TRIGONOMETRIZANDO NA ROÇA: implicações de uma educação matemática contextualizada

Palavras-chave: Ensino da Matemática. Formação Inicial. Educação contextualizada. Docência na roça.

Resumo

O presente texto busca compreender como as experiências com oficinas pedagógicas de ensino de matemática em espaço rural favoreceu o ensino e aprendizagem da geometria por licenciandos de Pedagogia e por estudantes do ensino fundamental. O texto reflete os contextos da roça, evidenciando como isso pode ser potencializado como lócus para valorização de fazeres na docência que extrapolem os muros da escola e se ampliem pelos contextos de vida de seus estudantes. Compõe a metodologia deste trabalho a realização de uma oficina pedagógica com carga horária de 12h, realizada no Sítio Mata da Lua por licenciandas do Curso de Pedagogia na disciplina Ensino da Matemática, ministrada para estudantes do 9º Ano do Ensino Fundamental II e das três séries do Ensino Médio. A oficina foi o dispositivo de pesquisa utilizado por possibilitar reflexões acerca do desenvolvimento de práticas docentes que com vistas a tematizar e valorizar o contexto dos alunos através de um estudo sobre os conceitos de trigonometria, geometria plana e medidas de superfícies em situações e vivências na roça. Tomamos os relatos de professoras e estudantes que participaram dessa oficina como elemento de análise. Conclui-se que o ensino de matemática gera significações para o estudante quando o contexto em que ele vive é levado em consideração para a construção de saberes escolares. A roça foi entendida como um lócus de atuação da docência em matemática, possibilitando que os estudantes criassem relações entre saberes da roça com os da trigonometria, numa construção de aprendizagens significativas sobre os saberes matemáticos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fabrício Oliveira da Silva, Universidade Estadual de Feira de Santana

Pós-doutor e Doutor em Educação e Contemporaneidade pela Universidade do Estado da Bahia - UNEB (2017). Mestre em Filologia e Língua Portuguesa pela Universidade de São Paulo (2003). Especialista em Gestão de Pessoas com ênfase em Competências no setor público pela Universidade Federal da Bahia - UFBA (2019). Especialista em Gestão Escolar pela Faculdade de Tecnologia e Ciências - FTC - (2009). Especialista em Linguística Aplicada ao Ensino de Língua Portuguesa pela Universidade Estadual de Feira de Santana - UEFS (1998). Possui graduação em Licenciatura em Letras Vernáculas pela Universidade Estadual de Feira de Santana - UEFS (1997). É Professor Adjunto da Universidade Estadual de Feira de Santana - UEFS, lotado no Departamento de Educação. Professor permanente do Programa de Pós-Graduação em Educação - PPGE da UEFS. Professor pesquisador do Grupo de Pesquisa Docência, Narrativas e Diversidade na Educação Básica – DIVERSO. Coordenador e membro do Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre Pedagogia Universitária - NEPPU da Universidade Estadual de Feira de Santana - UEFS. É membro do GT 4 - Didática da Associação Nacional de Pesquisadores da Educação - ANPEd. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Educação Superior (graduação e pós-graduação), atuando como professor e pesquisador nos seguintes temas: formação do educador, identidade docente, didática, leitura e produção textual, ensino de língua portuguesa, pesquisa em educação, pesquisa (auto)biográfica e docência universitária e na Educação Básica.

Charles Maycon de Almeida Mota, Universidade do Estado da Bahia - UNEB

Possui graduação em Pedagogia pelo Instituto Superior de Ensino Capimgrossense (2009), e em Matemática pela Universidade do Estado da Bahia (2015), Especialista em Psicopedagogia Clínica e Institucional pelo Instituto Brasileiro de Pesquisa e Extensão (2012), Mestre em Educação e Diversidade pela Universidade do Estado da Bahia (2016). É professor da Educação Básica e Psicopedagogo no Centro de Referência ao Apoio Pedagógico no município de Várzea do Poço - BA, pesquisador no DIVERSO - Grupo de Pesquisa Docência, Narrativas e Diversidade e no DIFEBA - Diversidade, Formação, Educação Básica e Discurso. É membro do GT 13 Ensino Fundamental da ANPED. Doutorando em Educação e Contemporaneidade no Programa de Pós-graduação em Educação e Contemporaneidade pela Universidade do Estado da Bahia. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Coordenação Pedagógica, atuando principalmente nos seguintes temas: identidade, diversidade, formação de professores e educação do campo.

Referências

ALVES, Nilda e GARCIA, Regina Leite (org.) et al. A Invenção da escola a cada dia. Rio de Janeiro, DP&A, 2000.

ALVES, Nilda. Tecer conhecimento em rede. In: ALVES, Nilda; GARCIA, Regina L. O Sentido da escola. Rio de Janeiro: DP&A, 2003, p. 91-100.

ALVES, Rafael Santana; CAVALCANTE, Kellison Lima. Educação contextualizada no ensino de matemática em uma escola no Semiárido de Juazeiro-BA. Revista Semiárido De Visu, v.5, n.1, p. 52-59, Juazeiro-Ba. 2017.

AUSUBEL, David P. A aprendizagem significativa: a teoria de David Ausubel. São Paulo: Moraes, 1982

BRASIL. Pró-letramento. Matemática. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/arquivos/pdf/fasciculo_mat.pdf>. Acesso em: 11 de agos. 2014.

CERTEAU, M. de. A invenção do cotidiano: 1, Artes de fazer. Petrópolis: Vozes, 1994.

GOMES, Antenor, R. e SILVA, Núbia. Imagem e conhecimento: Sentidos moventes, emergências e aprendizagem. Revista de Estudos Universitários, V.39 n.02. Brasil 2013. Disponível em: <http://periodicos.uniso.br/ojs/index.php?journal=reu&page=issue&op=view&path%5B0%5D=150&path%5B1%5D=showToc>. Acesso em: 09 de jun. 2014.

HELLER, Agnes. Sociología de la vida cotidiana. Barcelona: Península, 1977

MORETTO, Vasco Pedro. Prova: um momento privilegiado de estudo, não um acerto de contas. 5 ed. Rio de Janeiro: Dp & A, 2007.

RIOS, Jane Adriana Vasconcelos Pacheco. Ser ou não ser da roça, eis a questão! Identidades e discursos na escola. Salvador: EDUFBA, 2011.

TUFANO, W. Contextualização. ln: FAZENDA, I. C. Dicionário em Construção: Interdisciplinaridade. São Paulo: Cortez, 2001.

VÁRZEA DO POÇO (BA). Decreto-lei nº 09, de 19 de junho de 2015. Plano Municipal de Educação. Arquivo da SME/Várzea do Poço-Ba. 2015.

Publicado
2021-09-10
Métricas
  • Visualizações do Artigo 119
  • PDF (PORTUGUÊS) downloads: 48
Como Citar
Silva, F. O. da, & Mota, C. M. de A. (2021). TRIGONOMETRIZANDO NA ROÇA: implicações de uma educação matemática contextualizada. Revista Baiana De Educação Matemática, 2(01), e202116. https://doi.org/10.47207/rbem.v2i01.12502