Argumentação e Prova em Matemática: uma análise dos itens públicos do PISA 2012

Palavras-chave: BNCC. Habilidades e competências. Argumentação e prova matemática. Raciocínio lógico-dedutivo

Resumo

Neste artigo, o objetivo é analisar os itens públicos do Programa Internacional de Avaliação dos Estudantes (PISA, em inglês) de 2012 que versem sobre argumentação e prova em Matemática. Estes itens exploram os três processos matemáticos (formular, empregar e interpretar), fundamentais para o desenvolvimento da capacidade de raciocinar e argumentar, e definem o letramento matemático segundo a matriz de referência do PISA. Na abordagem teórico-metodológica, recorremos a trabalhos referenciados na literatura que discutem as funções da prova, bem como apresentam outros trabalhos exploratórios envolvendo estudantes e professores. O estudo se caracteriza por uma pesquisa documental, de cunho qualitativo. No levantamento realizado na base de questões públicas disponível no site do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), selecionamos 10 itens que atendiam a critérios previamente estabelecidos e procedemos à análise de três destes itens, um de cada processo matemático, à luz dos referenciais que discutem os papéis da prova. Os resultados mostram que os itens buscam mobilizar no estudante habilidades que tencionam o desenvolvimento do raciocínio lógico, conforme estabelecido na BNCC. A título de conclusões parciais, consideramos que a abordagem dessas questões em avaliações de largo alcance, bem como em avaliações institucionais (realizadas pela própria escola), estimula o trabalho pedagógico voltado à construção das habilidades de argumentar e demonstrar, que serão úteis tanto para o desenvolvimento em Matemática como também para sua atuação em um contexto social mais ampliado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

João Caldato, Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)

Professor Substituto do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico (EBTT), do Instituto Federal do Rio de Janeiro (IFRJ), campus Nilópolis e doutorando em Ensino de Matemática pelo Programa de Pós-Graduação em Ensino de Matemática da Universidade Federal do Rio de Janeiro (PEMAT/UFRJ), instituição na qual obteve o título de Mestre, atuando na área da Educação, com ênfase em Educação Matemática, com interesse na formação inicial de professores, especialmente nos processos de argumentação e provas. Graduou-se no curso de Licenciatura em Matemática pelo Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC/USP) em 2015. Durante o 1º semestre de 2015 foi aluno da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto (FCUP), através do Programa de Bolsa Luso-Brasileira via Mobilidade Internacional do Santander Universidades, onde cursou disciplinas de graduação em Matemática e do Mestrado para Professores .

Carlos Augusto Aguilar Júnior, Universidade Federal Fluminense (UFF)

Doutor em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação (Proped-UERJ - Capes 7) da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Mestre em Ensino de Matemática pelo Programa de Pós-graduação em Ensino de Matemática do Instituto de Matemática da UFRJ (PEMAT-IM/UFRJ) e Graduado em Licenciatura em Matemática pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2006). Foi professor I - matemática da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro (SME) e do Estado do Rio de Janeiro (SEEDUC) e também Professor Substituto do Departamento de Análise, do Instituto de Matemática da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Atualmente, é Professor do Quadro Permanente da Universidade Federal Fluminense, da carreira do Magistério Federal EBTT (Ensino Básico, Técnico e Tecnológico), lotado no Colégio Universitário Geraldo Reis - COLUNI/UFF. Minha área de interesse é Educação/Ensino de Matemática, na área específica de pesquisa em Raciocínio Lógico-dedutivo, Justificação, Argumentação e Provas em Matemática, Avaliação e Currículo de Matemática da Escola Básica.

Referências

AGUILAR JÚNIOR, C. A.; CALDATO, J. C. Argumentação e prova matemática no PISA 2012. In: Seminário de Pesquisa em Educação Matemática do Rio de Janeiro, 4, Rio de Janeiro/RJ. Anais..., 2020, p. 1-14. Disponível em: http://eventos.sbem.com.br/index.php/spem-rj/ixspemrj/paper/viewFile/1453/1155. Acesso em: 13 dez. 2020.

AGUILAR JÚNIOR, C. A.; NASSER, L. Analisando justificativas e argumentação matemática de alunos do ensino fundamental. VIDYA, Santa Maria/RS, v. 32, n. 2, p.133-147, 2012. Disponível em: https://periodicos.ufn.edu.br/index.php/VIDYA/article/view/278/254. Acesso em: 13 dez. 2020.

ALMOULOUD, S. A. Prova e demonstração em matemática: problemática de seus processos de ensino e aprendizagem. In: Reunião Anual da ANPEd, 30, Caxambu/MG. Anais..., 2007, p. 1-18. Disponível em: https://anped.org.br/sites/default/files/gt19-2957-int.pdf. Acesso em: 13 dez. 2020.

BALACHEFF, N. Preuve et démonstration en mathématiques au collège. Recherchesen Didactique des Mathématiques, Grenoble, v. 3, n. 3, p. 261-304, 1982.

______. Aspects of proof in pupils’ practice of school mathematics. In: PIMM, D. (Ed.), Mathematics, teachers and children. Londres: Hodder and Stoughton, 1988, p. 216-235.

BOAVIDA, A. M. R. A argumentação em matemática: investigando o trabalho de duas professoras em contexto de colaboração. 996 f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade de Lisboa, 2005. Disponível em: https://repositorio.ul.pt/bitstream/10451/3140/1/ulsd048032_td_Ana_Boavida.pdf. Acesso em: 13 dez. 2020.

