneidade (UNEB), Especialista em Metodologia do Ensino Superior e em Supervisão Escolar/Empresarial (FEBA), Licenciada em Pedagogia (UCSal). É pesquisadora nas áreas de educação a distância, currículo, formação de professores, tecnologia da informação e comunicação, mediação e autoria, com ênfase nas abordagens metodológicas. Tem experiência com gestão e construção de sistemas de EAD, produção de material didático e elaboração de cursos, além de formação de formadores e gestão pedagógica de cursos. Atualmente é Professora Titular do Departamento de Educação (DEDC I), Universidade do Estado da Bahia (UNEB), líder do Grupo de Pesquisa FORTEC, atuando na Graduação e no Programa de Pós-Graduação em Educação e Contemporaneidade (PPGEduC)

Vani Moreira Kenski, Universidade de São Paulo (USP)

Mestre e Doutora em Educação. Licenciada em Pedagogia e Geografia. Professora do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade de São Paulo (USP). Diretora da SITE Educacional Ltda. Criadora e ex-Coordenadora do Curso de PósGraduação em Design Instrucional do SENAC/SP e da UFJF. Ex-professora da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp)e da Universidade de Brasília (UnB). Autora de livros e artigos sobre educação e tecnologias. São Paulo/SP, Brasil

Referências

AMARAL, E. D. Tecnologia e Inovação. Montes Claros, MG: Instituto Federal do Norte de Minas Gerais, 2015. Disponível em: http://ead.ifnmg.edu.br/uploads/documentos/kLA159du7E.pdf. Acesso em: 22 jul. 2021.

ANDRADE, T. de. Inovação e ciências sociais: em busca de novos referenciais. Revista Brasileira de Ciências Sociais [on-line], v. 20, n. 58, p. 145-156, 2005. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0102-69092005000200007. Acesso em: 12 jul. 2021.

BOTO, C.; SANTOS, V. M.; SILVA, V. B.; OLIVEIRA, Z. V. (org.) A escola pública em crise: inflexões, apagamentos e desafios. São Paulo: FEUSP, 2020.

BRAUN, V.; CLARKE, V.; BOULTON, E.; DAVEY, L.; McEvoy, C. A pesquisa on-line como ferramenta de pesquisa qualitativa. International Journal of Social Research Methodology, v. 1, n. 14, 2020. Disponível em: https://doi.org/10.1080/13645579.2020.1805550. Acesso em: 22 jul. 2021.

CARDOSO, A. P. P. O. Inovar com a investigação-ação: desafios para a formação de professores. Coimbra, Portugal: Imprensa da Universidade de Coimbra, 2014.

CASTELLS, M. A galáxia da Internet: reflexões sobre a internet, os negócios e a sociedade. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2003.

CHARMAZ, K. Grounded Theory as an Emergent Method. In: HESSE-BIBER, S. N.; P. LEAVY, P. (org.). Handbook of Emergent Methods. New York: The Guilford Press, 2008, p. 155-172.

CHRISTENSEN, C. O dilema da inovação: quando as novas tecnologias levam empresas ao fracasso. São Paulo: M. Books, 2012.

COUTO, E. S. Pedagogias das conexões: produções de conteúdos e redes de compartilhamento. In: SALES, Mary V. S. (org.) Tecnologias Digitais, Redes e Educação: perspectivas contemporâneas. Salvador: EDUFBA, 2020, p. 57-78.

CROS, F. L'innovation en education et en formation. Revue francaise de pedagogie, v. 118, p. 127-156, 1997.
Disponível em: https://www.persee.fr/issue/rfp_0556-7807_1997_num_118_1. Acesso em: 11 jul. 2021.

DUBEUX, R. R. Um balanço da evolução recente das leis de patentes no Brasil: os efeitos do Acordo TRIPS. Disponível em: http://jus.com.br/artigos/17269/um-balanco-da-evolucao-recente-das-leis-de-patentes-no-brasil-os-efeitos-do-acordo-trips#ixzz3Xx7EACWi. Acesso em: 11 jul. 2021.

