O leitor ideal: uma reflexão sobre a prática docente do professor de Língua Portuguesa

  • Raphaela Chittolina UFRGS

Resumo

O presente artigo trata-se de uma reflexão sobre o leitor que é professor de Língua Portuguesa na escola básica. Para isso, a questão norteadora deste estudo é: qual seria o leitor ideal pensando no professor de Língua Portuguesa da escola básica? A fim de chegar a alguma resposta, a reflexão se encaminha para um olhar teórico que se inicia no letramento e tem como ponto de chegada a área do letramento escolar. Ainda em busca de uma consolidação na reflexão, é apresentada uma análise que conta com trechos de uma observação participante feita em uma sala de aula de uma turma do segundo ano do Ensino Médio, mais especificamente durante as aulas de Língua Portuguesa. Após todo esse percurso reflexivo, os resultados apontam que o leitor ideal no contexto educacional de ensino básico é o leitor incomum: o leitor que prioriza a atribuição de significados de uma produção textual. Esse leitor é, aqui, denominado incomum porque ele não é comumente encontrado na realidade docente, já que a tendência daquele que trabalha com a correção e a revisão de textos, atualmente, centra-se, ainda, em um olhar excessivamente normativo e gramatical. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

CHITTOLINA, Raphaela Machado Monteiro. Corrigir e re-visar: uma via de mão dupla. 2020. Dissertação (Mestrado em Estudos da Linguagem) – Instituto de Letras, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre.

KATO, Mary. No mundo da escrita. São Paulo: Ática, 1985.

KLEIMAN, Ângela. Os significados do letramento: uma nova perspectiva sobre as práticas social da escrita. Campinas: Mercado de Letras, 1995.

ROJO, Roxane. Letramentos múltiplos, escola e inclusão social. São Paulo: Parábola
Editorial, 2009.

SIMÕES, Luciene. et al. Leitura e autoria: planejamento em Língua Portuguesa e Literatura. Erechim: Edelbra, 2012. – (Entre Nós – Anos finais do ensino fundamental).

SOARES, Magda. Letramento – um tema em três gêneros. Belo Horizonte: Autêntica
Editora, 1998.

STEINER, George. Nenhuma paixão desperdiçada. Rio de Janeiro: Editora Record, 1996.

STREET, Brian. Letramentos sociais – abordagens críticas do letramento no
desenvolvimento, na etnografia e na educação. São Paulo: Parábola, 2014.

TFOUNI, Leda. Adultos não alfabetizados: o avesso do avesso (1988). Campinas: Pontes Editores, 1988.
Publicado
2021-12-17
Métricas
  • Visualizações do Artigo 60
  • PDF downloads: 46
Seção
ARTIGOS