A EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS (EJA) E A PRÁTICA PEDAGÓGICA EM IBIRATAIA-BA

Letícia Andrade Silva, Arelete Ramos dos Santos

Resumo


Este artigo, fundamentado na perspectiva do materialismo dialético, faz parte de um recorte de uma pesquisa de mestrado que teve como objetivo principal, compreender a política de Educação de Jovens e Adultos (EJA), a partir da percepção de professores e alunos. O trabalho teve como metodologia de investigação a abordagem qualitativa e os dados foram colhidos de três formas: análise de documentos orientadores da EJA como, decretos, portarias, documentos do Conselho Municipal de Educação – COMEC (IBIRATAIA, 2000; 2001; 2009; 2015), disponibilizados pela Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer (SEMEC), em Ibirataia-BA. Posteriormente, aplicação de questionários para professores e alunos e realização da técnica de Grupo Focal (GF) com os docentes, sujeitos da pesquisa. A sistematização dos dados teve como referência o materialismo dialético, a partir de Marx (2006), Bourdieu (1999) e Frigotto (1998), dentre outros. Os resultados contribuíram para entendermos que a EJA, no referido sistema municipal, precisa de uma recontextualização e esta envolve: a formação continuada de professores, construção de um currículo por intermédio da dialogicidade e da coletividade, propostas de parcerias com órgãos de outros entes federados, em conformidade ao tempo presente e, principalmente, considerar a diversidade do público que a compõe na contemporaneidade.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ENDEREÇO DE CONTATO

Departamento de Ciências Humanas, Campus VI da Universidade do Estado da Bahia

Endereço: Av. Contorno, S/N, Bairro, São José, Caetité, Bahia

CEP: 46.400-000

Sala de Editoração: Laboratório de Ensino, Discruso e Sociedade (Labo DisSE)

Telefones: (77) 3454-2021 ou (77) 9 9134-3435