A DOCÊNCIA VIRTUAL E SABERES DOCENTES: UM ESTUDO DA TUTORIA NA REDE E-TEC BRASIL

Autores

  • Luciane Penteado Chaquime Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP)
  • Daniel Mill Universidade Federal de São Carlos (UFSCar).

DOI:

https://doi.org/10.21879/faeeba2358-0194.2015.v24.n44.p97-107

Palavras-chave:

Docência virtual. Saberes docentes. Formação de professores. Educação a Distância. Rede e-Tec Brasil.

Resumo

Na atuação como mediador do processo de ensino-aprendizagem em cursos de Educação a Distância por meio de tecnologias digitais de informação e comunicação, o tutor virtual mobiliza, por um lado, saberes que compõem a base de conhecimento necessária à docência em geral. Por outro, constrói novos saberes ao refletir sobre sua prática, ampliando e diversificando essa base. Partindo desse contexto, o artigo apresenta resultados de uma pesquisa que buscou mapear os saberes do tutor virtual, identificando sua natureza. Para a realização da investigação, empregouse a triangulação metodológica e percorreu-se as seguintes etapas: levantamento e estudo de bibliografia; coleta de dados utilizando-se questionário com questões abertas e fechadas, entrevista individual, sessões de entrevistas coletivas e análise de documentação oficial; sistematização e análise dos dados. Os resultados observados demonstram que a experiência na tutoria virtual tem potencial formador ao possibilitar a construção de novos saberes e, com isso, ampliar a base de conhecimento necessária à docência

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luciane Penteado Chaquime, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP)

Mestre em Educação pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). Técnica em Assuntos Educacionais do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP) – Campus Matão.

Daniel Mill, Universidade Federal de São Carlos (UFSCar).

Doutor em Educação pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Professor Associado do Departamento de Educação (DEd) da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar).

Referências

COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR (CAPES). Sobre as áreas de avaliação. Brasília, 2014. Disponível em: <http://www.capes.gov.br/avaliacao/sobre-as-areas-de-avaliacao>. Acesso em: 16 jun. 2013.
DUARTE, T. A possibilidade de investigação a três: reflexões sobre a triangulação (metodológica). CIES e--WorkingPaper, Lisboa, n. 60, p. 1-24, 2009.
MESA, L. M. La construcción del conocimiento en la enseñanza. In: GARCÍA, C. M. et al. (Org.). La función docente. Madrid: Editorial Síntesis, 2001. p. 47-83.
MIGLIORANÇA, F. Programa de Mentoria da UFSCar e desenvolvimento profissional de três professoras iniciantes. 2010. 347 f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2010.
MILL, D. Sobre o conceito de polidocência ou sobre a natureza do processo de trabalho pedagógico na Educação a Distância. In: MILL, D.; OLIVEIRA, M. R. G.; RIBEIRO, L. R. C. (Org.). Polidocência na educação a distância: múltiplos enfoques. 2. ed. São Carlos: EdUFSCar, 2014. p. 23-40.
MILL, D. et al. O desafio de uma interação de qualidade na Educação a Distância: o tutor e sua importância nesse processo. Cadernos da Pedagogia, São Carlos, ano 2, v. 2, n. 4, p. 112-127, ago./dez. 2008.
MIZUKAMI, M. G. N. Aprendizagem da docência: algumas contribuições de L. S. Shulman. Revista do Centro de Educação, Santa Maria, v. 29, n. 2, p. 1-11, 2004. Disponível em: <http://coralx.ufsm.br/revce/revce/2004/02/a3.htm>. Acesso em: 09 mar. 2012.
MOORE, M. G; KEARSLEY, G. Educação a Distância: uma visão integrada. São Paulo: Cengage Learning, 2008.
PETERS, O. A Educação a Distância em transição: tendências e desafios. São Leopoldo: Editora da Unisinos, 2009.
REALI, A. M. de M. R.; TANCREDI, R. M. S. P.; MIZUKAMI, M. G. N. Programa de mentoria online: espaço para o desenvolvimento profissional de professores iniciantes e experientes. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 34, n. 1, p. 77-95, jan./abr. 2008.
RIBEIRO, L. R. C.; MILL, D.; OLIVEIRA; M. R. G. A docência virtual versus presencial sob a ótica dos professores. In: MILL, D.; OLIVEIRA, M. R. G.; RIBEIRO, L. R. C. (Org.). Polidocência na educação a distância: múltiplos enfoques. São Carlos: EdUFSCar, 2010. p. 41-58.
SHULMAN, L. S. Conocimiento y enseñanza: fundamentos de la nueva reforma. Profesorado: Revista de currículum y formación del profesorado, Granada, v. 9, n. 2, p. 1-28, 2005. Disponível em: <http://www.ugr.es/local/recfpro/Rev92ART1.pdf>. Acesso em: 15 maio 2012.
______. Those who understand: knowledge growth in teaching. Educational Researcher, v. 15, n. 2, p. 4-14, 1986. Disponível em: <http://www.fisica.uniud.it/URDF/masterDidSciUD/materiali/pdf/Shulman_1986.pdf>. Acesso em: 15 maio 2013.
TARDIF, M. Saberes docentes e formação profissional. 13. ed. Petrópolis: Vozes, 2012.
______. Os saberes dos professores. In: OLIVEIRA, D. A.; DUARTE, A. M. C.; VIEIRA, L. M. F. Dicionário: trabalho, profissão e condição docente. Belo Horizonte: UFMG/Faculdade de Educação, 2010. CD-ROM.

Publicado

2015-12-04

Como Citar

PENTEADO CHAQUIME, L. .; MILL, D. . A DOCÊNCIA VIRTUAL E SABERES DOCENTES: UM ESTUDO DA TUTORIA NA REDE E-TEC BRASIL. Revista da FAEEBA - Educação e Contemporaneidade, [S. l.], v. 24, n. 44, p. 97–107, 2015. DOI: 10.21879/faeeba2358-0194.2015.v24.n44.p97-107. Disponível em: https://revistas.uneb.br/index.php/faeeba/article/view/12097. Acesso em: 19 jun. 2024.