Projetar-se no amanhã: condição biográfica e projeto de vida no novo ensino médio

Resumo

O objetivo deste artigo é discutir as contribuições dos princípios epistemológicos, teóricos e de método da pesquisa (auto)biográfica para pensar a implementação do Projeto de vida no novo ensino médio, recomendado pela Base Nacional Curricular Comum (BNCC), no Brasil. As reflexões tomam como fonte dados empíricos construídos por seis jovens concluintes do ensino técnico integrado de um Instituto Federal de Educação. Apresentamos, inicialmente, o Laboratório de Qualidade de Vida (LAQVi) como o quadro institucional em que os projetos foram elaborados, visando ressaltar dispositivos e procedimentos utilizados na práxis pedagógica. Em seguida, discutimos conceitos-chave que articulam o lugar do projeto na pesquisa (auto)biográfica (DELORY-MOMBERGER, 2008, 2012a, 2012b, 2014), o que nos levou a pautá-lo na perspectiva da pesquisa-ação-formação (PINEAU, 2005; JOSSO, 2014; PASSEGGI, 2016). Na sequência, discutimos resultados das análises com ênfase nas mudanças das representações de si, escolhas, opções e tomadas de decisão, produzidas e aprofundadas na elaboração de três versões do projeto de vida, em grupos reflexivos de mediação biográfica. Para concluir, sintetizamos a reflexão, admitindo que se trata apenas de uma abertura criada em espaços formais, fundamentada numa mirada educacional de caráter crítico e reflexivo, com vistas à autorreflexão, autoria e emancipação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria da Conceição Passeggi, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Pesquisadora 1D de produtividade do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Doutora em Linguística pela Université Paul Valéry, Montpellier 3, professora permanente da Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e da Universidade Cidade de São Paulo (Unicid). Líder do Grupo Interdisciplinar de Pesquisa, Formação, Autobiografia, Representações e Subjetividades (GRIFARS). Pesquisadora associada do Laboratoire Experice (Paris 13/Paris 8), do Centro de Investigação em Educação e Psicologia da Universidade de Évora (CIEP-FCT-UE) e do Centro de Investigação em Estudos da Criança da Universidade do Minho (CIEC-FCT-UM).

Luciana Medeiros da Cunha, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte

Doutora em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Diretora Acadêmica do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte, pesquisadora do Grupo Interdisciplinar de Pesquisa, Formação, Autobiografia, Representações e Subjetividades (GRIFARS).

Publicado
2020-10-11
Métricas
  • Visualizações do Artigo 718
  • pdf downloads: 589
Como Citar
PASSEGGI, M. DA C.; CUNHA, L. M. DA. Projetar-se no amanhã: condição biográfica e projeto de vida no novo ensino médio. Revista Brasileira de Pesquisa (Auto)biográfica, v. 5, n. 15, p. 1039-1058, 11 out. 2020.