Educação do Campo no âmbito da Universidade do Estado da Bahia

abordagem histórica

Palavras-chave: Educação do campo, UNEB, Formação

Resumo

Este artigo objetiva analisar o percurso histórico da Universidade do Estado da Bahia com projetos na Educação do Campo e a relação que se estabeleceu com a participação dos movimentos sociais populares do campo para proposição, elaboração e acompanhamento dos projetos e ações formativas realizadas. A pesquisa filia-se, epistemologicamente, ao Materialismo Histórico-Dialético, apoiando-se na pesquisa/participante/ação e se utiliza da revisão de literatura e pesquisa documental no processo de investigação. Os resultados apontam possibilidades e situações limites de diálogo e trabalho coletivo com os Movimentos Sociais e Sindicais Populares do Campo para a realização de projetos com a Educação do Campo no percurso histórico de 26 anos. Conclui-se que, a universidade tem buscado implementar novas frentes de trabalho, sob a escuta das demandas dos movimentos e princípios do trabalho coletivo, portanto, sinalizam-se possibilidades de se reafirmar o seu compromisso social com os povos do campo.

Palavras-chave: Educação do Campo. UNEB. Formação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Jucilene Lima Ferreira, UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA

Doutora em Educação pela Universidade de Brasília (2015); Mestre em Educação pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (2006); É vice-lider do Grupo de Pesquisa Educação do Campo: Trabalho, Contra-Hegemonia e Emancipação Humana (Uneb). É Professora do Programa de Pós-Graduação - Mestrado Profissional em Educação e Diversidade (MPED/UNEB - Campus XIV).

Luzeni Ferraz de Oliveira Carvalho, Universidade do Estado da Bahia (UNEB)

Doutorado em Educação (Faculdade de Educação/Universidade de Brasília -UnB)/2018. Possui Graduação em Pedagogia pela Universidade do Estado da Bahia (1996). Mestre em Educação pela FaE/UFMG (2008). Desde 2002 é professora assistente da Universidade do Estado da Bahia - Departamento de Educação - Campus X. Membro do Grupo de Estudos e Pesquisas sobre o Materialismo Histórico-Dialético e Educação (CONSCIÊNCIA)/UnB. Membro do Grupo de Pesquisa em Educação do Campo, Trabalho, Contra-Hegemonia e Emancipação Humana (UNEB). Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Estágio e Pesquisa, atuando principalmente nas seguintes áreas: Educação do Campo, Movimentos Sociais do Campo, Educação de Jovens e Adultos, Formação de Professores, Planejamento Educacional e Pesquisa e Prática Pedagógica/Estágio Curricular Supervisionado

Maria Nalva Rodrigues de Araújo Bogo, Universidade do Estado da Bahia (UNEB)

Possui graduação em Ciências Sociais pela Fundação Educacional Nordeste Mineiro (1987), mestrado em Ciências e Práticas Educativas pela Universidade de Franca (2000) e doutorado em Educação pela Universidade Federal da Bahia (2007). Atualmente é Professora Titular da Universidade do Estado da Bahia- UNEB/Departamento de Educação Campus X/ DEDC X. É professora colaboradora da Universidade Estadual Paulista Júlio De Mesquita FilhoUNESP atuando no Programa de Pós-graduação em desenvolvimento territorial da América Latina e Caribe. Professora colaboradora do Mestrado Profissional em Educação do campo da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia. Tem experiência na área de Sociologia, Sociologia e Educação com ênfase em Movimentos Sociais, atuando principalmente nos seguintes temas: educação do campo, educação de jovens e adultos, educação do MST, universidade e movimentos sociais.

Publicado
2021-03-27
Métricas
  • Visualizações do Artigo 218
  • pdf downloads: 180
Como Citar
FERREIRA, M. J. L.; CARVALHO, L. F. DE O.; BOGO, M. N. R. DE A. Educação do Campo no âmbito da Universidade do Estado da Bahia: abordagem histórica. Revista da FAEEBA - Educação e Contemporaneidade, v. 30, n. 61, p. 17-37, 27 mar. 2021.