Currículos em ação em tempo de pandemia

desafios da inovação

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21879/faeeba2358-0194.2021.v30.n64.p92-106

Palavras-chave:

Tecnologias Digitais, Escola, Ensino Fundamental, Formação de Professores, Integração Curricular

Resumo

Neste artigo apresentamos uma pesquisa que teve o objetivo de analisar os currículos produzidos em tempos de pandemia, para os alunos dos anos iniciais do Ensino Fundamental e identificar aspectos inovadores com o uso de tecnologias digitais. É uma pesquisa de abordagem qualitativa do tipo exploratória que foi realizada com professoras da Educação Básica do município de Araucária, no Estado do Paraná. As professoras foram convidadas a elaborarem um plano de aula com uso de uma tecnologia digital e a responderem um questionário on-line. A partir dos dados analisados foi possível concluir que apesar da pandemia ter levado as professoras a usarem mais as tecnologias digitais, elas precisam de formação continuada para compreenderem que um currículo em ação para ser inovador deverá alterar processos de transmissão de informações com uso de TD e que estas deverão estar integradas ao currículo, no qual o aluno é ativo na aula, seja ela presencial ou a distância.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jacques Lima Ferreira, Universidade Federal do Paraná

Pós-doutorado em Educação pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Doutor em Educação pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR). Professor colaborador da Universidade Federal do Paraná (UFPR). Curitiba, Paraná, Brasil.

Glaucia da Silva Brito, Universidade Federal do Paraná

Possui graduação em Bacharelado e Licenciatura Português Inglês pela Faculdade de Educação Ciências E Letras de Cascavel (1990), mestrado em Tecnologia pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná (1997) e doutorado em Lingüística pela Universidade Federal de Santa Catarina (2002). Atualmente é professor associado IV da Universidade Federal do Paraná. Tem experiência na área de Educação e comunicação, com ênfase em Educação, atuando principalmente nos seguintes temas: educação a distância, tecnologias na educação, formação de professores para o uso e tecnologias, ambiente virtual e aprendizagem.

Suely Scherer, Universidade Federal do Mato Grosso do Sul

Professora associada na Universidade Federal do Mato Grosso do Sul, atuando nos Programas de Pós-graduação em Educação e Educação Matemática. É doutora em Educação (Currículo) pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Possui pós-doutorado em Educação pela UFPR com estágio científico na Universidade de Lisboa. Desenvolve e orienta pesquisas na área de Tecnologias Educacionais e Educação a Distância, investigando questões relacionadas ao currículo escolar e cultura digital, aprendizagem e formação de professores. É líder do Getecmat - Grupo de Estudo em Tecnologia e Educação Matemática. 

Referências

ALMEIDA, Maria Elizabeth Biancocini de; VALENTE, José Armando. Tecnologias e currículo: trajetórias convergentes ou divergentes? São Paulo: Paulus, 2011.

ALMEIDA, Maria Elizabeth Biancocini de; VALENTE, José Armando Valente; KUIN, Silene; SILVA, Jayson Magno da. O currículo na cultura digital e a integração currículo e tecnologias. In: CERNY, Roseli Zen; RAMOS, Edla Maria Faust; BRICK, Elizandro Maurício; OLIVEIRA, Alexandre dos Santos; SILVA, Mônica Renneberg da (Org.). Formação de educadores na cultura digital: a construção coletiva de uma proposta. Recurso eletrônico. Florianópolis: UFSC/CED/NUP, 2017, p. 383-410.

BATES, Anthony Willian Tony. Educar na era Digital: design, ensino e aprendizagem. São Paulo: Artesanato Educacional, 2017.

BOGDAN, Robert C; BIKLEN, Sari Knopp. Investigação Qualitativa em Educação.
Porto: Editora Porto, 1994.

BRASIL. Ministério da Educação, Conselho Nacional de Educação. Parecer CNE/CEB nº 11, de 07 de julho de 2010. Tratativa das Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Fundamental de 9 (nove) anos. Disponível em:
<http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=6324-pceb011-10&category_slug=agosto-2010-pdf&Itemid=30192>. Acesso em: 14. Abr. 2021.

BRITO, Glaucia da Silva; PURIFICAÇÃO, Ivonélia. Educação e novas tecnologias: um repensar. 2.ed. Curitiba, PR: Intersaberes, 2015.

CARBONELL, Jaume. A aventura de inovar: a mudança na escola. Porto Alegre, RS: Artmed, 2002.

FERREIRA. Jacques de Lima. Cultura Digital e Formação de Professores: uma análise a partir da perspectiva dos discentes da Licenciatura em Pedagogia. Educar em Revista, Curitiba, v. 36, p. 1-19. Disponível em: <DOI: http://dx.doi.org/10.1590/0104-4060.75857>. Acesso em: 10. Abr. 2021.
FERRETTI, Celso João. A inovação na perspectiva pedagógica. In: GARCIA, Walter E. (Org) Inovação educacional no Brasil: problemas e perspectivas. 3. ed. Campinas, SP: Autores Associados, 1995. p. 61-90

GARCIA, Walter E. (Org.) Inovação educacional no Brasil: problemas e perspectivas. 3. ed. Campinas, SP: Autores Associados, 1995.