BRASIL. Parâmetros curriculares nacionais: Matemática. Secretaria de Educação Fundamental. Brasília/DF: MEC / SEF, 1998. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/matematica.pdf. Acesso em: 13 dez. 2020.

______. PCN + Ensino Médio: orientações educacionais complementares aos Parâmetros Curriculares Nacionais − Ciências da Natureza, Matemática e suas tecnologias. Secretaria de Educação Básica. Brasília/DF: MEC/SEB, 1999. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/CienciasNatureza.pdf. Acesso em: 13 dez. 2020.

______. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Itens liberados − Matemática PISA 2012. Brasília/DF: 2012. Disponível em: https://download.inep.gov.br/acoes_internacionais/pisa/itens/2012/pisa_2012_matematica_itens_liberados.pdf Acesso em: 13 dez. 2020.

______. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Relatório Nacional PISA 2012: resultados brasileiros. Brasília/DF: Fundação Santillana, 2013a. Disponível em: https://download.inep.gov.br/acoes_internacionais/pisa/resultados/2014/relatorio_nacional_pisa_2012_resultados_brasileiros.pdf. Acesso em: 13 dez. 2020.

______. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Matriz de avaliação de matemática − PISA 2012. Brasília/DF: 2013b. Disponível em: https://download.inep.gov.br/acoes_internacionais/pisa/marcos_referenciais/2013/matriz_avaliacao_matematica.pdf. Acesso em: 13 dez. 2020.

______. Base Nacional Comum Curricular: educação é a base. Brasília/DF: MEC/SEB, 2018. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_EI_EF_110518_versaofinal_site.pdf.
Acesso em: 13 dez. 2020.

CALDATO, J. Argumentação, prova e demonstração: uma investigação sobre as concepções de ingressantes no curso de Licenciatura em Matemática. 219 f. Dissertação (Mestrado em Ensino de Matemática) − Universidade Federal do Rio de Janeiro, 2018. Disponível em: http://www.pg.im.ufrj.br/pemat/MSc%2090_Carlos%20Caldato%20Correia.pdf. Acesso em: 13 dez. 2020.

CALDATO, J.; UTSUMI, M. C.; NASSER, L. Argumentação e demonstração em matemática: a visão de alunos e professores. Revista Triângulo, Uberaba/MG, v. 10 n. 2, p. 74-93, 2017. Disponível em: http://seer.uftm.edu.br/revistaeletronica/index.php/revistatriangulo/article/view/2583/pdf. Acessoem: 13 dez. 2020.

DE VILLIERS, M. The role and function of proof in mathematics. Pythagoras, n. 24, p. 17-24, 1990.

______. Rethinking proof with Geometer’s Sketchpad. Emeryville/CA: Key Curriculum Press, 1999.

GONSALVES, E. P. Conversas sobre iniciação à pesquisa científica. 2ª ed. Campinas: Alínea, 2001.

HANNA, G. Some Pedagogical Aspects of Proof. Interchange, v. 21, n. 1, p. 6-13, 1990.

______. Challenges to the importance of proof. For the Learning Mathematics, v. 15, n. 3, p. 42-49, nov. 1995.

HEALY, L.; HOYLES, C. Justifying and proving in school mathematics: technical report on the nationwide survey. London: Institute of Education, University of London, 1998. 120 p.

JOLANDEK, E. G. Reforma curricular, avaliação em larga escala e pisa: um olhar a partir de percepções docentes. 187 f. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências e Educação Matemática) − Universidade Estadual de Ponta Grossa, 2020. Disponível em: https://tede2.uepg.br/jspui/bitstream/prefix/3093/1/Emilly%20Jolandek.pdf. Acesso em: 13 dez. 2020.

LIMA, M. L. S; SANTOS, M. C. Provas e demonstrações e níveis do pensamento geométrico: conceitos, bases epistemológicas e relações. REVEMAT, Florianópolis/SC, v. 15, n. 1, p. 01-21, 2020. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/revemat/article/view/1981-1322.2020.e66702/43212. Acesso em: 13 dez. 2020.

NOTARE, M. R.; BASSO, M. V. de A. Argumentação e Prova Matemática com Geometria Dinâmica. Novas Tecnologias na Educação, Porto Alegre/RS, v. 16, n. 1, p. 1-10, 2018. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/renote/article/view/86021/49384. Acesso em: 13 dez. 2020.

NUNES, J. S. V; ALMOULOUD, S. A. O modelo de Toulmin e a análise da prática da argumentação em matemática. Educação Matemática Pesquisa, São Paulo/SP, v. 15, n.2, p. 487-512, 2013. Disponível em: https://revistas.pucsp.br/emp/article/viewFile/14592/pdf_1. Acesso em: 13 dez. 2020.

ORTIGÃO, M. I. R; SANTOS, M. J. C.; LIMA, R. L. Letramento em Matemática no PISA: o que sabem e podem fazer os estudantes? Zetetiké, Campinas/SP, v.26, n.2, p. 375-389, 2018. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/zetetike/article/view/8650093/18158. Acessoem: 13 dez. 2020.

REID, D. A.; KNIPPING, C. Proof in Mathematics Education: Research, Learning and Teaching. Rotterdam: Sense Publishers, 2010. 251 p.
Publicado
2020-12-22
Métricas
  • Visualizações do Artigo 146
  • PDF (PORTUGUÊS) downloads: 94
Como Citar
Caldato, J., & Aguilar Júnior, C. A. (2020). Argumentação e Prova em Matemática: uma análise dos itens públicos do PISA 2012. Revista Baiana De Educação Matemática, 1, e202021. https://doi.org/10.47207/rbem.v1i.10321