EDUCAÇÃO SUPERIOR PÚBLICA A DISTÂNCIA NA BAHIA: AVANÇOS E CONTRADIÇÕES

Autores

  • Emanuel do Rosário Santos Nonato UNEB
  • Mary Valda Souza Sales UNEB

DOI:

https://doi.org/10.21879/faeeba2358-0194.2015.v24.n44.p109-130

Palavras-chave:

Educação superior pública. Educação a Distância. Universidade Aberta do Brasil.

Resumo

O estudo em tela tem por objetivo analisar o histórico de oferta pública de ensino superior a distância na Bahia para identificar seus avanços e contradições a partir do problema de pesquisa: como a oferta pública de ensino superior a distância na Bahia se conforma ante os avanços e contradições desse processo? A metodologia utilizada é a pesquisa documental. Em vista da proeminência da UNEB no quadro de oferta de vagas públicas na modalidade de Educação a Distância na Bahia, o estudo centraliza sua abordagem na experiência da UNEB. Abordando as bases legais para o desenvolvimento da EAD no Ensino Superior, a implementação do Sistema Universidade Aberta do Brasil no estado da Bahia, as experiências pré-UAB e a inserção de EAD nos cursos presenciais de graduação, este estudo identifica os avanços e as contradições do processo de assimilação da Educação a Distância pelas universidades públicas baianas, a configuração do quadro de vagas de Educação Superior Pública na Bahia resultante das políticas de oferta de cursos a distância e os impactos dessa oferta na estrutura organizacional da universidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Emanuel do Rosário Santos Nonato, UNEB

Doutor em Difusão do Conhecimento pela Universidade Federal da Bahia (UFBA). Professor Adjunto da Universidade do Estado da Bahia (UNEB). Endereço para correspondência

Mary Valda Souza Sales, UNEB

Doutora em Educação pela Universidade Federal da Bahia (UFBA). Professora Adjunta da Universidade do Estado da Bahia (UNEB).

