MULHER NEGRA E EJA: ESTRATÉGIAS DE ENFRENTAMENTO À VIOLÊNCIA NA ESCOLA

Francineide Bárbara Silveira do Nascimento, Jocenildes Zacarias Zacarias Santos

Resumo


Este artigo integra um dos capítulos do Projeto de pesquisa intitulado Educação de Jovens e Adultos e gênero: estratégias de enfrentamento às violências pela mulher negra na escola. O projeto nasce da experiência desenvolvida em escolas da Rede Pública Municipal de Ensino de Salvador. O objetivo geral é investigar o espaço escolar como campo de tensões e discussões acerca do enfrentamento feminino às violências sofridas pela mulher negra, com propostas de ações didático-pedagógicas para o combate de tal violência. A abordagem metodológica é a pesquisa qualitativa, a pesquisa ainda em andamento se utilizará das rodas de conversa e entrevista semi estuturada para posterior análise dos dados. Serão apresentados um breve panorama do processo de escravização ao qual a mulher negra foi vítima, seu processo de escolarização e, por fim, as letras de música como possibilidade pedagógica para discussão sobre violência simbólica na escola. Como referencial teórico utilizamos: Davis (2013), Carneiro (2002), Bourdieu (2000).


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ENDEREÇO DE CONTATO

Departamento de Ciências Humanas, Campus VI da Universidade do Estado da Bahia

Endereço: Av. Contorno, S/N, Bairro, São José, Caetité, Bahia

CEP: 46.400-000

Sala de Editoração: Laboratório de Ensino, Discruso e Sociedade (Labo DisSE)

Telefones: (77) 3454-2021 ou (77) 9 9134-3435