GODIN, B. Innovation contested: the idea of innovation over the centuries. New York: Routledge, 2015. Disponível em:
https://www.researchgate.net/publication/318583206_Innovation_and_change_in_networked reality. Acesso em: 11 jul. 2021.
JANSSEN, M.; STOOOPENDAAL, A. M. V.; PUTTERS, K. Situated novelty: Introducing a process perspective on the study of innovation, Research Policy, v. 44, n. 10, p. 1974-1984, 2015. Disponível em: https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0048733315001055. Acesso em: 11 jul. 2021.

KENSKI, V. M. Tecnologias e Tempo Docente. Campinas, SP: Papirus, 2013.

KENSKI, Vani M. Redes, Comunidades e Educação. In: SALES, Mary V. S. (org.) Tecnologias Digitais, Redes e Educação: perspectivas contemporâneas. Salvador: EDUFBA, 2020, p. 17-28.

LATOUR, B. Reagregando o social: uma introdução à teoria do ator-rede. Salvador: EDUFBA; Bauru: EDUSC, 2012.

NONATO, E. R. S.; SALES, Mary V. S. Hipertextualidades, Multiletramentos e Cultura Digital: perspectivas na educação contemporânea. In: SALES, Mary V. S. (org.) Tecnologias Digitais, Redes e Educação: perspectivas contemporâneas. Salvador: EDUFBA, 2020, p. 133-148.

PACHURA, A. Innovation and change in networked reality. Polish Journal of Management Studies, v. 15, n. 2, p. 173–182, 2017.

PINSONNEAULT, A.; KRAEMER, K. Survey Research Methodology in Management Information Systems: An Assessment. Journal of Management Information Systems, v. 10, n. 2, p. 75-105, 1993.

PLONSKI, G. A. Inovação em transformação. Estudos Avançados [on-line], v. 31, n. 90, p. 7-21, 2017. Disponível em: https://doi.org/10.1590/s0103-40142017.3190002. Acesso em: 22 jul. 2021.

SALES, Mary V. S. Práticas pedagógicas inovadoras no Ensino Superior: perspectivas contemporâneas. In: DIAS-TRINDADE, S.; MOREIRA, J.A.; FERREIRA, A. G. Pedagogias Digitais no Ensino Superior. Coimbra, Portugal: 2020, p. 105-132.

SCHLEMMER, E.; BACKES, L.; BITTENCOURT, J. R.; PALAGI, A. M. M. (org.). O habitar do ensinar e do aprender onlife: vivências na educação contemporânea. São Leopoldo, RS: Casa Leiria, 2021. Disponível em: http://www.guaritadigital.com.br/casaleiria/acervo/educacao/ohabitar/index.ht ml. Acesso em: 11 jul. 2021.

SCHLEMMER, E.; FELICE, M. D.; SERRA, I. M. R. de S. Educação OnLIFE: a dimensão ecológica das arquiteturas digitais de aprendizagem. Educar em Revista [on-line], v. 36, n. 21, dez. 2020. Disponível em: https://doi.org/10.1590/0104-4060.76120. Acesso em: 8 jul. 2021.

SIBILIA, P. Do confinamento à conexão: as redes infiltram e subvertem os muros escolares. In: SALES, Mary V. S. (org.). Tecnologias Digitais, Redes e Educação: perspectivas contemporâneas. Salvador: EDUFBA, 2020, p. 29-40.

VALENTE, José A. As tecnologias e as verdadeiras inovações na educação. In: ALMEIDA, M. E. B. de; DIAS, P.; SILVA, B. D. da. Cenários de inovação para a educação na sociedade digital. São Paulo: Edições Loyola, 2013, p. 35-46.

Publicado

2021-11-19

Como Citar

SALES, M. V. S.; KENSKI, V. M. Sentidos da inovação em suas relações com a Educação e as tecnologias. Revista da FAEEBA - Educação e Contemporaneidade, [S. l.], v. 30, n. 64, p. 19–35, 2021. DOI: 10.21879/faeeba2358-0194.2021.v30.n64.p19-35. Disponível em: https://revistas.uneb.br/index.php/faeeba/article/view/12852. Acesso em: 13 abr. 2024.