Narrativas de estudantes, filhos de catadores de materiais recicláveis, suas famílias e as relações estabelecidas

Autores

DOI:

https://doi.org/10.31892/rbpab2525-426X.2020.v5.n16.p1846-1863

Palavras-chave:

(Auto)biografia, Memória, História de Vida

Resumo

Uma questão recorrente no contexto escolar é a indagação de como a escola lida com os estudantes advindos da classe popular, em especial os pertencentes ao grupo de catadores de material reciclável, já que a própria estrutura histórica, social e cultural dessa instituição apresenta-se como exclusão para o grupo. O presente artigo tem como objetivo geral compreender a partir do olhar dos estudantes, filhos de catadores de material reciclável, o grupo familiar e as relações estabelecidas nesse núcleo. Participaram deste trabalho 65 estudantes do 4º ano do Ensino Fundamental, com média de idade de 10,75 anos (35 meninas; 30 meninos), sendo 36 residentes na ocupação Santa Luzia, e 29 na Região Administrativa Estrutural, do Distrito Federal. A trajetória da pesquisa foi sendo constituída a partir do método autoecobiográfico que envolveu a participação nas oficinas autoecobiográficas, a observação participante e as entrevistas semiestruturadas. Ao articular as estratégias para a constituição das narrativas foi-se ao encontro da análise interpretativa das fontes biográficas. Pode-se inferir que a família para esses estudantes é um território das relações afetivas, onde o trabalho e a vida se entrelaçam e definem papéis e estratégias de sobrevivência.

Palavras-chaves: Estudantes filhos de catadores de material reciclável. Família.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cláudia Moraes da Costa Vieira, Secretaria de Educação do Distrito Federal- SSPDF Faculdade de Educação - UNB UNI Projeção

Doutora em Educação pela Universidade de Brasília (2016). Área de pesquisa: Educação Ambiental e Educação do Campo. Mestre em Educação pela Universidade de Brasília (2008) na área de Educação Ambiental e Ecologia Humana. Especialista na área de formação de professores dos anos iniciais. Possui graduação em Pedagogia pela Universidade Católica de Brasília (1988). Atua como professora da Secretaria de Estado de Educação do DF desde 1989. Tem experiência na formação continuada de professores dos anos iniciais do Ensino Fundamental com ênfase em Pedagogia, Educação Matemática, Educação Ambiental e Ecologia Humana. Tutoria de curso à distancia. Gestão e Coordenação Pedagógica de escola dos anos iniciais. Docência na educação básica e superior.

Referências

ALTERTHUM, Camila Carvalhal. O encontro com crianças filhas de catadores de papel: sinalizações para uma creche e uma pesquisa com a “nossa cara”. Belo Horizonte, 2005. p.126 Dissertação (mestrado em Educação) – Universidade Federal de Minas Gerais; 2005.

BARBOZA, Daiani. As múltiplas cidades na cidade: as relações estéticas dos catadores de material reciclável com a polifonia urbana. Santa Catarina, 2013. 276p. Tese Doutorado em Psicologia. Universidade Federal de Santa Catarina; 2012.

BENSEN, Gina Rizpah. Sustentabilidade dos Programas de coleta seletiva com Inclusão social: Avanços, desafios e indicadores. IV Encontro Nacional da ANPPAS, 4,5,6 de julho de 2008. Brasília, DF, Brasil. Disponível em: Acesso em: 12 fev. 2013.

______. A coleta seletiva com inclusão de catadores: construção participativa de indicadores e índices de sustentabilidade. São Paulo, 2011. 275p. Tese Doutorado em Saúde Pública. Universidade Federal de São Paulo; 2011.

BIRKBECK, C. Self-employed proletarians in an Informal factory: the Case ofCali’s garbage dump. World Development Journal, v. 6, n. 9/10, p. 1173-1185, 1978. Disponível em: <http://previous.wiego.org/publications/RegionCountry/LatiAmerica/Birkbeck_self_employed_proletarians.pdf> Acesso em: 10 jul. 2013.

