Experiências que fazem a diferença: práticas crítico-formativas no curso de Licenciatura em Letras, Língua Inglesa e Literaturas do Campus V da UNEB

Palavras-chave: Diferenças; currículo; experiências extensionistas; letramento racial; formação docente; Ensino de língua Inglesa.

Resumo

Apesar de um cenário adverso à implementação de temáticas que promovam aprendizados crítico-reflexivos em direção às justiças, seja social, étnica, racial, de gênero e erótica no ensino da língua inglesa, neste artigo, nós professoras-pesquisadoras-formadoras, atuando no curso de licenciatura em Língua Inglesa e suas literaturas do campus V da Universidade do Estado da Bahia, apresentamos e refletimos sobre algumas experiências (trans)formadoras, por nós propostas e vivenciadas em projetos extensionistas que fazem/fizeram a diferença. Sem perder de vista o debate interseccional, nessa escritaexperiência, problematizamos o currículo e as práticas pedagógicas do referido curso, por um lado, através do relato encarnado dessas experiências e, por outro lado, argumentamos em favor de suas existências e permanências bem como de uma organização curricular e institucional que coloque essas temáticas como organizadoras da nossa existência ontológica, política e epistêmica, portanto, indispensáveis na formação docente.   

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

CHAUI, Marilena. Contra a universidade operacional e a servidão voluntária. UFBA, Salvador, 2016. Intervenção realizada no Congresso da Universidade Federal da Bahia. Disponível em: https://www.ufba.br/ufba_em_pauta/conhe%C3%A7a-palestra-contra-universidade operacional-e-servid%C3%A3o-volunt

FINNEY, Denise. The ELT Curriculum: A flexible model for a changing world In: RENANDYA, W.; RICHARDS, J. (Eds) Methodology in Language Teaching: An anthology of current practice . Cambridge: CUP, 2006. Ch. 7. p. 69-79.

GALEFFI, Dante. A. Didática filosófica mínima: ética do fazer-aprender a pensar de modo próprio e apropriado como educar transdisciplinar. Salvador: Quarteto, 2017.

hooks, bell. Ensinando a transgredir: educação como prática de liberdade . São Paulo: Martin Fontes, 2013.

LOURO, Guacira Lopes. Um corpo estranho: ensaios sobre sexualidade e teoria queer. Belo Horizonte: Autêntica, 2004.

MOITA LOPES, Luiz Paulo da. Oficina de lingüística aplicada. Rio de Janeiro: Mercado de Letras, 2003.

MORRISON, Toni. Recitatif. 1983. Disponível em: https://www.cusd80.com/cms/lib/AZ01001175/Centricity/Domain/1073/Morrison_recitatifessay.doc.pdf

MISKOLCI, Richard. Teoria queer: um aprendizado pelas diferenças. Belo Horizonte: Autêntica: UFOP, 2012.

NASCIMENTO, Clebemilton. Tecendo leituras, (re)construindo identidades: o lugar das diferenças no ensino-aprendizagem da língua Inglesa. In: GOMES, A. L.; FIGUEIREDO, C. S.; SALES, M. A. Salvador: EDUNEB, 2016.

NASCIMENTO, Clebemilton. A gestão encarnada do conhecimento acadêmico-científico: cartografias de grupos de pesquisas em gênero, sexualidades e queer na Bahia (2009-2019). Tese de doutorado em Difusão do conhecimento. Programa de Pós-Graduação Multi-institucional em Difusão do Conhecimento, Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2021.

REIS, Roberto. Cânon. In: JOBIM, J. L. Palavras da crítica: tendências e conceitos no estudo da literatura. Rio de Janeiro: Imago, 1992.

ROCHA, José Claudio. A reinvenção solidária e participativa da universidade. Um estudo sobre redes de extensão universitária no Brasil. Salvador: EDUNEB, 2008.

RIBEIRO, Renato Janine. Não há inimigo pior do conhecimento que a terra firme. Tempo Social: Revista de Sociologia da USP, S. Paulo, v.11, n.1, 189-195, maio de 1999.

SOARES, Magda. Letramento: um tema em três gêneros. Belo Horizonte. Ed. Autêntica, 2000

Publicado
2021-12-18
Métricas
  • Visualizações do Artigo 146
  • PDF (PORTUGUÊS) downloads: 82
Como Citar
Nunes , A. G., Nascimento, C. G., & Inkpin, S. C. (2021). Experiências que fazem a diferença: práticas crítico-formativas no curso de Licenciatura em Letras, Língua Inglesa e Literaturas do Campus V da UNEB. Revista Multidisciplinar Do Núcleo De Pesquisa E Extensão (RevNUPE), 1(1), e202107. Recuperado de https://revistas.uneb.br/index.php/revnupe/article/view/13192
Seção
Dossiê: Produção e gestão do conhecimento em sexualidades, gênero e raça/etnias