Automedialidade e ressonância para a formação de si de jovens na universidade: ateliê com blogs reflexivos

Autores

DOI:

https://doi.org/10.31892/rbpab2525-426X.2023.v8.n23.e1132

Palavras-chave:

Automedialidade, Dispositivos de pesquisa-formação, Jovens universitários(as), Ressonância, Formação de si

Resumo

Neste artigo, apresentamos um dispositivo de pesquisa-formação com indícios de automedialidade e com narrativas partilhadas, seus pressupostos teórico-metodológicos e alguns efeitos de ressonância para a formação de si de jovens estudantes da universidade. Tal dispositivo foi realizado com um grupo de jovens estudantes de Pedagogia, em uma universidade pública federal, no âmbito de uma pesquisa maior, que trata dos desafios enfrentados pelos(as) jovens para se construírem como estudantes na vida universitária. Desse modo, o procedimento fundamenta-se nos referenciais teóricos e metodológicos da automedialidade, conforme Christine Delory-Momberger e Jean-Claude Bourguignon, e da pesquisa (auto)biográfica, de acordo com Christine Delory-Momberger, Maria Conceição Passeggi e Elizeu Clementino de Souza. Como resultado, pode-se identificar que a participação dos(as) jovens no dispositivo permite práticas de si com efeitos de ressonância, tendo em vista a formação de si. Conclui-se que a partir dos gestos automediais, pela produção de blogs e/ou vídeos, articulados aos processos de reflexividade sobre tais gestos, com as narrativas de si individuais e partilhadas, contribui-se para a compreensão dos desafios enfrentados por esses(as) jovens para se construírem como estudantes, para o fortalecimento dos sentimentos de pertencimento e de autoria em relação às diferentes dimensões da vida universitária.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rosemeire Reis, Centro de Educação - UFAL

Professora Doutora Associada do Centro de Educação - UFAL, líder do grupo de pesquisa "Juventudes, Culturas e Formação, integrante do Collège Internacional de Recherche Biographique (CIRBE - Université Paris 13) e da rede REPERES (Rede de Pesquisa sobre a Relação com o Saber-UFS).

Referências

ALBERO, Brigitte. La formation en tant que dispositif : Du terme au concept. In: Bernardetti Charlier & France Henri. La technologie de l’éducation: Recherches, pratiques et perspectives. Presses Universitaires de France, 2010. p. 47-59.

BERTEN, André. Dispositif, médiation, créativité: petite généalogie, Hermès, n° 25, Paris, CNRS Ed., 1999, p. 33-47.

BRITO, Josilene Almeida; SOUZA, Flávia; SILVA, João; GOMES, Alex Santos. O blog como ferramenta de aprendizagem colaborativa: uma experiência em um curso de formação técnica, XX Simpósio Brasileiro de Informática na Educação, Florianópolis, Santa Catarina, 2009.

DAYRELL, Juarez. A escola faz juventudes? Reflexões sobre a socialização juvenil. Revista Educação & Sociedade. Campinas, v. 28, n. 100, out. 2007, p. 1105-1111.

DAYRELL, Juarez; CARRANO, Paulo. Juventudes e Ensino Médio: quem é esse aluno que chega à escola. In: Dayrell, Juarez: Carrano, Paulo; Linhares, Maria Carla. Juventudes e Ensino Médio: sujeitos e currículos em diálogo. Belo Horizonte: UFMG, 2014.

DELORY-MOMBERGER, Christine ; KONDRATIUK, Carolina. Ateliê de Criação Compartilhada. Exílios/Reminiscências, Universidade Cidade de São Paulo – UNICID, VIII CIPA, 18 e 19 de setembro de 2018.

DELORY-MOMBERGER, Christine. As histórias de vida: da invenção de si ao projeto de formação. Natal: EDUFRN; Porto Alegre: Edipucrs; Salvador: Eduneb, 2014a.

DELORY-MOMBERGER, Christine. Biografia e formação continuada: a experiência e o projeto. In: DELORY-MOMBERGER, Christine. Biografia e educação: figuras do indivíduo-projeto. Tradução: Maria da Conceição Passeggi, João Gomes da Silva Neto e Luiz Passeggi. Natal : EDUFRN, 2014b.

DELORY-MOMBERGER, Christine. La recherche biographique en éducation. Fondements, méthodes, pratiques. Paris: PUSG, 2014c.

DELORY-MOMBERGER, Christine. Formação e socialização: os ateliês biográficos de projeto. Em Foco: Histórias de vida e formação. Educação e Pesquisa 32 (2), Ago 2006, p. 360-371

DELORY-MOMBERGER, Christine. Heterobioghaphie et heterobiographisation In : DELORY-MOMBERGER, Christine. (org.). Vocabularie des Histoires de vie et de la Recherche Biographique. Tolouse: Éditions Érès, 2019, p. 89-91

DELORY-MOMBERGER, Christine. Automédialité. In: DELORY-MOMBERGER, Christine. (org.). Vocabularie des Histoires de vie et de la Recherche Biographique. Tolouse: Éditions Érès, 2019. p. 36-39.

