Aprendendo a ser professor: uma investigação biográfico-narrativa com instrumentistas

Autores

  • Vanessa Weber Universidade Federal de Santa Maria; Universidade de Santa Cruz do Sul

DOI:

https://doi.org/10.31892/rbpab2525-426X.2019.v4.n12.p1005-1019

Palavras-chave:

Construção da docência, Saberes docentes, Narrativas, Professor de instrumento, Investigação biográfico-narrativa.

Resumo

Apesar dos cursos de Bacharelado em Música não objetivarem a formação para a docência, o trabalho do egresso com o ensino do instrumento é um caminho profissional trilhado por muitos instrumentistas. A partir dos resultados de uma pesquisa que buscou compreender o processo de construção da docência do bacharel em instrumento, este artigo tem como objetivo apresentar e refletir sobre percursos formativos e apresentar possíveis caminhos de construção da docência do bacharel em instrumento. A investigação biográfico-narrativa (BOLÍVAR; DOMINGO; FERNÁNDEZ, 2001) foi utilizada como metodologia para a realização da pesquisa e para a construção das narrativas de três professores de instrumento. Como resultados, percebi que não existe uma única forma de se tornar professor, ou seja, de aprender a docência, de construir-se professor. Cada bacharel em instrumento torna-se professor através da construção e da mobilização de saberes, os quais são integrados à docência por meio da formação, das vivências junto a professores e colegas, e da experiência com a prática pedagógica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vanessa Weber, Universidade Federal de Santa Maria; Universidade de Santa Cruz do Sul

Doutora em Educação pela Universidade Federal de Santa Maria. Professora do Departamento de Educação da Universidade de Santa Cruz do Sul e Professora Substituta do Departamento de Fundamentos da Educação/UFSM. Membro do Grupo de Pesquisa Formação, Ação e Pesquisa em Educação Musical (FAPEM).

Referências

ALMEIDA, Jéssica de. Biografia músico-educativa: produção de sentidos em meio à teia da vida. 2019. 368 f. Tese (Doutorado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2019.

ARAÚJO, Rosane. Um estudo sobre os saberes que norteiam a prática pedagógica de professores de piano. 2005. 281 f. Tese (Doutorado em Música) – Programa de Pós-Graduação em Música, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2005.

______. Os saberes docentes na prática pedagógica de professores de piano. Em Pauta, Porto Alegre, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, v. 17, n. 28, p. 40-69, jan./jun. 2006.

BELLO, Marcia. Saberes pedagógicos na docência de música. 2004, 111 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade do Vale do Rio dos Sinos, São Leopoldo, 2004.

BOLÍVAR, Antonio; DOMINGO, Jesús; FERNÁNDEZ, Manuel. La investigácion biográfico-narrativa em educación: enfoque e metodologia. Madrid: La Muralla, 2001.

BOLÍVAR, Antonio; DOMINGO, Jesús. La investigación biográfico y narrativa en Iberoamérica: campos de desarrollo y estado actual. Forum: Qualitative Social Research, Berlim, v. 7, n. 4, p. 1-43, sep. 2006.

BOLZAN, Dóris Pires Vargas. Formação de professores: compartilhando e reconstruindo conhecimentos. Porto Alegre: Mediação, 2002.

______.; ISAIA, Sílvia. Aprendizagem docente na educação superior: construções e tessituras da professoralidade. Revista Educação, Porto Alegre, n. 3, p. 489-501, set./dez. 2006.

CARVALHO, Isamara Alves. Saberes docentes dos instrumentistas professores: diálogo entre ensinar e avaliar um curso de instrumento musical. 2004. 134 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2004.

DINIZ-PEREIRA, Júlio Emílio. A formação acadêmico-profissional: compartilhando responsabilidades entre universidades e escolas. In: EGGERT, E. et al. (Orgs.). Trajetórias e processos de ensinar e aprender: didática e formação de professores. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2008. p. 253-267.

GAUTHIER, Clermont et al. Por uma teoria da pedagogia: pesquisas contemporâneas sobre o saber docente. Tradução de Francisco Pereira. 2. ed. Ijuí: Ed. Unijuí, 2006.

GEMESIO, Cláudia. “Eu ensino da mesma forma que aprendi”: práticas e saberes de três professores de piano em início de carreira, licenciados em educação artística – música, habilitação – piano. 2010. 137 f. Dissertação (Mestrado em Música) – Programa de Pós-Graduação em Música, Universidade de Brasília, Brasília, 2010.