Referências

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA (ABED). Censo EaD.br. Relatório analítico da aprendizagem a distância no Brasil 2013/Censo EaD.br: analytic report of distance learning in Brazil. Tradução Maria Thereza Moss de Abreu. Edição bilíngue: português/inglês. Curitiba: Ibpex, 2014.
ALVES, João Roberto M. A educação superior a distância: uma análise de sua evolução no cenário brasileiro. 2005. Disponível em: <http://www.abed.org.br/site/pt/midiateca/noticias_ead/20/2005>. Acesso em: 08 maio 2015.
ARETIO, Lorenzo Garcia. Educación a distancia hoy. Madrid: UNED, 1987.
BELLONI, Maria Luiza. Educação a Distância. 4. ed. Campinas: Autores Associados, 2006.
BRASIL. Presidência da República. Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação. Brasília, DF, 1996. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm>. Acesso em: 01 jun. 2015.
______. Ministério da Educação. Decreto nº 2.494, de 10 de fevereiro de 1998. Regulamenta o Art. 80 da LDB (Lei n.º 9.394/96). Brasília, DF, 1998a. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/seed/arquivos/pdf/tvescola/leis/D2494.pdf>. Acesso em: 01 jun. 2015.
______. Ministério da Educação. Decreto nº 2.561, de 27 de abril de 1998. Altera a redação dos art. 11 e 12 do Decreto n.º 2.494, de 10 de fevereiro de 1998, que regulamenta o disposto no art. 80 da Lei n.º 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Brasília, DF, 1998b. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/seed/arquivos/pdf/tvescola/leis/D2561.pdf>. Acesso em: 01 jun. 2015.
______. Ministério da Educação. Portaria Ministerial nº 301, de 7 de abril de 1998. Brasília, DF, 1998c. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/seed/arquivos/pdf/tvescola/leis/port301.pdf>. Acesso em: 01 jun. 2015.
______. Conselho Nacional de Educação. Resolução n° 01, de 3 de abril de 2001. Estabelece normas para o funcionamento de curso de pós-graduação. Brasília, DF, 2001a. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/seed/arquivos/pdf/tvescola/leis/CES0101.pdf>. Acesso em: 01 jun. 2015.
______. Ministério da Educação. Portaria Ministerial n° 2.253, de 18 de outubro de 2001. Brasília, DF, 2001b. Disponível em: <http://www.cmconsultoria.com.br/legislacao/portarias/2001/por_2001_2253_MEC_regulamentacao_oferecimento.pdf>. Acesso em: 01 jun. 2015.
______. Ministério da Educação. Portaria Ministerial n° 335, de 6 de fevereiro de 2002. Brasília, DF, 2002. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/sesu/arquivos/pdf/P335.pdf>. Acesso em: 01 jun. 2015.
______. Presidência da República. Decreto nº 5.622, de 19 de dezembro de 2005. Regulamenta o art. 80 da Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996 (LDB). Brasília, DF, 2005. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2004-2006/2005/Decreto/D5622.htm>. Acesso em: 01 jun. 2015.
______. Presidência da República. Decreto n° 5.773, de 9 de maio de 2006. Dispõe sobre o exercício das funções de regulação, supervisão e avaliação de instituições de educação superior e cursos superiores de graduação e sequenciais no sistema federal de ensino. Brasília, DF, 2006a. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2004-2006/2006/Decreto/D5773.htm>. Acesso em: 01 jun. 2015.
______. Presidência da República. Decreto n° 5.800, de 8 de junho de 2006. Dispõe sobre o Sistema Universidade Aberta do Brasil – UAB. Brasília, DF, 2006b. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2006/decreto/d5800.htm>. Acesso em: 01 jun. 2015.
______. Presidência da República. Decreto n° 6.303, de 12 de dezembro de 2007. Altera dispositivos dos Decretos nos 5.622, de 19 de dezembro de 2005, e 5.773, de 9 de maio de 2006. Brasília, DF, 2007a. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2007-2010/2007/Decreto/D6303.htm>. Acesso em: 01 jun. 2015.
______. Ministério da Educação. Portaria Ministerial nº 01, de 10 de janeiro de 2007. Brasília, DF, 2007b. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/seed/arquivos/pdf/legislacao/portaria1.pdf>. Acesso em: 01 jun. 2015.
______. Ministério da Educação. Portaria Ministerial nº 02, de 10 de janeiro de 2007. Brasília, DF, 2007c. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/seed/arquivos/pdf/legislacao/portaria2.pdf>. Acesso em: 01 jun. 2015.
______. Ministério da Educação. Portaria Ministerial nº 10, de 02 de julho de 2009. Brasília, DF, 2007d. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/dmdocuments/portaria10_seed.pdf>. Acesso em: 01 jun. 2015.
______. Ministério da Educação. Portaria Ministerial nº 40, de 13 de dezembro de 2007. Brasília, DF, 2007e.
Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/seed/arquivos/pdf/ead/port_40.pdf>. Acesso em: 01 jun. 2015.
______. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Produto 1 – Documento Técnico. Consultora: LIMA, Daniela da C. B. Pereira. Brasília, DF, 2014. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=16510-produto-01-estudo-analitico&Itemid=30192>. Acesso
em: 12 maio 2015.
CASTELLS, Manuel. A sociedade em rede. 8. ed. Trad. Roneide Venancio Majer. São Paulo: Paz e Terra, 2003. v. 1.
CELLARD, A. A análise documental. In: POUPART, J. et al. A pesquisa qualitativa: enfoques epistemológicos e metodológicos. Petrópolis, RJ: Vozes, 2008. p. 295-316.
COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DO PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR (CAPES). Universidade Aberta do Brasil. Cursos ofertados. Disponível em: <http://uab.capes.gov.br/index.php?option=com_content&vi ew=article&id=12&Itemid=25>. Acesso em: 02 maio 2015.
FILATRO, Andréa. Design instrucional contextualizado. São Paulo: Senac, 2004.
______. Design instrucional na prática. São Paulo: Pearson, 2008.
HOLMBERG, B. Theory and practice of distance education. London: Routledge, 1989. Instrumento
de avaliação de cursos de graduação presencial e a distância. Brasília, DF, 2012. Disponível em: <http://
download.inep.gov.br/educacao_superior/avaliacao_cursos_graduacao/instrumentos/20 12/instrumento_com_alteracoes_maio_12.pdf>. Acesso em: 01 jun. 2015.
KEEGAN, D. Theoretical principles of distance education. London: Routledge, 1993.
LITTO, Frederic Michael; FORMIGA, Manuel Marcos Maciel (Org.). Educação a distância: o estado da arte. São Paulo: Pearson Education do Brasl, 2009.
LUDKE, Menga; ANDRË, Marli E. D. A. Pesquisa em educação. São Paulo: EPU, 1986.
NUNES, Ivônio Barros. A história da EAD no mundo. In: LITTO, Frederic Michael; FORMIGA, Manuel Marcos Maciel (Org.). Educação a distância: o estado da arte. São Paulo: Pearson Education do Brasl, 2009. p. 2-8.
PETERS, Otto. Didática do ensino a distância. São Leopoldo, RS: Unisinos, 2003.
______. A educação a distância em transição. São Leopoldo, RS: Editora UNISINOS, 2004.
SÁ-SILVA, J. R; ALMEIDA, C. D; GUINDANI, J. F. Pesquisa documental: pistas teóricas e metodológicas. Revista
Brasileira de História e Ciências Sociais, Ano I, v. 1, n. 1, p. 1-15, 2009.
SALES, Mary V. S. Proformação: ressignificando o uso da mídia impressa na educação a distância para formação de professores. 2006. 205f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação e Contemporaneidade, Universidade do Estado da Bahia (UNEB), Salvador, 2006.
______. Tessituras entre mediação e autoria nas práticas de currículo na formação a distância: a construção do conhecimento no contexto universitário. 2013. 281f. Tese (Doutorado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal da Bahia (UFBA), Salvador, 2013.
SALES, Mary V. S.; NONATO, Emanuel do R. S. Educação a distância em cursos presenciais de graduação: o estudo de uma experiência ação. In: ENCONTRO DE PESQUISA EDUCACIONAL DO NORTE-NORDESTE, 22., 2014, Natal. Anais... Natal: Universidade Federal do Rio Grande do Norte/Centro de Educação/Programa de
Pós-graduação em Educação, 2014.
UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA (UNEB). Conselho Superior de Ensino, Pesquisa e Extensão. Resolução n° 1.508, de 20 de agosto de 2012. Diário Oficial do Estado da Bahia, Poder Executivo, Salvador, BA, 21 ago. 2012, p. 19-20.
_____.Conselho Universitário. Resolução n° 1.051, de 15 de maio de 2014. Diário Oficial do Estado da Bahia, Poder Executivo, Salvador, BA, 29 maio 2014, p. 23.
______. Unidade Acadêmica de Educação a Distância. Coordenação do Projeto da Oferta Semipresencial. Slides do Encontro de Formação de Professores. Salvador, BA, 17 março 2015.

Publicado

2015-12-04

Como Citar

SANTOS NONATO, E. do R.; SOUZA SALES, M. V. . EDUCAÇÃO SUPERIOR PÚBLICA A DISTÂNCIA NA BAHIA: AVANÇOS E CONTRADIÇÕES. Revista da FAEEBA - Educação e Contemporaneidade, [S. l.], v. 24, n. 44, p. 109–130, 2015. DOI: 10.21879/faeeba2358-0194.2015.v24.n44.p109-130. Disponível em: https://revistas.uneb.br/index.php/faeeba/article/view/12098. Acesso em: 28 maio. 2024.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)