Relatos (auto)biográficos de escritores e produção artístico-literária subterrânea

Autores

DOI:

https://doi.org/10.31892/rbpab2525-426X.2023.v8.n23.e1138

Palavras-chave:

Escritor, Pesquisa (auto)biográfica, Literaturas subterânneas

Resumo

O objetivo deste artigo é discutir circuitos, suportes e identidades literárias, focando na identidade de escritor(a) de jovens artistas de Fortaleza (CE) cujo trabalho literário fazem circular em circuitos e suportes que estes(as) mesmos(as) produzem e publicizam, fazendo a literatura escorrer entre becos, ruas e bocas, para além do cânone escolar. Para tanto, utilizamo-nos de abordagem (auto)biográfica de modo a produzir a encenação de si de dois artistas de Fortaleza e sua relação com a literatura acentuando sua construção de si como escritor não legitimado pelas instâncias sociais oficiais. Os resultados mostram a maneira como os dois narradores dobram, desdobram e redobram o conceito de escritor/literatura a partir de uma relação intensa, amorosa, religiosa com a arte para além das instituições legitimadoras/mercadológicas da arte, produzindo e fazendo escorrer arte pela cidade. Como conclusão, percebemos que a literatura vive em seus fazeres, é viva e pulsante não como consumo apenas, mas como produção.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sahmaroni Olinda, Universidade Federal do Ceará

Doutor em Educação pela Universidade Federal do Ceará (UFC) e pela Sorbonne Cité Paris 13/Nord. Docente da Faculdade de Educação da UFC. Grupo de pesquisa Crisálida, Art&educação em (trans)formação e Grupo de Pesquisa Dialogicidade, Formação Humana e narrativas (DIAFHNA), ambos da UFC.

Referências

AGAMBEN, Giorgio. Profanações. São Paulo: Boitempo, 2007.

BOURDIEU, Pierre; DARBEL, Alain. O amor pela arte: os museus de arte na Europa e seu público. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo; Porto Alegre: Zouk, 2007.

CASTRO, Juan Carlos Pita. Devenir artiste, une enquete biografique. Paris: L’Harmattan, 2013.

CHARTIER, Roger. Du livre au lire. In: CHARTIER, Roger (dir). Pratiques de la lecture. Paris: Petite Biblioteque Payot, 2003. p. 81-118.

DELORY-MOMBERGER, Christine. De la recherché biographique en education: fondements, méthodes, pratiques. Paris: Téraèdre, 2014.

GUATTARI, Felix. Caosmose: um novo paradigma estético. São Paulo: Editora 34, 2012.

HEINICH, Nathalie. Être écrivain: création et identité. Paris: Editions La Découverte, 2000.

LAHIRE, Bernard. Dans les plis singuliers du social: Individu, institutions, socialisations, Paris: La Découverte, 2013.

MENGER, Pierre-Michel. Être artiste: oeuvrer dans l’incertitude. Paris: Al Dante/ Aka, 2012.

OLINDA, Sahmaroni Rodrigues de. Formação-artista e territórios existenciais: biografização, escrita e experiência. 194 f. Tese de doutorado. Programa de Pós-graduação em Educação. Faculdade de Educação/UFC, Fortaleza, 2016.

Downloads

Publicado

2023-12-21

Como Citar

OLINDA, S. Relatos (auto)biográficos de escritores e produção artístico-literária subterrânea. Revista Brasileira de Pesquisa (Auto)biográfica, [S. l.], v. 8, n. 23, p. e1138, 2023. DOI: 10.31892/rbpab2525-426X.2023.v8.n23.e1138. Disponível em: https://revistas.uneb.br/index.php/rbpab/article/view/16245. Acesso em: 25 maio. 2024.

Edição

Seção

Dossiê Automedialidades: práticas (auto)formativas de criação estética