GLASER, Scheilla R; FONTERRADA, Marisa. Músico-professor: uma questão complexa. Música Hodie, Goiânia, Universidade Federal de Goiás, v. 7, n. 1, p. 27-49, nov. 2007.

ISAIA, Sílvia; BOLZAN, Dóris. Trajetórias da docência: articulando estudos sobre processos formativos e a aprendizagem de ser professor. In: ISAIA, Sílvia; BOLZAN, Dóris. (Orgs.). Pedagogia universitária e desenvolvimento profissional docente. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2009. p. 121-143.

ISAIA, Sílvia; BOLZAN, Dóris. Movimentos construtivos da docência/aprendizagem: tessituras formativas. In: ENCONTRO NACIONAL DE DIDÁTICA E PRÁTICA DE ENSINO – ENDIPE, 15., 2010, Belo Horizonte. Anais do XV ENDIPE, Belo Horizonte, UFMG, 2010. v. 1, p. 1-14.

KOTHE, Fausto. A atuação docente de bacharéis em música inseridos em orquestras. 2012. 110 f. Dissertação (Mestrado em Música) – Programa de Pós-Graduação em Música, Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2012.

LIMA, Janaína Machado Asseburg. Ingeburg Hasenack: memórias de uma educadora musical. 2013. 190 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2013.

MIZUKAMI, Maria das Graças Nicoletti. Formação continuada e complexidade da docência: o lugar da universidade. In: ENCONTRO NACIONAL DE DIDÁTICA E PRÁTICA DE ENSINO, 14., 2008, Porto Alegre. Anais. Trajetórias e processos de ensinar e aprender: lugares, memórias e culturas. Porto Alegre: ENDIPE, 2008. p. 389-409.

MORAES, Roque; GALIAZZI, Maria do Carmo. Análise textual discursiva. 2. ed. Ijuí: Editora Unijuí, 2011.

MOSTAÇO, Edelcio. Conceitos operativos nos estudos da performance. Sala Preta, São Paulo, Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, v. 12, n. 2, p. 143-153, dez. 2012.

MOTA, Lúcius Batista. Identidades profissionais: um estudo de narrativas (auto)biográficas de professores de oboé. 2017. 184 f. Tese (Doutorado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2017.

NÓVOA, António. Os professores e as histórias da sua vida. In: NÓVOA, A. (Org.). Vidas de professores. Porto: Porto Editora, 1992. p. 11-30.

NUNES, Célia. Saberes docentes e formação de professores: um breve panorama da pesquisa brasileira. Educação e Sociedade, Campinas, Unicamp, v. 22, n. 74, p. 27-42, abr. 2001.

OLIVEIRA, Karla. Professores de piano: um estudo sobre o perfil de formação e atuação em Porto Alegre/RS. 2007. 141 f. Dissertação (Mestrado em Música) – Programa de Pós-Graduação em Música, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2007.

RECK, André Muller. Narrativas religiosas no ensino superior em música: uma abordagem (auto)biográfica. 2017. 206 f. Tese (Doutorado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2017.

REQUIÃO, Luciana. Saberes e competências no âmbito das escolas de música alternativas: a atividade docente do músico-professor na formação profissional do músico. Revista da Abem, v. 7, p. 59-67, 2002.

SANTOS, Ana Roseli. Formação e prática do professor de instrumento de cordas. 2008. 182 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2008.

SILVA, Gabriele. A formação do professor de instrumento a partir das concepções de alunos e professores do curso de licenciatura em instrumento da UFPB. 2011. 92 f. Dissertação (Mestrado em Música) – Programa de Pós-Graduação em Música, Universidade do Estado de Santa Catarina, Florianópolis, 2011.

TARDIF, Maurice. Saberes docentes e formação profissional. 13. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2012.

TEIXEIRA, Ziliane Lima de Oliveira. Narrativas de professores de flauta transversal e piano no ensino superior: a corporeidade presente (ou não) na aula de instrumento. 2016. 159 f. Tese (Doutorado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2016.

WEBER, Vanessa. Tornando-se professor de instrumento: narrativas de docentes-bacharéis. 2014. 144 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2014.

Downloads

Publicado

2019-12-26

Como Citar

WEBER, V. Aprendendo a ser professor: uma investigação biográfico-narrativa com instrumentistas. Revista Brasileira de Pesquisa (Auto)biográfica, [S. l.], v. 4, n. 12, p. 1005–1019, 2019. DOI: 10.31892/rbpab2525-426X.2019.v4.n12.p1005-1019. Disponível em: https://revistas.uneb.br/index.php/rbpab/article/view/5890. Acesso em: 21 jun. 2024.