Apontamentos sobre a Tessitura de Redes como Perspectiva Contemporânea da Pesquisa no Campo da Educação

Palavras-chave: Pesquisa em rede, Tendência de pesquisa, Pesquisa em Educação, Formação de pesquisadores

Resumo

Este escrito apresenta apontamentos acerca da tessitura de redes como tendência no campo da pesquisa, em particular na pesquisa em Educação, estratégia de ampliação do processo associativo de pesquisadores no delineamento de alternativas para a melhoria da qualidade do conhecimento, consequentemente para seu avanço. Inicia retomando aspectos históricos da gênese da pesquisa em Educação na cena nacional, reflexão entremeada por anotações buscando explicitar a perspectiva dominante nesse percurso. Registra, em seguida, experiência de pesquisa em rede empreendida pela articulação de quatro Programas de Pós-graduação em educação de três Universidades públicas situadas nas regiões Nordeste e Sudeste do país, iniciativa apoiada pelo Programa Observatório da Educação (OBEDUC), promovido pela CAPES. Apontamentos sobre o contributo da formação pós-graduada stricto sensu encerram as reflexões em torno do potencial de processos associativo de pesquisadores mediante a constituição de redes.

Biografia do Autor

Isabel Maria Sabino Farias, Universidade Estadual do Ceará

Pedagoga (UECE). Doutora em Educação Brasileira (UFC), com Estágio Pós-Doutoral pela Universidade de Brasília (UnB). Professora do Centro de Educação e do Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE) da Universidade Estadual do Ceará (UECE). Líder do grupo de pesquisa Educação, Cultura Escolar e Sociedade (EDUCAS/CNPq). Coordenadora do Observatório Desenvolvimento Profissional Docente e Inovação Pedagógica. ORCID: https://orcid.org/0000-0003-1799-0963 E-mail: isabel.sabino@uece.br

Publicado
2018-08-16
Seção
Dossiê Temático