DELORY-MOMBERGER, Christine; ALVES, Carolina Aloisio.; JURION, Anne-Sophie. Medialidades biográficas e práticas de si. 2019. Disponível em: http://grifars.ce.ufrn.br/wp-content/uploads/2019/04/Colo%CC%81quio-International-da-Pesquisa-Bioga%CC%81fica-em-Educac%CC%A7a%CC%83o-Paris-out_2019-1-1.pdf. Acesso em: 5 nov. 2021.

DELORY-MOMBERGER, Christine ; BOURGUIGNON, Jean-Claude. Médialités biographiques, pratiques de soi et du monde: le sujet dans la cité. Paris: L’Harmattan, 2020/1. p.17-26.

FERRAROTTI, Franco. Sobre a ciência da incerteza: o método biográfico na investigação em Ciências Sociais. Porto: Edições Pedago; Luanda: Edições Mulemba, 2013.

FOUCAULT, Michel. Ditos e escritos. Ética, sexualidade, política. MOTTA, M. B. da (Org.). Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2004. v. 5

JOSSO, Marie-Christine. Caminhar para si. Porto Alegre: Edipucrs, 2010.

KAPLAN, Abraham. Introdução. In: DEWEY, John. Arte como experiência. São Paulo, Martins Fontes, 2010.

MORAES, Carlos Bizarro. Experiência estética e educação. Theologica, 37 (1), 2002, p.105-117.

MOSER, Christian ; DÜNNE, Jörg. Automédialité. Pour un dialogue entre médiologie et critique littéraire. Revue d’Études Culturelles, 4 (L’automédialité contemporaine, sob a direção de B. Jongy), 2008, p. 11-20.

PAIS, José Machado. Culturas juvenis. Lisboa: Imprensa Nacional Casa da Moeda, 2ª ed., 2003.

PASSEGGI, Maria da Conceição; SOUZA, Elizeu Clementino de. O Movimento (Auto)Biográfico no Brasil: Esboço de suas Configurações no Campo Educacional. Investigación Cualitativa, 2017, 2(1) pp. 6-26.

PASSEGGI, Maria da Conceição. Reflexividade narrativa e poder auto(trans)formador. Práxis Educacional, Vitória da Conquista, v. 17, n. 44, 2021, p. 93-113,

PRIMO, Alex. Blogs e seus gêneros: Avaliação estatística dos 50 blogs mais populares em língua portuguesa. In: XXXI Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação - Intercom 2008, Natal. Anais, 2008

REIS, Rosemeire. Juventudes, vida universitária e relação com o saber: contribuições das narrativas de si. Revista Debates em Educação, v. 14, n. 35, maio/ago., 2022, p. 32-57

REIS, Rosemeire. Pesquisa Biográfica e heterobiografização: fonte de aprendizagem para o/a pesquisador/a. Revista Portuguesa de Educação, 33 (20), 2020, p. 295-309.

REIS, Rosemeire. Diálogos entre Questões de Pesquisa que Orientam a Teoria da Relação com o Saber de Bernard Charlot e a Pesquisa Biográfica em Educação de Christine Delory-Momberger. Revista Internacional Educon, 2(3), 2021, p. 1-18

REGUILLO, Rossana. Las culturas juveniles: um campo de estudio. Breve agenda para la discusión. Revista Brasileira de Educação. Belo Horizonte, n. 23, maio/ago., 2003, p. 103-117.

RICOEUR, P. Tempo e narrativa 1: a intriga e a narrativa histórica. São Paulo: Martins Fontes, 1983.

ROSA, Harmut. Escalada ou saída? O fim da estabilidade dinâmica e o conceito de ressonância. In: Aceleração: a transformação das estruturas temporais da Modernidade. São Paulo: Ed. UNESP, 2019, p. 9-50.

SCHÜTZ, Alfred. Fenomenologia e relações sociais. Rio de Janeiro: Zahar editores, 1979.

SPOSITO, M. P.; CARRANO, P. C. R. Juventude e políticas públicas no Brasil. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, n. 24, set./dez., 2003. p. 16-39.

SOUZA, Elizeu Clementino de. Investigación (auto)biográfica como acontecimiento: diálogos epistémico-metodológicos. Márgenes Revista De Educación De La Universidad De Málaga, 1(3), 2020, 16-33.

Downloads

Publicado

2023-12-20

Como Citar

REIS, R. Automedialidade e ressonância para a formação de si de jovens na universidade: ateliê com blogs reflexivos. Revista Brasileira de Pesquisa (Auto)biográfica, [S. l.], v. 8, n. 23, p. e1132, 2023. DOI: 10.31892/rbpab2525-426X.2023.v8.n23.e1132. Disponível em: https://revistas.uneb.br/index.php/rbpab/article/view/17260. Acesso em: 13 abr. 2024.

Edição

Seção

Dossiê Automedialidades: práticas (auto)formativas de criação estética