[CENTRO DE DOCUMENTAÇÃO E INFORMAÇÃO DO INSTITUTO PÓLIS] Coleta Seletiva com inclusão dos catadores. São Paulo, 2007. Disponível em: <http://www.polis.org.br/uploads/1008/1008.pdf>. Acesso em: 10 jan. 2013.

COSTA, Cláudia Moraes da. Reciclagem e Cidadania: a trajetória de vida de catadores de material reciclável. Brasília, 2008. 155 f. Dissertação Mestrado em Educação – Universidade de Brasília; 2008. Disponível em: <http://repositorio.unb.br/bitstream/10482/1889/1/2008_ClaudiaMoraesCosta.pdf>. Acesso em: 12 ago. 2012.

______ Cláudia Moraes. A práxis do viver como epistemologia: o saber sentido da/na escola como forma de emancipação da condição humana no viver na terra, 2016. 261f. Tese de Doutorado em Educação – Universidade de Brasília; 2016. Disponível em: http://repositorio.unb.br/handle/10482/21924

DIAS, Sônia Maria. Trajetórias e memórias dos Fóruns Lixo e Cidadania no Brasil: experimentos singulares de justiça social e governança participativa. Belo horizonte, 2009. 339 f. Tese Doutorado em Ciências Políticas – Universidade Federal de Minas; 2009.

FERREIRA, Carla Patrícia Martins. A formação do sentido e o sentido da vida: o Círculo ecobiográficos com educadores e as experiências afetivas formadoras em sua relação com o semiárido cearense. Ceará, 2011. 190p. Tese de Doutorado em Educação – Universidade Federal do Ceará; 2011. Disponível em: <http://www.repositorio.ufc.br/bitstream/riufc/3357/1/2011_Tese_KPMFerreira.pdf> Acesso em: 6 jul. 2015.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa. 6ed. Rio de janeiro. Paz e Terra. 1997

JANUZZI, Paulo de Martino. Indicadores sociais no Brasil. Campinas: Alínea, 2001.

MELO FILHO, Benício de. O valor econômico e social do lixo de Brasília. Curitiba: universidade Federal do Paraná. 2005.

SAWAIA, Bader Burihan. O sofrimento ético-político como categoria de análise da dialética exclusão/inclusão. IN: SAWAIA Bader Burihan. Artimanhas da exclusão: Uma análise psicossocial e ética da desigualdade social. Petrópolis: Vozes, 1999. P. 97-118.

SOUZA, Elizeu Clementino. O conhecimento de si: narrativas do itinerário escolar e formação de professores. Bahia, 2004. 337 f. Tese Doutorado em Educação – Universidade Federal da Bahia; 2004. Disponível em: <https://repositorio.ufba.br/ri/bitstream/ri/10267/1/Tese_Elizeu%20Souza.pdf.>. Acesso em: 10 jul. 2014.

TEIXEIRA, Marília Magalhães. Realidade Revelada: Os catadores informais de materiais recicláveis no contesto da Universidade de Brasília, 2010. 189 f. Dissertação de Mestrado– Universidade de Brasília; 2010. Disponível em: <http://repositorio.unb.br/handle/10482/7136>. Acesso em: 25 jul. 2014.

Downloads

Publicado

2020-12-29

Como Citar

DA COSTA VIEIRA, C. M. Narrativas de estudantes, filhos de catadores de materiais recicláveis, suas famílias e as relações estabelecidas. Revista Brasileira de Pesquisa (Auto)biográfica, [S. l.], v. 5, n. 16, p. 1846–1863, 2020. DOI: 10.31892/rbpab2525-426X.2020.v5.n16.p1846-1863. Disponível em: https://revistas.uneb.br/index.php/rbpab/article/view/8061. Acesso em: 3 mar. 2024.