ENSINO COLETIVO DE VIOLÃO: um relato de experiência sobre o ensino da música no currículo das turmas de Anos Iniciais

Autores

DOI:

https://doi.org/10.29378/plurais.2447-9373.2019.v4.n2.169-179

Palavras-chave:

Educação Musical, Currículo, Ensino Coletivo de Violão, Educação Básica

Resumo

O presente artigo tem como tema a música como conteúdo curricular na Educação Básica. Este trabalho trata-se de um relato de experiência sobre o ensino coletivo de violão no currículo das turmas de anos iniciais que vem sendo realizado desde 2015, na Escola Vida, situada no município de Alegrete/RS. A pesquisa foi realizada no turno regular, com alunos das turmas do 3º ao 5º ano, que se encontram na faixa etária entre 8 a 11 anos, com o objetivo de refletir sobre o ensino coletivo de violão na aprendizagem musical de alunos dos anos iniciais. Ao concluir este trabalho percebeu-se que o ensino coletivo de violão proporciona o desenvolvimento de experiências musicais colaborativas e autonomia dos alunos em suas aprendizagens, desafiando o educador musical na criação de propostas criativas para a mediação das aprendizagens de seus alunos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Henrique Soares Bragamonte, Professor de História

Especialista em Educação Musical. Professor de História. ORCID: https://orcid.org/0000-0001-8144-9886. E-mail: henriquebragamonte@gmail.com

Patrícia Luciene de Albuquerque Bragamon, Universidade Federal de Santa Maria

Mestre em Políticas Públicas e Gestão Educacional da Universidade Federal de Santa Maria. Pesquisadora do GEPE – Grupo de Estudo e Pesquisa em Educação Especial e Inclusão da UFSM. ORCID: https://orcid.org /000-0001-7761-0921 E-mail: patriciabragamonte@gmail.com

Downloads

Publicado

2020-06-28

Como Citar

BRAGAMONTE, H. S.; BRAGAMON, P. L. de A. ENSINO COLETIVO DE VIOLÃO: um relato de experiência sobre o ensino da música no currículo das turmas de Anos Iniciais. Plurais - Revista Multidisciplinar, Salvador, v. 4, n. 2, p. 169–179, 2020. DOI: 10.29378/plurais.2447-9373.2019.v4.n2.169-179. Disponível em: https://revistas.uneb.br/index.php/plurais/article/view/7119. Acesso em: 19 jun. 2024.

Edição

Seção

Estudos/Ensaios