Explorando o conceito de ideologia: uma tentativa de aproximação entre Hermenêutica de Profundidade e História Oral

  • Kátia Guerchi Gonzales Uniderp - Anhanguera
  • Antonio Vicente Marafioti Garnica UNESP
Palavras-chave: Hermenêutica de Profundidade, História Oral, Educação Matemática, Ideologia

Resumo

A intenção desse texto é considerar as possibilidades e potencialidades de articular dois referenciais teórico-metodológicos específicos – a Hermenêutica de Profundidade (HP) e a História Oral (HO), focando particularmente o conceito de ideologia. A HP, que se volta à análise de formas simbólicas das mais variadas, tem sido mobilizada mais frequentemente em pesquisas relacionadas à análise de materiais escritos, como livros didáticos. Entretanto, o objetivo deste artigo é apresentar considerações sobre como – sob quais parâmetros – a HP poderia ser mobilizada para análise das textualizações/narrativas criadas segundo a metodologia da História Oral. Concluindo o texto, apresentamos um exercício da mobilização da HP, ressaltando o conceito de ideologia, realizado visando a atribuir sentido às Licenciaturas de Ciências – Habilitação em Matemática, ocorridas em regime parcelado no estado do Mato Grosso do Sul.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALBUQUERQUE JÚNIOR, D. M. de. História: a arte de inventar o passado – ensaios de teoria da história. Bauru: Edusc, 2007.

ANDRADE, M. M. Ensaios sobre o ensino em geral e o de matemática em particular, de Lacroix: análise de uma forma simbólica à luz do referencial metodológico da hermenêutica de profundidade. 2012. 281 f. Tese (Doutorado em Educação Matemática) – Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista – UNESP, Rio Claro, 2012.

ANDRADE, M. M; OLIVEIRA, F. D. Referencial Metodológico da Hermenêutica de Profundidade na Educação Matemática: reflexões teóricas. In: GARNICA, A. V. M; SALANDIM, M. E. M. Livros, leis, leituras e leitores: exercícios de interpretação para a história da educação matemática. Curitiba: Appris, 2014. p. 17-41.

BAGIO, V. A. Da escrita à implementação das DCE/PR de matemática: um retrato feito a cinco vozes e milhares de mãos. 2014. 350 f. Dissertação (Mestrado em Ciências e em Matemática) – Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e em Matemática Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2014.

BITTAR, M. Mato Grosso do Sul, a construção de um estado: regionalismo e divisionismo no sul de Mato Grosso. Campo Grande: Editora UFMS, 2009.

BOLÍVAR, A.; DOMINGOS, J.; FERNÁNDEZ, M. La investigacion biográfico-narrativa en educación: enfoque y metodología. Madrid: Muralla S.A., 2001.

CARDOSO, V. C. A cigarra e a formiga: uma reflexão sobre a educação matemática brasileira da primeira década do século XXI. 2009. 226 f. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas – UNICAMP, Campinas, 2009.

GARNICA, A. V. M.; SOUZA, L. A. D. Elementos de história da educação matemática. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2012. (Coleção PROPG Digital).

GARNICA, A. V. M. Uma agenda para a história da educação matemática no Brasil? Revista de História da Educação Matemática, v. 1, n. 1, p. 104-127 2015.

GENETTE, G. Paratextos editoriais. São Paulo: Ateliê Editorial, 2009.

GOMES, M. L. M. Escrita autobiográfica e história da educação matemática. Bolema: Boletim de Educação Matemática, Rio Claro, SP, v. 26, n. 42, p. 105-138, abr. 2012.

GONZALES, K G. Formar professores que ensinam matemática: uma história do movimento das licenciaturas parceladas no Mato Grosso do Sul. 2017. 534 f. Tese (Doutorado em Educação para a Ciência) – Faculdade de Ciências, Universidade Estadual Paulista – Unesp, Bauru, 2017.

OLIVEIRA, F. D. Análise de textos didáticos: três estudos. 2008. 222 f. Dissertação (Mestrado em Educação Matemática) –Instituto de Geociências e Ciências Exatas Universidade Estadual Paulista – Unesp, Rio Claro, 2008.

OLIVEIRA, F. D.; ANDRADE, M. M.; SILVA, T. T. P. A hermenêutica de profundidade: possibilidades em educação matemática. Alexandria: Revista de Educação em Ciência e Tecnologia, v. 6, n. 1, p. 119-142, 2013.

PINTO, T. P. Produção de histórias na educação matemática: um exercício com os Projetos Minerva mobilizando texto ficcional e fotografias compósitas. Perspectivas da Educação Matemática, [s. l.], v. 8, número temático, p. 862-881, 2015.

ROLKOUSKI, E. Vida de professores de matemática: (im)possibilidades de leitura. 2006.298 f. Tese (Doutorado em Educação Matemática) – Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista – Unesp, Rio Claro, 2006.

SILVA, C. R. M. da. Uma, nove ou dez narrativas sobre as licenciaturas em Ciências e Matemática em Mato Grosso do Sul. 2015. 389 f. Tese (Doutorado em Educação Matemática) – Instituto de Geociências, Universidade Estadual Paulista – Unesp, Rio Claro, 2015.

SILVA, T. T. P. Matrizes e suas cercanias: um estudo histórico a partir de livros didáticos de matemática. Relatório de Iniciação Científica – Departamento de Matemática, Universidade Estadual Paulista – Unesp, Bauru, 2010.

THOMPSON, J. B. Ideologia e cultura moderna: teoria social crítica na era dos meios de comunicação de massa. 9. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2011.

Fontes Orais

FREITAS, José Luiz Magalhães de. [setembro, 2016]. 21 de setembro de 2016.

NONATO, Antonio Enes. [novembro, 2013]. Corumbá, MS. 04 de novembro de 2013.

OSÓRIO, Antônio Carlos do Nascimento. [setembro, 2016]. Campo Grande, MS. 24 de setembro de 2016.

PAIS, Luiz Carlos. [fevereiro, 2015]. Campo Grande, MS. 21 de fevereiro de 2015.

SÁ, Antonio Lino Rodrigues de. [março, 2015]. Campo Grande, MS. 06 de março de 2015.

SOUZA, Celso Correia de. [fevereiro, 2015]. Campo Grande, MS. 22 de fevereiro de 2015.

SOUZA, Sidnei Azevedo de. [abril, 2016]. Dourados, MS. 08 de abril de 2016.

TERRA, Edmir Ribeiro. [abril, 2016]. Dourados, MS. 14 de abril de 2016.

Publicado
2019-04-19
Métricas
  • Visualizações do Artigo 416
  • PDF downloads: 423
Como Citar
GONZALES, K. G.; GARNICA, A. V. M. Explorando o conceito de ideologia: uma tentativa de aproximação entre Hermenêutica de Profundidade e História Oral. Revista Brasileira de Pesquisa (Auto)biográfica, v. 4, n. 10, p. 141-160, 19 abr. 2019.