GIL, Antonio Carlos. Método e Técnicas de Pesquisa Social. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2011.

HEINSFELD, Bruna Damiana; PISCHETOLA, Magda. Cultura digital e educação, uma leitura dos Estudos Culturais sobre os desafios da contemporaneidade. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação. Araraquara, v. 12, n. esp. 2, p. 1349-1371, ago./2017. Disponível em: <http://dx.doi.org/10.21723/riaee.v12.n.esp.2.10301>. Acesso em: 20 abr. 2021.

HUBERMAN, Michael. O ciclo de vida profissional dos professores. In: NÓVOA, António. Vidas de Professores. 2. ed. Porto: Porto Editora, 2013, p. 31- 61.

MICHAELIS, Dicionário On-line - Língua Portuguesa. Disponível em: <https://michaelis.uol.com.br/>. Acesso em: 14 abr. 2021.

MORAES, Maria Cândida. Complexidade e Currículo: por uma nova relação. Polis [online], v. 25, 2010. Disponível em: <http://journals.openedition.org/ polis/573>. Acesso em: 20 abr. de 2021.

PISCHETOLA, Magda. Inclusão digital e educação. Rio de Janeiro: Editora PUC-Rio, 2019. Editora Vozes. Edição do Kindle.

SACRISTÁN, José Gimeno. O currículo: os conteúdos do ensino ou uma análise prática? In: SACRISTÁN, José Gimeno; GÓMEZ, Angel Ignácio Pérez. Compreender e transformar o ensino. 4. ed. Porto Alegre: Artmed, 2000, p.119-148.

SAMPIERI, Roberto Hernández; COLLADO, Carlos Fernández; LUCIO, María del Pilar
Baptista. Metodologia de Pesquisa. Porto Alegre: Penso, 2013.

SÁNCHEZ, Jaime. Integración curricular de TICs. Concepto y modelos. Enfoques Educacionales. v. 5. n.1. jan. 2003. p. 51-65. Disponível em: <https://www.researchgate.net/publication/261947915_Integracion_Curricular_de_TICs_Concepto_y_Modelos>. Acesso em: 20 abr. 2021.

SAVIANI, Demerval. A filosofia da Educação e o problema da inovação em educação. In: GARCIA, Walter E. (Org.) Inovação educacional no Brasil: problemas e perspectivas. 3. ed. Campinas, SP: Autores Associados, 1995. p.17-32

SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE ARAUCÁRIA, PR. Relatório de ações Gestão 2019-2020 Departamento de Articulação Pedagógica (DAP): Araucária, PR: 2020, p. 01-263.

SILVA, Leonardo; BARRETO, Marcelo; SILVA, Marimar. Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação (TDIC) na aula de Língua Estrangeira: possibilidades para o desenvolvimento da criticidade. In: CERNY, Roseli Zen; RAMOS, Edla Maria Faust; BRICK, Elizandro Maurício; OLIVEIRA, Alexandre dos Santos; SILVA, Mônica Renneberg da (Org.). Formação de Educadores na Cultura Digital: A construção Coletiva de uma proposta. Florianópolis: UFSC/CED/ NUP, 2017. p. 450-468.

SCHERER, Suely. Integração de Laptops Educacionais às Aulas de Matemática: Perspectivas em Uma Abordagem Construcionista. In: ROSA, Maurício; BAIRRAL, Marcelo Almeida; AMARAL, Rúbia Barcelos (Org.). Educação Matemática, Tecnologias Digitais e Educação a Distância: pesquisas contemporâneas. São Paulo: Editora Livraria da Física, 2015. p. 163-186.

TAVARES, Fernando Gomes de Oliveira. O conceito de inovação em educação: uma revisão necessária. Revista educação. Universidade Federal de Santa Maria, v. 44, 2019. Disponível em: <https://periodicos.ufsm.br/reveducacao>. Acesso em: 10 abr. 2021.

WANDERLEY, Luiz Eduardo W. Parâmetros sociológicos da inovação. In: GARCIA, Walter E. (Org) Inovação educacional no Brasil: problemas e perspectivas. 3. ed. Campinas, SP: Autores Associados, 1995. p. 32-60

THOMPSON, Miguel. Inovação no uso das tecnologias nos processos de ensino e de aprendizagem. In: TIC Educação 2019. Pesquisa sobre o uso das tecnologias de informação e comunicação nas escolas brasileiras. 1. Ed. São Paulo: Comitê gestor da Internet no Brasil, 2020. Disponível em: <https://cetic.br/pt/publicacao/pesquisa-sobre-o-uso-das-tecnologias-de-informacao-e-comunicacao-nas-escolas-brasileiras-tic-educacao-2019/>. Acesso em: 10 abr. 2021.

Publicado

2021-11-19

Como Citar

FERREIRA, J. L.; BRITO, G. da S.; SCHERER, S. Currículos em ação em tempo de pandemia: desafios da inovação. Revista da FAEEBA - Educação e Contemporaneidade, [S. l.], v. 30, n. 64, p. 92–106, 2021. DOI: 10.21879/faeeba2358-0194.2021.v30.n64.p92-106. Disponível em: https://revistas.uneb.br/index.php/faeeba/article/view/11774. Acesso em: 23 maio. 2024.